A mulher samaritana

A mulher samaritana

Mulher samaritana 1João 4.1-18.

Jesus saiu da Judéia, retirando-se para a Galiléia. Para este retorno era-lhe necessário passar por Samaria. Chegou a uma cidade de Samaria, chamada Sicar. Ali havia uma fonte de água fresquinha – “Estava ali a fonte de Jacó. Cansado da viagem, assentara-se Jesus junto à fonte, por volta da hora sexta” v. 6. Enquanto descansava um pouco, veio uma mulher tirar água do poço. “Disse-lhe Jesus: dá-me de beber” v. 7. Os Seus discípulos tinham ido à cidade comprar alimentos. A mulher estranhou que um judeu havia pedido de beber a uma mulher samaritana, uma vez que os judeus não conversavam com os samaritanos. “Então disse a mulher samaritana: Como, sendo tu judeu, pedes de beber a mim, que sou mulher samaritana?” v. 9.

Replicou-lhe Jesus: “Se conheceras o dom de Deus e quem é que te pede: dá-me de beber, tu lhe pedirias, e ele te daria água viva” v. 10. A mulher imediatamente contestou dizendo que ele não tinha como tirar água do poço, e que o poço era mui fundo. Onde, pois ele teria a água viva? Ainda O questionou se ele era maior que Jacó, o qual tinha feito aquele poço, e ele mesmo bebeu daquela água, e todo o seu gado. Mas Jesus afirmou-lhe: “Quem beber desta água tornará a ter sede; aquele, porém, que beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede; pelo contrário, a água que eu lhe der será nele uma fonte a jorrar para a vida eterna” vs. 13,14.  A mulher samaritana pediu que lhe desse dessa água para que ela não mais precisasse ir até o poço buscá-la. Ela não entendera que Jesus falava da água espiritual, água viva. Jesus disse: “Quem crer em mim, como diz a Escritura, do seu interior fluirão rios de água viva” Jo. 7.38.

Jesus disse-lhe: “Vai, chamar teu marido e vem cá; ao que lhe respondeu a mulher: Não tenho marido. Replicou-lhe Jesus: Bem disseste, não tenho marido; porque cinco maridos já tiveste, e este que agora tens não é teu marido; isto disseste com verdade” vs. 16,17,18. Logo depois, ela deixou o seu cântaro e correu chamar os homens da cidade, transmitindo-lhes tudo o que Jesus dissera a seu respeito. E indagou também se não seria este o profeta anunciado pelos antigos anciãos ou profetas do Senhor Deus. E os homens da cidade não responderam a pergunta e foram ter com Jesus para cientificar-se.

Muitos samaritanos daquela cidade creram em Jesus, e pediram-Lhe que permanecesse com eles; e Jesus ficou ali dois dias. Muitos outros creram n’Ele, por causa de Sua Palavra, e testemunharam que sabiam que Ele era verdadeiramente o Salvador do mundo. Assim, Jesus se comunicou com os não-judeus, isto é, demonstrou que Ele veio para todos quantos se aproximassem e cressem n’Ele.

“Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como a dá o mundo. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize” João 14.27.

Graça e Paz!

Comments are closed.