O chamado do Senhor

O chamado do Senhor

Filho de Deus 2“Logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim; e esse viver que, agora tenho na carne, vivo pela fé no Filho de Deus, que me amou e a si mesmo se entregou por mim” Gálatas 2.20

Deus nos chama desde o ventre materno para que façamos parte de Seu povo santo.  “… O Senhor  me chamou desde o meu nascimento, desde o ventre de minha mãe fez menção do meu nome” (Is. 49.1b). Quando nós ainda não tínhamos consciência, nem entendimento, o Senhor Deus já preparava as bênçãos que iria nos oferecer através de Seu Filho Jesus. “Os teus olhos me viram a substância ainda informe, e no teu livro foram escritos todos os meus dias, cada um deles escrito e determinado, quando nem um deles havia ainda” (Sl. 139.16).

O Senhor chama cada ser humano desde o ventre materno, e prepara bênçãos para ele com antecipação. Mas o ser humano é rebelde por natureza, dificilmente ele reconhece que Deus tem bênçãos preparadas para ele. Então, ele prefere viver, e agir a seu modo. A escolha quase sempre é desastrosa, porque a pessoa está no comando de sua vida. Como ele herdou o pecado original, a tendência é aumentar e viver no mundo incrédulo, cheio de pecados. O ser humano por si não consegue chegar até Deus para receber as bênçãos prometidas por Ele. Por isso, há necessidade de buscar em Jesus a solução. Com o Senhor Jesus no comando, ele recebe as bênçãos maravilhosas para a sua vida, e a salvação de sua alma imortal, para viver a eternidade juntamente com Jesus nas mansões celestiais. (João 14.2,3,6).

Todos que são chamados pelo Eterno Deus tem o privilégio de receber muitas e poderosas bênçãos para suas vidas. O Senhor chama a todos, mas poucos são os que aceitam o chamado. A maioria das pessoas prefere viver em um mundo incrédulo, como: pecado de toda natureza, corrupção, inveja, mentira, maledicência, roubo, traição, e inúmeros outros pecados.

“Faze-me ouvir, pela manhã, da tua graça, pois em ti confio; mostra-me o caminho por onde devo andar, porque a ti elevo a minha alma” Sl. 143.8.

Graça e Paz!

Comments are closed.