Jesus conforta os discípulos

Jesus conforta os discípulos

Jesus conforta os discípulosJoão 14.1-15.

“Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim. Na casa de meu Pai há muitas moradas. Se assim não fora, eu vo-lo teria dito. Pois vou preparar-vos lugar” vs. 1,2.

Os discípulos de Jesus ficaram extremamente preocupados com a revelação do Senhor Jesus. Que eles O teriam por perto fisicamente por mais algum tempo, depois não mais O veriam. Mas Jesus os consola dizendo que iria preparar lugar para todos eles, e que os levaria consigo quando chegasse o momento. Quando Jesus disse que iria preparar lugar, Ele comparou esta afirmação a um casamento, porque casamento naquela época era importantíssimo. Era mui lindo, mui festejado. O casamento era assim: As duas famílias se encontravam e os jovens assumiam perante as famílias um compromisso (que era igual ao casamento hoje no papel). Após o compromisso os pais marcavam uma data, geralmente, de 06 a 08 meses para os jovens se ajuntarem e morarem juntos. Casamento quer dizer: construir um cômodo ao lado da tenda do pai. Quando pronto esse cômodo e mobiliado, o jovem ia buscar a noiva. Então havia uma grande festa durante 07 dias. Após a festa os amigos acompanhavam os noivos até a porta desse cômodo.

Assim Jesus disse: “Na casa de meu Pai…” “… vou preparar-vos lugar” para ilustrar a Sua relação com os salvos (Igreja). Todos os salvos terão um lugar especial na casa do Pai. “E, quando eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos receberei para mim mesmo, para que, onde eu estou, estejais vós também” v. 3. Jesus quer levar todos os salvos para a casa do Pai, sem exceção. Ele oferece oportunidade igual para todos, mas a decisão é individual e personalizada. Não há como uma pessoa tomar decisão por outra. A pessoa é salva ou não. Para que isso aconteça, a pessoa precisa tomar uma decisão relacionada ao Senhor Jesus: recebê-lo como seu único e suficiente Salvador pessoal.

Tomé disse ao Senhor que não sabia o caminho “Senhor, não sabemos para onde vais; como saber o caminho?” v. 5. Mas “Jesus lhe disse: Eu sou o Caminho, e a Verdade, e a Vida; ninguém vem ao Pai senão por mim” v. 14.6.  Jesus ainda disse a Tomé, que se ele O houvesse conhecido, teria conhecido também o Pai. Jesus ainda lhe disse que desde aquele momento Tomé O tinha conhecido e que O tinha visto.

Filipe também pediu para que Jesus lhe mostrasse o Pai. Disse-lhe Jesus: “Filipe, há tanto tempo estou convosco, e não me tens conhecido? Quem me vê a mim vê o Pai; como dizes tu: Mostra-nos o Pai?” v. 9. Jesus mostra a Filipe que Ele (Jesus) é o próprio Pai. Jesus é o próprio Deus que se tornou carne e habitou fisicamente na Terra por um espaço de tempo e realizou um profícuo ministério. O amor de Deus pelos seres humanos é tão grande que Ele oferece de graça a salvação de cada alma imortal.

“E tudo quanto pedirdes em meu nome, isso farei, a fim de que o Pai seja glorificado no Filho” v. 13.

“Se me pedirdes alguma cousa em meu nome, eu o farei” v.14.

“Se me amais, guardareis os meus mandamentos” v. 15.

Graça e Paz!

Comments are closed.