A ressurreição de Lázaro

A ressurreição de Lázaro

 

A ressurreição de Lázaro - quatroJoão 11.1-46.

“Não fostes vós que me escolhestes a mim; pelo contrário, eu vos escolhi a vós outros e vos designei para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto pedirdes ao Pai em meu nome, ele vo-lo conceda” João 15.16,

Em Betânia havia uma família muito amiga de Jesus. A família era composta por: Maria, Marta e Lázaro. Jesus os amava muito. Maria fora aquela pessoa que ungiu os pés de Jesus com bálsamo caríssimo, e enxugou-os com seus cabelos, que eram bastante longos e fartos. Esta atitude era inconscientemente uma preparação para a morte do Senhor. Era costume na época preparar o corpo com aromas para colocá-lo no túmulo.

Lázaro adoeceu e as irmãs mandaram avisar o Senhor Jesus. Mas o Senhor disse aos Seus discípulos que aquela enfermidade não era para morte e sim para glorificar a Deus. Seus discípulos não entenderam nada do que lhes foi dito. Jesus demorou dois dias ainda no lugar onde estava. Depois disso disse aos Seus discípulos: “Nosso amigo Lázaro adormeceu, mas vou para despertá-lo” v. 11.

Os discípulos não entenderam, e disseram: “Senhor, se dorme, estará salvo” v. 12. Mas Jesus falara a respeito da morte de Lázaro; eles supunham que tivesse falado do repouso do sono v. 13. “Então, Jesus lhes disse claramente: Lázaro morreu” v. 14.  “Quando Jesus chegou, encontrou Lázaro já sepultado, havia quatro dias” v. 17.  Jesus ficou muito comovido com a morte de Lázaro. Marta veio ao encontro de Jesus, e dizendo que se Ele estivesse presente, o seu irmão não teria morrido. Mas ela cria também que se Jesus pedisse a Deus, Deus o ressuscitá-lo-ia.  Declarou-lhe Jesus: “Teu irmão há de ressurgir” v. 23. “Eu sei, replicou Marta, que ele há de ressurgir na ressurreição, no último dia” v. 24. Jesus disse-lhe: “Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra, viverá” v. 25.

Jesus ainda não tinha entrado na aldeia, mas mandou chamar Maria. Os judeus que estavam com ela consolando-a creram que ela se levantou e fora ao sepulcro chorar a morte do irmão. Quando Maria avistou a Jesus lançou-se aos Seus pés dizendo: “Senhor, se estiveras aqui, meu irmão não teria morrido” v. 32. “O Senhor vendo-a chorar, e bem assim os judeus que a acompanhavam, agitou-se no espírito e comoveu-se” v.33.

O Senhor Jesus perguntou: “Onde o sepultastes? Eles lhe responderam: Senhor vem e vê!” v. 34. “Jesus chorou” v. 35. Algumas pessoas questionaram. Se Jesus abrira os olhos ao cego, poderia também levantar a Lázaro ou fazer com que ele não morresse. “Jesus agitando-se novamente em si mesmo, encaminhou-se para o túmulo; era este uma gruta a cuja entrada tinham posto uma pedra” v. 38. Então Jesus ordenou: “Tirai a pedra” v. 39. Jesus poderia simplesmente ordenar que a pedra saísse do lugar, mas Ele quer que tudo que está ao alcance do ser humano, que ele o faça ou o realize.

Maria contestou argumentando que seu irmão estava ali há quatro dias e que cheirava mal. Mas Jesus respondeu-lhe: “Não te disse eu que, se creres, verás a glória de Deus?” v. 40. As pessoas obedeceram à ordem de Jesus e tiraram a pedra. Jesus levantando os olhos para os céus falou com o Pai: “Pai, graças te dou porque me ouviste” v.41b.  Jesus sabia o que iria acontecer, mas Ele assim fez para que as pessoas cressem que o Pai O enviara. Jesus clamou em alta voz: “Lázaro vem para fora!”v. 43b. Lázaro saiu do sepulcro todo enfaixado e amarrado de pés e mãos. Jesus ordena que o desatem e o deixem ir. Ao testemunharem este milagre de Jesus, muitos creram n’Ele, outros foram contar aos fariseus o acontecido.

Jesus continua fazendo os mesmos milagres na área espiritual. Continua ordenando que se tire a pedra da porta do sepulcro. Sepulcro pode ser comparado ao coração do ser humano, e está fechado por uma grande pedra (dificuldades).  Dentro dele há um cadáver, ou seja, consciência amortecida de que Deus existe, mas vive muito distante de tudo e de todos, que Jesus veio ao mundo, desenvolveu um grande ministério, morreu e ao terceiro dia ressuscitou dos mortos. Que está vivo junto a Deus Pai. Somente esse conhecimento não é suficiente para obter a salvação da alma imortal, da paz e comunhão com Deus. Mas a pessoa precisa ouvir a voz de Jesus e tirar a pedra (tirar as dificuldades) e deixar o Senhor ressuscitar a bela alma imortal que existe dentro de cada ser humano, para caminhar com Jesus pelas sendas da vida, e no futuro residir no lar celestial.

Lázaro ressuscitou orgânica e fisicamente. Viveu alguns anos mais, e morreu novamente. Quem o Senhor ressuscita a alma imortal, esse viverá eternamente. Porque o milagre de Jesus é espiritual e eterno na vida de quem aceitá-lo como seu único e suficiente Senhor e Salvador pessoal E o mais importante a decisão é individual. Não há como uma pessoa jogar a culpa em outra, ou pedir que a outra decida por ela.

“Senhor vem e vê” v 34b. Senhor vem e vê a minha decisão de: acompanhar-te, de adorar-te em espírito e verdade, crescer no conhecimento da Tua Palavra, na santificação através da leitura bíblica, da meditação, da oração, do testemunho das Tuas grandes obras, das bênçãos que o Senhor tem reservado para todo aquele que crê. Senhor vem e vê as bênçãos que ganhei e usufruo todos os dias em minha vida, as bênçãos maravilhosas que o Senhor manda para a minha família, e a minha ressurreição para a vida eterna juntamente com os salvos e bem-aventurados. Senhor vem e vê a alegria dos que receberam a bênção da salvação de suas almas imortais.

Graça e Paz!

Comments are closed.