Semeadura e Crescimento Espiritual

Semeadura e Crescimento Espiritual

Semeadura ... 1“… Eis que o semeador saiu a semear. E, ao semear, uma parte caiu à beira do caminho, e, vindo as aves, a comeram. Outra parte caiu  em solo rochoso, onde a terra era pouca, e logo nasceu, visto não ser profunda a terra.  Saindo, porém,  o sol, a queimou, e porque não tinha raiz, secou-se. Outra caiu entre os espinhos, e os espinhos cresceram e a sufocaram. Outra (semente), enfim, caiu em boa terra e deu fruto; a cem, a sessenta e a trinta por um”. Mt. 13.3b a 9.

Quando uma pessoa reserva um terreno para cultivar um determinado tipo de planta, e este terreno tem ervas daninhas, como por exemplo, algum tipo de grama que é difícil de desarraigar, ou outro tipo de planta de difícil limpeza, a pessoa tem muito trabalho para preparar a terra, para plantar o tipo de semente que ela quer cultivar. Não se pode semear boa semente em um terreno infestado de pragas e de plantas ruins, porque as plantas ruins acabarão com as plantas boas, e impedirão que estas deem bom resultado, uma boa colheita.

Na semeadura espiritual acontece o mesmo. O semeador planta em terra apresentável, aparentemente boa, bem cuidada, mas ele não conhece essa terra na sua essência. Uma parte das sementes cai à beira do caminho, ou seja, qualquer lugar, onde as aves as comem. As pessoas de plantão (malignas) estão sempre prontas para destruir, arrebatar tudo o que foi semeado, essas são as aves destruidoras da boa semente.

Outra parte cai em solo rochoso, solo duro, seco, onde a terra é pouca.  Logo nasce, mas a terra não é profunda, o sol a queima, e porque não tem raízes, ou tem raízes tenras, seca facilmente. O solo rochoso é o coração de pedra de uma pessoa que ouve a Palavra e a recebe com alegria, mas existe pouquíssima terra ou boa vontade para com as coisas boas, frutíferas, capazes de oferecer paz, harmonia, amor, encontre cultivo ideal. A má vontade é tão grande que a semente brota, mas logo em seguida seca, não há cuidados, nem cultivo. Qualquer angústia ou perseguição por causa da Palavra, logo o escandaliza. Toda planta é tenrinha e precisa ser cuidadosamente cultivada.

Outra parte das sementes cai entre espinhos, mas estes a sufocam. Os espinhos se desenvolvem mais rapidamente que a boa semente. Enquanto os espinhos se sobrecarregam de frutos daninhos, a boa semente é sufocada. Os espinhos são pessoas que tem a incumbência de arrancar tudo de bom que a outra recebe. Os cuidados do mundo e a preocupação com o dia-a-dia sufocam a Palavra, e esta fica infrutífera. O espinho é tão nocivo que só serve para queimar no fogo. Nada se aproveita dele, a não ser passar raiva com suas ações e seus resultados.

Outra (semente) cai em terra boa e dá fruto. Esta semente cai numa terra boa, preparada para receber a boa semente. Esta terra é independente de todo e qualquer obstáculo, recebe a boa semente, que germina, nasce, cresce e dá muito fruto. Esta semente cai no coração de uma pessoa que recebe com alegria a Palavra de Deus. Esta semente é útil onde quer que ela esteja. Toda pessoa pode receber a boa semente, e fazer dela a melhor árvore no jardim do nosso Deus. Deus se compraz em Suas grandes árvores e seus frutos.

A semente é a Palavra de Deus, e é igual para todas as pessoas.  A sua aceitação e resultados, é que difere de pessoa para pessoa. Deus dá o livre arbítrio a toda e qualquer pessoa, para que ninguém alegue ignorância no futuro. Tudo depende de cada um individualmente. Cada pessoa é um mundo, cada mundo com suas resoluções e aceitações. A boa semente está a disposição de todos, basta querer ser salvo por Cristo Jesus.

“Aquele que semeia pouco, pouco também ceifará; e o que semeia com fartura, com abundância ceifará” 2 Co. 9.6.

Graça e Paz!

Comments are closed.