Browsed by
Tag: convite de Deus

Nas palmas das mãos de Deus

Nas palmas das mãos de Deus

Nas palmas de minha mãos 1“Acaso, pode uma mulher esquecer-se do filho que ainda mama, de sorte que não se compadeça do filho do seu ventre? Mas ainda que esta viesse a se esquecer dele, eu, todavia, não me esquecerei de ti. Eis que nas palmas das minhas mãos te gravei; os teus muros estão continuamente perante mim” Isaías 49.15-16.

Toda mãe tem muito orgulho quando fala do seu filho. Tudo a encanta. Desde as coisas mais simples até as mais complexas. Desde o seu nascimento a criança traz muita alegria aos pais. Tudo é novidade para eles a respeito da criança. O filho nunca tem idade para deixar o aconchego e o convívio com os pais.

Deus nos trata com muito carinho. Ele nos ama e acompanha o nosso desenvolvimento espiritual. Deus compara o seu amor ao amor de uma mãe que não se esquece do filho em momento nenhum de sua vida. Mas mesmo que essa mãe se esquecesse do filho que ainda mama, Ele não se esqueceria dos que Ele ama. Deus nos disse que estamos gravados nas palmas de suas mãos. Quando nós lemos gravados, sabemos que estaremos sempre nas palmas das mãos de Deus.

Deus nos disse também que os nossos muros estão continuamente perante Ele, isto é, a nossa segurança está sempre diante d’Ele. O Senhor não descuida um só instante. Ele nos mantém sempre debaixo de Seus cuidados. Quando tomamos a decisão de aceitar o Senhor Jesus como único e suficiente salvador pessoal, estamos entrando debaixo da proteção de Deus. Ele gravará o nosso nome nas palmas de Suas mãos, e o Seu cuidado sobre nós entra em vigor. Os nossos nomes são carregados todos os dias nas palmas das mãos de Deus. Ele nunca se esquece de nós.

“Pois vocês são um povo santo para o Senhor, o seu Deus. O Senhor, o seu Deus, os escolheu dentre todos os povos da face da terra para ser o seu povo, o seu tesouro pessoal” (Dt. 7.6; cf. 2 Sm. 7.23-24).

Toda pessoa é chamada pelo Senhor nosso Deus para fazer parte desse povo santo, ser escolhido dentre todas as pessoas. Porque cada pessoa é única diante de Deus. Toda decisão é individual. Todos que aceitam o chamado do Senhor nosso Deus, vão fazer parte do povo santo e do tesouro pessoal que o Senhor separou para Si, e contarão com os cuidados do Senhor em cada momento de suas vidas.

Graça e Paz!