Os inimigos conspiram para intimidar Neemias

Os inimigos conspiram para intimidar Neemias

O chamado de NeemiasNeemias 6.1-14.

Neemias era judeu e trabalhava como copeiro do rei persa Artaxerxes I, (Pérsia). Neemias estava na cidadela (fortaleza defensiva de uma cidade) de Susã quando encontrou um de seus irmãos que viera de Jerusalém, e perguntou-lhe sobre a sua cidade. Seu irmão o informa que Jerusalém está totalmente destruída, os muros derribados, as portas queimadas, pois a cidade fora saqueada pelos inimigos. Naquela época a cidade era cercada de muros e portas reforçadas para a sua segurança.

Poucas pessoas ficaram morando ali, na mais completa miséria. Ao saber disso Neemias chorou copiosamente, e começou a orar para que Deus provesse o restabelecimento de sua cidade, pois ele a amava, e dizia ser o lugar onde estavam os túmulos de seus pais. Neemias era um homem de oração, ação e devoção ao dever.

Quando Neemias se apresentou ao rei, para servir o costumeiro vinho, o rei notou profunda tristeza em seu rosto. O rei quis saber o que estava acontecendo, porque Neemias não estava doente, então a tristeza era do coração. Neemias contou-lhe o que aconteceu com a sua cidade e seus irmãos. Deus tocou o coração do rei Artaxerxes, e ele liberou Neemias para voltar a sua cidade. Deu-lhe cartas de apresentação necessárias para os lugares por onde passariam, até chegar a Jerusalém, soldados para acompanhá-lo na obra, deu também ajuda financeira para que Neemias fizesse a reconstrução dos muros e das portas de Jerusalém.

Partiram para a reconstrução dos muros e das portas de Jerusalém. Mas quando os inimigos de Jerusalém ficaram sabendo que Neemias voltara para reconstruir os muros e as portas, se irritaram grandemente, e tramaram grandes ciladas para impedi-lo de realizar a sua obra.

Os inimigos de Neemias inventaram muitas mentiras, calúnias a seu respeito, fizeram de tudo para atrapalhar a obra, mas Deus estava no comando. Neemias enfrentou todos os obstáculos que apareceram e que tentaram impedir o prosseguimento da obra. Seus inimigos até o convidaram para que se encontrasse com eles, mas Neemias, orientado por Deus, respondeu: “Estou fazendo grande obra, de modo que não poderei descer; por que cessaria a obra, enquanto eu a deixasse e fosse ter convosco? Ne. 6.3.

Todos os inimigos de Neemias se uniram e procuravam atemorizá-lo. Se eles conseguissem, a obra não iria para frente ou mesmo ficaria sem terminar. Mas com Deus no comando não houve empecilho que fizesse frente. A vitória de Neemias foi grandiosa e linda.

Assim acontece a todos que querem fazer uma grande obra espiritual na sua vida e na vida de outra pessoa. Quando o Senhor age na vida de uma pessoa, parece que tudo e todos ficam contra ela. São flechas espirituais de todos os lados. Mas quando estamos fazendo uma grande obra, e não paramos para nos encontrar com nossos inimigos, a obra tem uma finalização completa e abençoada.

Os inimigos da obra são tantos que dificilmente são vencidos; somente com oração, dedicação, e santificação haverá a vitória. A principal arma dos inimigos é o medo. Se eles conseguirem plantar o medo, eles já tem parte da vitória. A nossa cidade (vida) terá os muros e portas (segurança) reedificadas e seguras de todo e qualquer ataque dos inimigos das almas imortais.

Em poucos dias terminaram a reconstrução do muro, e os inimigos da obra ficaram de semblantes descaídos em seu próprio conceito; “… porque reconheceram que por intervenção de nosso Deus é que fizemos esta obra” Ne. 6.16b. Assim o Senhor Deus agiu com Neemias quando clamou a Deus por reconstrução de sua cidade Jerusalém, e o Senhor lhe concedeu total realização do pedido. Neemias foi vitorioso na reconstrução do muro e das portas de Jerusalém. Hoje, cada servo do mesmo Deus será também vitorioso em reconstruir vidas esfaceladas pelo pecado, presas por espíritos imundos, chafurdadas na lama do pecado.

A reconstrução é espiritual e de uma validade sem igual, porque a reconstrução é para a vida eterna. Cada um dos convertidos é um Neemias reconstruindo vidas, devolvendo confiabilidade às pessoas que um dia a perderam, reconstruindo o amor próprio, a personalidade, o prazer e a alegria de viver. Os inimigos não fizeram sombra para Neemias. Ele começou, desenvolveu uma grande obra. Façamos assim também com a grande obra do Evangelho do Senhor Jesus Cristo.

“Porque todos eles (inimigos) procuravam atemorizar-nos, dizendo: As suas mãos largarão a obra, e não se efetuará. Agora, pois, ó Deus, fortalece as minhas mãos” Ne. 6.9.

“Acabou-se, pois o muro aos vinte e três dias do mês de elul, em cinqüenta e dois dias”/ “Sucedeu que, ouvindo-o todos os nossos inimigos, temeram todos os gentios nossos circunvizinhos e decaíram muito no seu próprio conceito; porque reconheceram que por intervenção de nosso Deus é que fizemos esta obra” Ne. 6.15,16.

Graça e Paz!

Comments are closed.