Jesus lava os pés aos discípulos

Jesus lava os pés aos discípulos

Jesus lava os pés aos discípulos 1João 13.1-20

Os preparativos para a noite estavam prontos. Quando chegou à hora, Jesus e seus discípulos subiram para o cenáculo, onde se inclinaram ao redor de uma mesa. Jesus deu abertura da ceia, à noite, dizendo: “Tenho desejado ansiosamente comer convosco esta Páscoa, antes do meu sofrimento” Lc. 22.15. Aquela noite seria diferente de todas as outras noites. Jesus sabia que havia chegado a hora de passar pelo sofrimento que estava profetizado no Velho Testamento.

“Durante a ceia, tendo já o diabo posto no coração de Judas Iscariotes, filho de Simão, que traísse a Jesus” v. 2. Jesus sabia “que o Pai confiara tudo em Suas mãos, e que Ele viera de Deus, e voltava para Deus” v. 3. Judas Iscariotes era um dos discípulos de Jesus, mas que não aceitou os sinais que Jesus fazia, nem a companhia de Jesus para a sua vida. Não pensou duas vezes, traiu o Amado Mestre por dinheiro. É muito triste saber que uma pessoa tão próxima a Jesus tenha se desviado e se perdido para sempre. Ele teve remorso pelo seu feito, mas remorso não é arrependimento. O remorso mata, o arrependimento traz vida, perdão.

Durante a ceia o Senhor Jesus levantou-se, tirou a roupa de cima ou capa, cingiu-se com uma toalha, e deitou água em uma bacia e passou a lavar os pés dos discípulos e enxugá-los com a toalha. Pedro ficou indignado porque o Senhor estava lavando os pés dos discípulos, e disse: “Senhor, tu me lavas os pés a mim?” v. 6b. Mas Jesus lhe respondeu que ele não entenderia no momento, mas entenderia depois. Jesus lhe disse: “Se eu não te lavar, não tens parte comigo” v. 8b. Pedro feliz lhe pediu: “Senhor, não somente os pés, mas também as mãos e a cabeça” v. 9.  O Senhor respondeu que aquele que se banhou está limpo, necessita lavar somente os pés. “Pois ele sabia quem era o traidor. Foi por isso que disse: Nem todos estais limpos” v. 11.

Quando Jesus fala a respeito do banho, Ele se refere à pessoa que está lavada pela Palavra de Deus. Que a Palavra de Deus encontrou receptividade no coração das pessoas ali presentes. Mas nem todos receberam essa bênção maravilhosa. No caso, Judas Iscariotes preferiu o mundo incrédulo, e traiu a Jesus por dinheiro; a ganância o levou ao delito. A atitude de Jesus de lavar os pés aos discípulos nos levou a entender que se a pessoa está limpa pelo banho da Palavra de Deus, ela ainda precisa lavar os seus pés, para ficar totalmente limpa, ou constantemente verificar, consultar o seu interior para saber se há algo errado em sua vida, e se houver pedir perdão a Deus. E estar sempre em paz com Ele e com a sua consciência.

A atitude de Jesus foi de humildade, e transmitiu que todos devem estar limpos por inteiro, e não somente por partes. “Ora, se eu, sendo o Senhor e o Mestre, vos lavei os pés, também vós deveis lavar os pés uns dos outros” v. 14.  Sim, devemos nos preocupar com aqueles que estão apenas banhados, para que também os pés sejam lavados. Assim todos devem estar limpos diante d’Ele. Judas estava banhado, pois ele ouviu a Palavra de Deus, viu os sinais que Jesus fazia, andava com o Senhor, ouvia a voz do Senhor, mas não estava de todo limpo. “… Aquele que come do meu pão levantou contra mim seu calcanhar” v. 18b. Judas teve a grande oportunidade, mas jogou-a no lixo. Existem muitos Judas por aí, que ouvem, aprendem, mas não aceitam a oferta gratuita da salvação de sua alma imortal. Muitas pessoas ainda precisam lavar os pés para ficar totalmente limpas e inseridas no rebanho do Senhor Jesus. O lavar os pés tem um simbolismo. Significa que sempre devemos verificar nossa vida e evitar que surjam arestas que impedem nossa perfeita comunhão com Deus.

Jesus disse: “Desde já vos digo, antes que aconteça, para que, quando acontecer, creiais que EU SOU” v. 20.

 

Graça e Paz!

Comments are closed.