Browsed by
Mês: novembro 2014

A paz que emana do perdão

A paz que emana do perdão

A paz que emana do perdão. 1

“Considera as minhas aflições e o meu sofrimento e perdoa todos os meus pecados.” Sl. 25.18.

O pecado está sempre presente no mundo incrédulo, violento, sem parâmetro que o limite. O pecado se apresenta mui lindo, com muitas vantagens, muitas promessas valiosas, mas na realidade não tem nada a oferecer. É apenas fachada, e na realidade ele rouba a paz, traz sofrimento, mata a alegria de viver. Dá lugar a tristeza, a dor, destrói tudo que há de melhor na pessoa, deixando-a à beira  do abismo espiritual. Se a pessoa não se conscientizar a tempo, ela vai se enlear de tal maneira, que dificilmente conseguirá sair ilesa dele.

O salmista rei Davi escreveu lindas mensagens através de seus Salmos. Os salmos eram poemas líricos religiosos para serem acompanhados por instrumentos musicais. Eram orações em gênero poético. Davi compôs Salmos de louvor ao nosso Deus; pedindo auxílio divino – como o Salmo 25. Davi pede a Deus para não ser envergonhado diante de seus inimigos, porque estes procediam traiçoeiramente. Davi viveu tempos difíceis preso na teia do pecado, nas aflições que o maltratavam muito.

Como todo ser humano, nasceu e cresceu em pecado, mas ele clamou a Deus de todo coração. Ele sempre adorou a Deus em primeiríssimo lugar. Davi era invejado, perseguido pelos inimigos, justamente porque Deus era sempre com ele. Davi se volta a Deus e pede perdão de todos os seus pecados. Porque ele sabia, que com o perdão de Deus, ele teria todos os seus pecados apagados (Is. 1.18). As aflições e o sofrimento são filhos malditos do pecado. O pecado impera largamente nos corações humanos.

Deus na Sua infinita misericórdia preparou um plano para a salvação de toda alma imortal. Através de Sua Palavra Ele transmite a mensagem de salvação. Mas, Deus deixa todo ser humano livre para escolher o caminho que quer seguir. Se ele escolher o caminho da salvação, começará receber as bênçãos prometidas por Deus, e no porvir a vida eterna no paraíso celeste. Lá, não haverá mais choro, doença, sofrimento, morte, desilusão, tristeza, aflições, porque a luz do Senhor Deus brilhará sobre todos.

Davi busca a Deus de coração, ele quer conhecer mais os caminhos do Senhor, e quer também que o Senhor lhe ensine as Suas veredas (caminho, senda, rumo, direção, atalho). Davi quer conhecer sempre mais o nosso Deus. Por mais próximo que ele estivesse do Senhor, ele nunca chegaria ao conhecimento total do Eterno. Davi pede a Deus para guiá-lo, ensiná-lo, porque disse que Deus era a sua salvação, e que ele esperava em Deus todos os dias. Davi tinha total confiança em Deus. Davi era um homem segundo o coração de Deus (1 Sm. 13.14).

A paz que emana do perdão chega até os nossos ouvidos através da Palavra de Deus. Se quisermos viver em paz, teremos que pedir perdão a Deus de todos os nossos pecados e abandoná-los. A felicidade está em termos paz com Deus. A paz de Deus “E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus” Fp. 4.7. A Paz é algo tão almejado por todo ser humano, que somente ao ouvir a pronúncia da palavra ‘paz’, já sente o seu benéfico efeito sobre ele. Nada é tão valioso quanto ter paz com Deus.

A Palavra de Deus declara: “O que encobre as suas transgressões jamais prosperará; mas o que as confessa e deixa alcançará misericórdia” Pv. 28.13.

Graça e Paz!

Pastos verdes e águas tranquilas

Pastos verdes e águas tranquilas

Pastos verdes e águas tranquilas. 4

“Ele me faz repousar em pastos verdejantes. Leva-me para junto das águas de descanso.” Sl. 23.2.

Pastos verdes e águas tranquilas simbolizam paz, bem estar, sossego. Atualmente, a pessoa vive com grande tribulação, em um mundo turbulento, e incrédulo. Tudo leva a pessoa ao estresse. Isto porque ela não consegue acompanhar tudo que acontece ao seu derredor. As exigências são muitas, e dificilmente a pessoa consegue ficar em paz, tranquila, sem receio de que algo ruim possa acontecer.

Pastos verdes e águas tranquilas só encontramos em Jesus Cristo. Ele é o Pastor amado. Aquele que conduz o rebanho seguramente. Todas as Suas ovelhas habitarão seguras e despreocupadas. Deus as protege dos ataques do inimigo das almas imortais. Só Jesus acalma as águas turbulentas do espírito, e coloca a pessoa num lugar de descanso, em campo verdejante. A paisagem de campos verdes e águas tranqüilas nos transmitem muita paz. A paz que só Jesus pode dar.

O Senhor Jesus nos trata como ovelhas suas. E como ovelhas somos inseguros, inquietos e indefesos. Como ovelhas não temos um bom senso de direção e às vezes na busca de pastos verdes caímos em profundos abismos. Para cair no abismo é fácil, mas para sair dele, há necessidade do auxílio de Jesus Cristo. Como ovelhas não sabemos cuidar de nós mesmos e ficamos  expostos a muitos predadores assassinos. Muitas vezes caímos em águas profundas, e não conseguimos escapar ilesos, mas Jesus é o nosso Pastor.

Somente Jesus pode nos tirar de campos secos e nos levar em segurança a campos verdejantes, onde há muita paz e alimento para todas as Suas ovelhas. Jesus usa a metáfora ovelha para se referir ao Seu povo. Porque ovelha é animalzinho dócil, mas indefeso. Assim o Senhor Jesus nos vê e nos trata. A ovelha do Senhor Jesus é cercada de todo carinho e amor que Ele tem.

O inimigo das almas imortais procura a ovelha para destruí-la, matá-la e roubá-la. Por isso, toda ovelha do Senhor Jesus necessita estar em comunhão com Ele, e nunca se afastar da sombra que Ele oferece. Ser uma ovelha do Senhor Jesus é uma honra muito grande. Por isso devemos ser gratos a Ele. Quem tem Jesus tem tudo.

“Vendo Jesus as multidões, compadeceu-se delas, porque estavam aflitas e exaustas como ovelhas que não tem pastor” Mt. 9.36.

Graça e Paz!

Deus, criador do universo

Deus, criador do universo

Deus, criador do universo
“Os céus proclamam a glória de Deus, e o firmamento anuncia as obras das suas mãos.” Sl. 19.1.

Muitos cientistas criaram, e ensinaram diversas teorias sobre a criação do universo. Uns creem na teoria da evolução, outros na teoria da espontaneidade, mas o que nenhum consegue provar é como se faz para chegar à vida. Não foi por falta de experimentos, nem falta de incredulidade, e sim por incapacidade pura. O Criador do universo deixa a sua marca registrada em cada unidade de Sua criação.
O Criador do Universo é o Deus Altíssimo. Ele criou tudo e todas as coisas para o Seu deleite. Deus criou tudo perfeito e belo. Sua criação é uma obra de arte. Nenhum pintor conseguiu fazer um quadro que se aproximasse da beleza da criação. O universo com suas leis e movimentos não existe por acaso nem deu a luz a si mesmo. O Criador do universo o fez com matéria e energia. Tanto a matéria como a energia o Senhor Deus criou para organizar a sua criação. Deus organizou de tal maneira a terra, separou as águas, e começou a sua criação.
A Palavra de Deus nos diz que no princípio a Terra era sem forma e vazia. Aprouve ao Senhor clareá-la e habitá-la com seres diversos. Também com plantas que na estação própria dariam frutos. Tudo foi muito bem planejado, depois realizado. As teorias contrárias querem provar que o ser humano veio de uma evolução ou qualquer outra explicação, mas sempre começa com alguma dúvida e termina em outra bem maior. Até o momento, ninguém conseguiu dar vida a uma só molécula. Com Deus tudo é diferente, Ele é o Criador, mantenedor de tudo que chamamos Terra, Natureza. Tudo que o Senhor revelou em sua Palavra, desde a primeira linha até a última é imutável. Tudo é atual. Tudo é perfeito. Não há necessidade de modificação alguma. O tempo passa, mas a Palavra de Deus permanece para sempre.
Somente Deus ressuscitou mortos, curou enfermos de diversas enfermidades, abriu os olhos aos cegos, e ofereceu e oferece a salvação de toda alma imortal que se volta a Ele, e reconhece que, sozinho não consegue chegar até Deus. Jesus Cristo é o elo que liga a pessoa a Deus. O universo revela a glória de Deus. As digitais de Deus podem ser vistas em toda criação. O universo é um palco iluminado que mostra com exuberância, a majestade de Deus.
“O temor do Senhor é límpido e permanece para sempre; os juízos do Senhor são verdadeiros e todos igualmente justos. São mais desejáveis do que ouro, mais do que muito ouro depurado; e são mais doces do que o mel e o destilar dos favos” Sl. 19.9,10.
Graça e Paz!

Deus, nosso protetor

Deus, nosso protetor


 Deus, nosso protetor

“Guarda-me como a menina dos olhos, esconde-me à sombra das tuas asas.” Sl. 17.8.

O salmista rei Davi viveu situações extremas: desde dias muito felizes, grandes realizações, grandes vitórias, até situações dificílimas. Porque sendo rei, necessitava proteger e unir o seu povo. Daí, ele contar com muitos invejosos e inimigos. Os inimigos querem matar, destruir, roubar, mas nunca colaborar para o bem do próximo ou da nação. Davi sofria constantemente ataques adversários, mas ele sempre recorria a Deus para protegê-lo e guardá-lo em Seus cuidados. Embora Davi fosse um homem de guerra, que muitas vezes encontrava-se encurralado pelos adversários, ele nunca se afastou de Deus, muito pelo contrário, ele buscava ainda mais a presença do Deus Altíssimo para consolá-lo, fortalecê-lo e guiá-lo firmemente pelas sendas da vida.

Neste verso Davi usa duas figuras para ilustrar a proteção de Deus em sua vida. A primeira figura é a menina dos olhos. Esta parte dos olhos é a mais sensível e mais íntima que a pessoa procura proteger rapidamente diante de algum imprevisto. Todos sabem que a menina dos olhos é o ponto central dos cuidados mais rápidos, instintivos que se conhece. A segunda figura é a sombra. Esta figura indica proximidade, aconchego, proteção, porque uma sombra não vai muito além do corpo que a produz. A sombra nos transmite tranquilidade, bem estar, alívio. Porque se o tempo está muito quente ou escaldante, uma sombra por menor que seja é sempre bem-vinda. Davi usa a figura sombra das asas do Altíssimo. Que segurança esta figura nos traz à mente. Quando uma galinha enfrenta algum perigo com seus filhotes, ela os reúne todos debaixo de suas asas, na sombra, e os protege até que o perigo passe.

Davi creu assim no Senhor nosso Deus, e viveu seguramente debaixo das asas do Altíssimo, embora tivesse uma vida atribulada pelas responsabilidades em que viveu, em tempos difíceis e muito diferentes dos atuais. Davi foi um homem segundo o coração de Deus (1 Sm. 13.14). Ele clamava a Deus sempre que se via emaranhado nas dificuldades, e louvava sempre em agradecimento pelas bênçãos recebidas. Deus era tudo para Davi. Davi nos legou lindos Salmos, que nos fortalecem na caminhada diária. Assim Davi creu firmemente no Senhor e nos deixou um legado muito firme de fé, confiança, firmeza. O seu testemunho nos leva a querer também morar no esconderijo do Altíssimo, e descansar à sombra do Onipotente. (Sl. 91.1). Deus é o nosso abrigo no temporal e a nossa cidade refúgio para a nossa paz.

“O Senhor está no seu santo templo; nos céus tem o Senhor seu trono; os seus olhos estão atentos, as suas pálpebras sondam os filhos dos homens” Sl. 11.4.

Graça e Paz!

Deus, fonte de excelso prazer

Deus, fonte de excelso prazer

Deus, fonte de eterno prazer. 2

“Tu me farás ver os caminhos da vida; na tua presença há plenitude de alegria, na tua destra, delícias perpetuamente.” Sl. 16.11.

Tudo que é belo, perfeito, sem defeito provém de Deus. Só Deus pode criar a natureza tão bela, tão completa, com tantas minúcias, tantas variedades de plantas, de seres viventes. Só Deus tem a beleza completa, essência de tudo que é bom. Somente Deus pode oferecer a fonte de excelso prazer. O ser humano contenta-se com um pouco de felicidade, que é passageira; um pouco de sucesso que é bastante limitado. O ser humano contenta-se com o que é limitado, pouco, pequeno ou ínfimo.

Deus é a verdadeira fonte de excelso prazer, ou seja, prazer ilimitado, verdadeiro, concreto na vida de alguém. Deus é o centro do universo. Tudo gira em torno d’Ele, e através d’Ele. O ser humano muitas vezes quer ser o centro do universo, mas está muito longe de sê-lo. O homem é falho, limitado, não consegue fazer nada perfeito. Cria uma teoria, sustenta-a por algum tempo, depois precisa modificá-la, transformá-la, reeditá-la, porque essa teoria fica ultrapassada em relação as novas que surgem, mas o Senhor Deus não, tudo que Ele criou foi e é perfeito, sem necessidade de retoques, modificações. Desde a primeira página de Sua Palavra foi, é e será sempre atualíssima. Deus é a perfeição.

Somente Deus é a fonte de excelso prazer. Esse prazer é espiritual. Preenche todas as necessidades do ser humano. Na Sua Palavra há orientação para todas as dificuldades, e respostas para todos os problemas. É um guia completo para a pessoa viver em paz e segura de todo o mal. É o manual que Deus nos deixou para que o consultemos todas as vezes que necessitarmos de ajuda. Em o manual divino tomamos conhecimento como funciona o prazer espiritual, em decorrência deste, vem o prazer material. Ter excelso prazer é ter prazer completo pelo plano de Deus. Deus quer que sejamos felizes, que vivamos em paz e que aproveitemos tudo que Ele planejou para as nossas vidas. Deus quer que transmitamos esse prazer a outras pessoas que ainda não o tem. Conhecer o plano de Deus para as nossas vidas é possuir o mapa do tesouro mais valioso do mundo.

O rei Davi era um homem de sucesso; tinha muitas riquezas, prazeres e fama. Mas foi na presença de Deus que encontrou alegria verdadeira e felicidade perpétua. Encontramos lindos Salmos escritos por ele em louvor ao nosso Deus. Toda riqueza dele não era suficiente para comprar uma só bênção do Senhor, porque o que é espiritual só se adquire espiritualmente. “Agrada-te do Senhor, e Ele satisfará os desejos do teu coração” Sl. 37.4. Davi foi chamado de amigo de Deus. Davi foi o homem segundo o coração de Deus (1 Sm. 13.14).

“Faze-me ouvir, pela manhã, da tua graça, pois em ti confio; mostra-me o caminho por onde devo andar, porque a ti elevo a minha alma” Sl. 143.8.

Graça e Paz!

Deus é a nossa herança

Deus é a nossa herança

Deus é nossa herança 3

“Digo ao Senhor: Tu és o meu Senhor; outro bem não possuo, senão a ti somente.” Sl. 16.2.

A palavra herança quase sempre é interpretada com sentido material. Só de ouvir essa palavra a pessoa pensa no valor a receber ou que foi recebido. O dinheiro é o maior senhor de escravos do mundo. Torna as pessoas insensíveis, visionárias, duras de coração. Os bens materiais dão uma sensação de estabilidade, segurança, poder. Mas o dinheiro não é tudo na vida de uma pessoa. Muitas vezes, ela tem muito dinheiro ou muitos bens materiais, mas não tem nenhum bem nem satisfação espiritual. O material supre às necessidades materiais, e o espiritual as espirituais.

O dinheiro pode dar uma bela casa, mas não um lar, porque em um lar verdadeiro há paz, amor, compreensão, fraternidade; pode dar lindas roupas de marcas, mas não o conforto de se sentir bem dentro dela, de gostar da aparência. Assim, tudo que o dinheiro pode comprar é finito diante do ser humano e diante de Deus, mas o que Deus dá é infinito, supre todas as necessidades por maiores que sejam. Para Deus não há limites, nem impossíveis. O suprimento de Deus é tão grande e maravilhoso, que a pessoa não precisa de mais nada. “… buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas estas cousas vos serão acrescentadas” Mt. 6.33.

Porque esta herança é eterna, não há fim. Ela é para o presente, futuro e para o porvir, que é eterno. O rei Davi, mesmo sendo um homem muito rico, reconhece que Deus é ao mesmo tempo seu dono e sua herança. Deus é seu Senhor e também sua riqueza. Ele disse: “… outro bem não possuo, senão a ti somente” Sl. 16.2. Quando temos Deus, todas as outras coisas nos são acrescentadas. Ao caminhar com Deus temos todos os privilégios espirituais, além de Sua Preciosa Presença em nossas vidas.

Temos segurança para a vida eterna juntamente com o Senhor Jesus. Deus é o nosso bem maior, incomparável a qualquer outro que possamos imaginar. Deus é a fonte de: perfeição, beleza, alegria, prazer, segurança, felicidade, amor. Se tivermos o bem maior que é o próprio Deus que nos reveste de toda sorte de bênçãos, o resultado reflete também no material, porque somos agradecidos pelas dádivas que o Senhor nosso Deus nos dá.

“Saireis com alegria e em paz sereis guiados; os montes e os outeiros romperão em cânticos diante de vós, e todas as árvores do campo baterão palmas” Is. 55.12.

“Pedi, e dar-se-vos-á; buscai e achareis; batei, e abrir-se-vos-á”. “Pois todo o que pede recebe, o que busca encontra; e, a quem bate, abrir-se-lhe-á” Mt. 7.7,8.

Graça e Paz!

A alegria da salvação

A alegria da salvação

A alegria da salvação 1

“No tocante a mim, confio na tua graça; regozije-se o meu coração na tua salvação.” Sl. 13.5.

A vida de uma pessoa corre risco, perigos de todos os lados. A vida é um presente de Deus, portanto, devemos dar graças a Deus todos os dias, louvá-lo e glorificá-lo. A vida é ameaçada por forças visíveis e invisíveis por pessoas ou circunstâncias. A pessoa é tentada por espíritos malignos, e por pensamentos indignos, maliciosos, contrários ao ensino da Palavra de Deus. O inimigo das almas imortais tenta prevalecer sobre a pessoa em suas decisões, sua mente, seu procedimento, até em sua maneira de se relacionar com outras pessoas.

A graça de Deus é um favor imerecido dedicado ao ser humano que se volta a Ele, e reconhece que não tem bens espirituais para se achegar e oferecer como oferta suave ao Senhor Deus. Deus conhece o ser humano desde antes do seu nascimento (Sl. 139.16). Portanto, Deus sabe que não há como o ser humano fazer alguma coisa para que seja salvo. Todos nascem em pecado, e necessitam da graça de Deus para transformar as vidas em algo maravilhoso, que é a alegria da salvação. “… pois todos pecaram e carecem da glória de Deus” Rm. 3.23.

Deus em Sua infinita misericórdia planejou tudo para a salvação de todo aquele que se voltar a Ele. Deus enviou o Seu Filho Jesus Cristo para realizar o Seu plano de salvação. Jesus nasceu, cresceu, desenvolveu um profícuo ministério, com muitos milagres, muitas curas, muitos ensinamentos sobre o Reino espiritual. Foi morto na cruz do calvário, ressuscitou ao terceiro dia como Deus havia planejado. Subiu ao céu, e os olhos de todos os presentes viram. O Senhor Jesus coroou o Seu ministério oferecendo de graça a salvação a todo ser humano que crer n’Ele, e confessar que Jesus é o Senhor e Salvador de sua alma imortal.

A alegria da salvação acontece na vida de uma pessoa quando ela se entrega a Jesus, e confessa-O como seu único e suficiente Senhor e Salvador pessoal. Toda alma tem um lugarzinho reservado para a moradia do Senhor Jesus. Caso este lugar esteja vazio, a pessoa sente este vazio em todo o seu ser. Muitas vezes, a pessoa tenta preencher este lugarzinho com muitas coisas diferentes, mas o Dono dele é inflexível não abre mão de Seu lugarzinho reservado desde antes do nascimento da pessoa.

A alegria da salvação é muito grande, a pessoa não encontra palavras para defini-la. Isto porque a alma encontra o Dono do lugar reservado, aí Ele passa a habitar nela, e tudo fica completo. E a alegria passa a fazer parte desta vida, principalmente porque ela tem um lugar guardado no paraíso celeste. Quem tem Jesus tem tudo. “Justificados, pois, mediante a fé, temos paz com Deus por meio de nosso Senhor Jesus Cristo” Rm. 5.1.

O salmista rei Davi disse: “Os teus olhos me viram a substância ainda informe, e no teu livro foram escritos todos os meus dias, cada um deles escrito e determinado, quando nem um deles havia ainda” Sl. 139.16.

Graça e Paz!

:

Deus é refúgio para os oprimidos

Deus é refúgio para os oprimidos

Deus é refúgio para os oprimidos

“O Senhor é também alto refúgio para o oprimido, refúgio nas horas de tribulação.” Sl. 9.9

O salmista Davi ressalta neste verso as adversidades que aparecem no decorrer da vida. Todo ser humano desde que nasce, cresce e  enfrenta problemas diversos. Uns mais difíceis outros mais fáceis, ou ainda outros dificílimos. Não há uma fórmula que resolva tudo isso e traga somente coisas boas, felizes, sucessos. A vida é um misto de acontecimentos variados. Dentre esses acontecimentos cabe a pessoa ser sábia para selecionar melhor o seu dia a dia, e tornar mais brando o caminho diário.

O salmista nos diz que o Senhor é nosso refúgio, abrigo, amparo, proteção, segurança. Somente o Senhor pode oferecer isso ao ser humano. O salmista tinha muita experiência relacionada à confiança que ele tinha no Senhor Deus. Todas as vezes que ele se achava oprimido ou humilhado, ele clamava ao Senhor, e o Senhor sempre vinha socorrê-lo. Davi buscava a presença do Senhor logo pela manhã para ser abençoado por Ele. “De manhã, Senhor, ouves a minha voz; de manhã te apresento a minha oração e fico esperando” Sl. 5.3.

O salmista tinha muitos inimigos e estes o espreitavam pelo caminho da vida. Ele enfrentava grandes problemas que até pareciam gigantes. E esses inimigos o insultavam e o humilhavam. Davi, como rei, necessitava dirigir e manter a unidade de seu povo. Muitas vezes ele estava aparentemente num beco sem saída, mas o Senhor estava sempre com ele. As pressões e os temores oprimem a pessoa, deixando-a sem forças nem estratégia para escapar. Tudo isso é reflexo do mundo material e incrédulo que age sobre as pessoas de um modo geral. Deus é Espírito, então a sua ajuda é espiritual, ninguém pode mudar os seus desígnios nem a sua vontade.

Deus é o nosso alto refúgio, porque somente Ele nos oferece segurança, abrigo, apoio, amparo, proteção, socorro. Deus é o criador de tudo e de todos. Deus dirige e comanda toda a sua criação. Não há falha na Sua direção, no Seu comando. A opressão muitas vezes traz tristeza à alma, mata a alegria, tribulação esmagadora, mas o Senhor Deus está acima de tudo, basta à pessoa levantar a cabeça, e pedir a Ele que seja o seu alto refúgio.

O salmista nos oferece uma certeza concreta de que Deus caminha com todo aquele que O busca. Não há inimigo capaz de nos derrubar ou alcançar, quando estamos guardados pelo Deus Onipotente. Mesmo que as tribulações venham com fúria, mesmo que ventos fortes soprem com violência, a vitória é certa, se a pessoa tiver como seu alto refúgio, amparo, proteção, o Deus Altíssimo. É quase impossível que uma pessoa passe a vida inteira sem tribulação alguma. Mas é impossível que Deus deixe de proteger a pessoa que n’Ele confia, que caminha com Ele, que confia totalmente n’Ele. Nele a pessoa está segura. Deus é abrigo no temporal. Ninguém pode arrebatar a pessoa de Suas Mãos. Deus vela com amor e carinho pelos Seus filhos dia e noite.

“As palavras dos meus lábios, e o meditar do meu coração sejam agradáveis na tua presença, Senhor, rocha minha e redentor meu!” Sl. 19.14.

Graça e Paz!