Deus é a nossa força

Deus é a nossa força

Deus é a nossa força

“O Senhor é à força do seu povo; o refúgio salvador do seu ungido.” Sl. 28.8.

“E no vestido e na sua coxa tem escrito este nome: Rei dos reis, e Senhor dos senhores” Ap. 19.16.

Deus é a nossa força. Porque fomos feitos a Sua imagem e semelhança moral (Gn. 1.26). Todo ser humano tem um espírito. Esse espírito tem entendimento entre o bem e o mal. Essa capacidade de discernir que temos é que herdamos de Deus. O Senhor Deus nos mantém vivos e capazes de tomarmos decisões boas ou ruins. Ele também nos mantém com livre arbítrio. O livre arbítrio é exercido individualmente e personalizado. Cada ser humano é um mundo diferente.

O ser humano foi criado por Deus para ser feliz, e viver no paraíso celeste. Deus deu ao ser humano a  incumbência de cuidar dos animais, das plantas, da natureza que tão cuidadosamente criara. Mas o ser humano não soube usar a sua liberdade e o amor de Deus em sua vida. Desobedeceu ao Senhor seu Deus e Criador. A desobediência entristeceu muito ao Senhor Deus. Ele castigou o ser humano enviando-o a lugares separados da presença e do convívio com o Senhor.

Deus na Sua infinita misericórdia pensou um plano para mudar a sorte do ser humano com relação ao pecado. Deus planejou e no momento certo enviou Seu Filho Jesus Cristo para cumprir todo Seu plano. Jesus Cristo foi pensado e prometido logo nas primeiras páginas da Palavra de Deus. Os profetas e os escritores bíblicos, escolhidos por Deus, escreveram a respeito do Messias Jesus, falaram sobre Ele. O Messias Jesus fora anunciado durante todo o Velho Testamento. O povo do Velho Testamento sabia que o Messias viria e desenvolveria um grande e profícuo ministério. Assim aconteceu. O Senhor Jesus nasceu como estava escrito a Seu respeito, cresceu e cumpriu tudo o que estava determinado para Ele. O sacrifício de Jesus na cruz do calvário e a Sua ressurreição trouxe ao ser humano o direito de se reconciliar com Deus, ou seja, de voltar ao paraíso celeste.

Deus continua amando o ser humano e o deixa livre para se decidir individualmente a respeito da salvação de sua alma imortal.  A força que o Senhor Deus nos legou, a possibilidade de entender e decidir sobre o nosso futuro, tudo isso é maravilhoso demais. Deus nos mantém pela Sua força e Seu amor para conosco. O ser humano foi criado por Deus para ser feliz e viver com Ele no paraíso celeste. Nas primeiras páginas da Bíblia podemos ver o ser humano vivendo, andando, despreocupadamente no paraíso e o Senhor Deus falando com ele. Havia muita comunhão entre o ser humano e Deus.

Toda felicidade que havia antes do ser humano desobedecer ao Senhor seu Deus, Ele nos oferece de volta, caso aceitemos o convite do Senhor Jesus para que o aceitemos como nosso Senhor e Salvador pessoal. A decisão é individual, pessoal e personalizada. A pessoa precisa dizer o ‘sim’ para o Senhor Jesus. Não há como uma pessoa decidir por outra. E a decisão é para a eternidade. No momento da conversão a pessoa recebe as bênçãos que são prometidas por Deus, e a segurança da vida eterna no porvir juntamente com Ele e os demais salvos pelo sangue de Jesus.

Jesus derramou o Seu sangue na cruz do calvário, morreu, ressuscitou ao terceiro dia. Subiu ao céu e está junto ao Pai convidando todo aquele que quer ir morar no paraíso celeste, ou seja, voltar ao lar celestial no futuro. Jesus não faz acepção de pessoas, todos são iguais perante Ele e todos são bem-vindos ao Seu Reino. Mas a decisão é de cada um individualmente. Jesus formará uma grande família no paraíso celeste, onde a paz será abundante, onde tudo e todos serão mantidos pela força do nosso Deus.

“As misericórdias do Senhor, são a causa de não sermos consumidos, porque as suas misericórdias não tem fim; renovam-se cada manhã. Grande é a tua fidelidade. A minha porção é o Senhor, diz a minha alma; portanto, esperarei nele. Bom é o Senhor para os que esperam por ele, para a alma que o busca” Lm. 3.22-25.

Graça e Paz!

Comments are closed.