Gideão – A opressão dos midianitas

Gideão – A opressão dos midianitas

Gideão 2“Fizeram os filhos de Israel o que era mau perante o Senhor; por isso, o Senhor, os entregou nas mãos dos midianitas por sete anos” Jz 6.1.

Israel tinha como Senhor e Provedor o Senhor Deus. Deus era o Rei e cuidava de Israel zelosamente. Mas, quando Israel fazia o que era mal perante o Senhor, Israel era duramente castigado. Deus é extremamente bom para com seu povo, quando este faz o que é certo e anda na Sua presença, mas Ele cobra duramente quando o Seu povo se desvia atrás de ídolos, fazendo o que é mau aos Seus olhos.

Assim, Israel foi entregue nas mãos dos midianitas. O povo sofreu duramente por muito tempo com esse domínio. Cada vez que Israel semeava, cuidava das plantações, vinham os midianitas, acampavam, e destruíam o produto da terra, ovelhas, bois, jumentos, deixavam o povo na miséria total. Os midianitas eram tantos que pareciam gafanhotos, em tanta multidão, que não se podiam contar, a eles nem aos seus camelos; e entravam na terra para a destruir (Jz 6.5).

“… Israel ficou muito debilitado com a presença dos midianitas; então, os filhos de Israel clamavam ao Senhor” Jz 6.6. O Senhor ouviu o clamor dos filhos de Israel, e disse: “Eu é que vos fiz subir do Egito e vos tirei da casa da servidão; e vos livrei da mão dos egípcios e da mão de todos quantos vos oprimiam; e os expulsei de diante de vós e vos dei a sua terra” e disse: “Eu sou o Senhor, vosso Deus; não temais aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais; contudo, não destes ouvidos à minha voz” Jz. 6.8b, 9,10

Israel tinha uma adoração pura, e uma teologia espiritual, que constantemente combatia por meio de líderes espirituais divinamente  erguidos contra as seduções religiosas que, apesar da luta arrastaram a massa do povo para a idolatria. Israel era um povo guiado, dirigido, defendido, protegido pelo próprio Deus Eterno. Deus era o seu Rei. Deus zelava com muito carinho do seu povo. Deus separou Israel para que fosse um povo diferente. Quando o povo se desviava dos seus santos e retos caminhos, arcava com as consequências. Geralmente, caíam na idolatria (Idolatria procura aviltar e materializar a consciência e a prática religiosas).

Quando o povo de Deus clamou, o Senhor ouviu (Jr 33.3; 29.13,14a) e preparou um jovem para que livrasse Israel do poder dos midianitas. O jovem era Gideão. O Senhor era com ele. Assim, Gideão derrotou os midianitas, e livrou Israel. Israel viveu em paz durante toda vida de Gideão.

Israel era o povo separado para ser o povo de Deus. Através dos tempos Israel se tornou composto por todas as pessoas que compõem o povo de Deus em toda face da Terra. Porque Deus é Espírito e todo aquele que é salvo por Jesus Cristo compõe o Israel espiritual. Se este povo cair na idolatria sofrerá os mesmos castigos que os primórdios sofreram. Os midianitas (ladrões) atuais roubam: a paz, a alegria, a felicidade, a honestidade, a comunhão com Deus, a vontade de orar, de meditar, de ler a Palavra de Deus, as boas decisões, a prosperidade espiritual, e o amor ao próximo. Os midianitas atuais são tão cruéis quanto aos de outrora. Eles devassam a vida de uma pessoa até o fundo da alma, deixando-a miseravelmente sem condições de viver. Somente Jesus vence essa batalha, essa guerra, e oferece de graça toda paz necessária para uma vida feliz e vencedora.

Graça e Paz!

Comments are closed.