Bem-vindos de volta!

Bem-vindos de volta!

Bem vindos de volta... 3 xxx“Eis que estou contigo, e te guardarei por onde quer que  fores” Gn. 28.15.

Viajar, passar férias longe de casa é muito bom. Há o bom descanso, conhecer lugares novos, bonitos. Passar dias sem se preocupar com a correria do dia a dia cotidiano. Há um grande descanso para a mente, corpo, enfim, recarregar as energias. Mas, o que mais gostamos é o retorno aos nossos lares. Ali, ficamos mais tranquilos, e recomeçamos os nossos afazeres diários. Estas férias são baseadas na parte material, física, orgânica, e é ótima para o nosso descanso, arejamento da mente. O retorno é sempre mais interessante do que a ida, mais gratificante.

O retorno espiritual ao lar celestial acontece mais ou menos assim também. É uma alegria indizível retornar a casa do Pai. Porque lá é eterno, nunca mais deixaremos aquele maravilhoso lar. Deus fez o ser humano perfeito, para ser feliz e viver tranquilamente no paraíso celeste, juntamente aos animais e a natureza perfeita que o Senhor Deus fez com tanto carinho. Mas o ser humano desobedeceu ao Senhor seu Deus, e sofreu as consequências do seu erro. Deus o expulsou do paraíso celeste para viver do seu trabalho, lutar contra as intempéries da terra e do tempo. O ser humano vivia sem preocupações, sem problemas, tudo lhe fora dado do melhor possível. Pois, fora o Senhor que o fez assim. Com a desobediência perdeu todas as regalias a que estava acostumado.

Deus na Sua infinita misericórdia e sabedoria pensou um plano para a salvação das almas imortais. Desde as primeiras páginas da Palavra de Deus, Ele já comunicou a respeito da vinda de um Salvador para o ser humano. Deus prometera o Messias para realizar o plano da salvação de todo aquele que quer ser salvo e voltar ao paraíso celeste. Os profetas e os escritores bíblicos se referiram à vinda do Messias prometido. No tempo determinado por Deus, nasceu o Messias prometido. Jesus nasceu no lugar previsto pelos profetas, e da maneira como foi escrito a Seu respeito. Jesus cumpriu todo o plano de Deus para a salvação de toda alma que quer retornar ao paraíso celeste. Jesus derramou o Seu sangue na cruz do calvário, morreu e ressuscitou ao terceiro dia, derrotando a morte. O sacrifício de Jesus Cristo foi suficiente para salvar todo aquele que n’Ele crer. Mas Deus mantém o ser humano livre para decidir se quer ser salvo ou não. A decisão é individual e personalizada. Ninguém pode decidir por outra pessoa, para que não haja falha, falsidade, desonestidade. Jesus quer o sim de cada pessoa, individual. Jesus convida todas as pessoas para que O sigam, O aceitem como seu único e suficiente Salvador pessoal.

A partir do momento da decisão afirmativa a pessoa passa a receber as bênçãos prometidas pelo Senhor Jesus, e esta decisão religa a pessoa ao seu Deus. A pessoa passa a ter o direito no porvir, de morar na mansão celestial (João 14.2) juntamente com o Senhor Jesus e os demais salvos por Ele. Tudo voltará ser como no início – paraíso, tranquilidade, amor, vida eterna, presença do Senhor nosso Deus.

“E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as cousas antigas já passaram; eis que se fizeram novas” 2 Co. 5.17.

Comments are closed.