Mosca morta

Mosca morta

mosca morta“Assim como a mosca morta faz exalar mau cheiro e inutilizar o unguento do perfumador, assim é para o famoso em sabedoria e em honra uma pouca de estultícia”. Ecl. 10.1.

A análise do texto nos leva a pensar que uma mosca morta, não faz diferença onde quer que seja, mas se ela cair em algum alimento, aí ela faz a diferença, ou como diz o texto que uma mosca morta pode inutilizar, com o seu mau cheiro, um recipiente de unguento ou bom perfume  que o perfumador prepara para obter seu produto. Tal é o zelo do perfumador  para que seu produto saia da melhor forma e mais agradável possível, para que tenha boa aceitação dos compradores.

Na  análise do mesmo texto voltada para o lado espiritual, podemos destacar o grande estrago que uma “mosca morta – pequeninos pecados ”  faz na vida de uma pessoa.  Quando a vida espiritual é limpa, harmoniosa, feliz, repleta de bênçãos de DEUS, e a pessoa permite que uma pequenina fagulha (mosca morta) entre em sua vida, tudo começa a se deteriorar. Porque por pequenina que seja a fagulha, ela cresce e se multiplica, e com o tempo ela ocupa todo o espaço.

A fagulha (mosca morta) é o pecado na vida de uma pessoa.  Começa pequenino, vai crescendo, crescendo até se tornar um problema na vida da pessoa. Assim, um número indizível de pessoas que se deixam levar,  mais tarde, tristemente, confessam que deveriam ter evitado esse estrago em suas vidas. Nunca permita que uma simples “mosca morta”,ou seja, um simples pecado aloje em sua vida e estrague o seu bem-estar, sua alegria, sua tranquilidade, sua paz, sua fidelidade, seu amor e seu futuro.

 Jesus nos alerta para que não pequemos, mas se isso acontecer  temos um Advogado junto ao Pai (1 João 2.1). Não permitamos que uma mosca morta caia  em nosso bom perfume (nossa vida espiritual). Estejamos sempre em paz com Deus, zelando pelo bom desempenho do amor, paz, harmonia, fidelidade…

Comments are closed.