Browsed by
Tag: deserto

Aquele que sara

Aquele que sara

 

“Ele é quem perdoa todas as tuas iniqüidades; quem sara todas as tuas enfermidades” Sl 103.3. Is. 61.1,2.

Somente Deus pode perdoar pecado, porque Ele é único, Criador de tudo e de todos. Sendo Ele Criador, somente Ele tem a essência de cada ser criado por Ele, assim Ele pode limpar eliminar toda e qualquer impureza que condena a pessoa, mas para isso é necessário que a pessoa se arrependa dos maus atos praticados, e volte-se ao seu Senhor. Somente Deus sara todas as enfermidades, porque somente Ele pode restabelecer a saúde espiritual na vida do ser humano. Sarar quer dizer, ficar livre daquele mal, livre da condenação eterna.

Não há bênção material maior do que a saúde, mas para isso é necessário que a pessoa valorize a saúde espiritual. Se assim o fizer, uma complementa a outra. A pessoa saudável espiritualmente é uma bênção onde quer que vá, além de construir uma sociedade melhor, mais justa, dentro da lei do Senhor. É muito raro uma pessoa que procede assim. O ser humano foi criado para a honra e glória de Deus, para viver feliz, mas o pecado mudou tudo, e acabou dominando. Quando falamos que Deus cura todas as enfermidades, estamos nos referindo à cura da alma, porque no mundo físico há muitas enfermidades, e a pessoa não está imune totalmente, embora Deus possa todas as coisas, ela enfrenta os problemas de saúde normais.

Uma pessoa pode ter muitas enfermidades na alma/espírito. Essas enfermidades são piores do que as físicas, porque vão minando a pessoa por dentro, até o ponto insuportável. Normalmente, a pessoa transmite aquilo que ela é no seu interior, por isso, que a pessoa deve ou tem por obrigação buscar alimento para a alma/espírito. Sendo ela criada por Deus a Sua imagem e semelhança, ela precisa se achegar a Ele para alimentar-se espiritualmente. Deus na Sua infinita misericórdia enviou Seu Filho Jesus Cristo para a alimentação e salvação de todo aquele que reconhecer que sozinho não consegue alimentação para a sua alma/espírito e não consegue também a salvação de sua alma imortal.

Durante a caminhada no deserto o povo de Israel experimentou muitos milagres, um deles é o da saúde e a cura das enfermidades. O Senhor sarou as águas amargas de Mara (Êx. 15.25) e saciou o povo. Aquelas águas amargas que faziam mal à saúde, representavam exatamente a vida comum que uma pessoa tinha. Deus ordenou a Moisés que colocasse uma palmeira que estava ali por perto dentro da água e a água ficou doce, boa para o consumo. Aquela palmeira representa o Senhor Jesus que se a pessoa colocá-lO em sua vida amarga, sem brilho, sem rumo, sem esperança, Ele a tornará doce, brilhante, valiosa, muito boa, e o mais importante válida para a vida eterna.

Atualmente, o povo continua a caminhada pelo deserto espiritual. Deus sara as águas espirituais e sacia o povo através do louvor, da oração, da Sua Palavra, da santificação. A caminhada continua firme e forte rumo ao paraíso celeste. Dificilmente, a pessoa crê em milagres, porque não há tempo nem interesse para observar as maravilhas que o Senhor nosso Deus fez e faz, mas acontecem diariamente na vida das pessoas. Quantas pessoas são curadas através de orações, conversões, leituras bíblicas. As curas não são contadas porque são espirituais, não são visíveis. Da mesma forma são as curas físicas ou mentais (Mt 11.28-30), quando uma pessoa é curada espiritualmente, normalmente, muitas vezes, acontece a cura física. O Senhor Jesus não prometeu um “mar de rosas” àqueles que se convertem a Ele, mas Ele prometeu estar com a pessoa todos os dias de sua vida (Mt 28.20). “Entrega o teu caminho ao Senhor, confia n’Ele e o mais Ele fará” Sl. 37.5.

“… Converta-se ao Senhor (…) e volte-se para o nosso Deus, porque é rico em perdoar” Is. 55.7b.

Deserto

Deserto

Voz do que clama no deserto. 1“O deserto e a terra se alegrarão; o ermo exultará e florescerá como o narciso” Is. 35.1.

“Em lugar do espinheiro, crescerá o cipreste, e em lugar da sarça crescerá a murta; e será isto glória para o Senhor e memorial eterno, que jamais será extinto” Is. 55.13.

Ao estudarmos a Palavra de Deus aprendemos que Deus é Espírito e Verdade. Ele quer que Seus adoradores O adorem em Espírito e Verdade (João 4.23). Tudo o que Deus quer do ser humano é que  procure se achegar a Ele com sabedoria espiritual. Isso a pessoa adquire através da leitura de Sua Palavra, da meditação, oração e cânticos espirituais. Toda a Palavra de Deus tem aplicação espiritual. Quando o profeta Isaías diz: “o deserto e a terra se alegrarão…” significa o deserto espiritual. Uma pessoa vive longe do seu Senhor, sem esperança, sem conhecimento, sem se preocupar em se achegar ao seu Senhor.

Mas quando esta pessoa se aproxima do Senhor e quer de livre e espontânea vontade conhecer o plano de Deus para a sua vida, então ele muda totalmente para melhor. O deserto e a terra  se tornarão alegres, com a mudança que aconteceu nesta alma/espírito. O que era seco, sem vida, sem esperança, torna-se em alegria. O ermo – lugar isolado e seco florescerá como o narciso. Narciso é uma flor muito perfumada, e muito bonita. Assim acontece com a alma que rendida a Deus passa a existir. Alegre, florida espiritualmente falando. Deus não promete um mar de rosas aos que se convertem a Ele, mas Ele promete proteção, amor, companhia, segurança, esperança, e principalmente estar  sempre acompanhando a pessoa por onde quer que ela ande ou esteja.

O profeta Isaías faz uma referência  ao espinheiro, que é de difícil acesso, Deus transforma o espinheiro, que representa alma rebelde, crítica, sádica, maligna,  que é transformada em cipreste, cuja planta dá flores muito perfumadas, bonitas. Ainda há referência a sarça, que também é uma planta ou árvore seca, sem atrativos, sem vida, sem beleza alguma, que  é transformada em murta, que é outra planta com flores perfumadas, lindas. Assim sendo, uma vida totalmente seca, sem atrativos, reticente, amarga, crítica,  torna-se uma vida cheia de bênçãos, torna-se bênção na vida de outras pessoas, ela passa a viver realmente. O Senhor pode todas as coisas, pode mudar, fazer renascer o brilho nos olhos de quem o perdeu.

“O deserto e a terra se alegrarão; o ermo exultará e florescerá como o narciso” Is. 35.1. Assim é a vida transformada por Jesus Cristo Senhor e Salvador de nossas vidas. A salvação é para agora e no futuro para a eternidade juntamente com Jesus e com os demais salvos e bem aventurados. É o retorno ao lar celestial, o paraíso celeste. Deus oferece a oportunidade a todos os seres humanos, para Ele não há acepção de pessoas. Mas Deus oferece também o livre arbítrio. A decisão é individual e personalizada. Ninguém pode tomar decisão no lugar de outrem. Cada ser humano é responsável por adquirir o seu lugar no paraíso celeste.

“Em lugar do espinheiro, crescerá o cipreste, e em lugar da sarça crescerá a murta; e será isto glória para o Senhor e memorial eterno, que jamais será extinto” Is. 55.13.

Graça e Paz!

Voz do que clama no deserto

Voz do que clama no deserto

Voz do que clama no deserto. 5

O profeta Isaías disse: “Voz do que clama no deserto: Preparai o caminho do Senhor, endireitai as suas veredas” Is. 40.3.

Desde a mais remota antiguidade o ser humano tem preferência pelas decisões erradas espiritualmente, e que levam a um retorno nada agradável. Toda decisão tem um retorno. Quando é correta, verdadeira, dentro dos parâmetros honestos, o retorno é igualmente satisfatório, gratificante. Mas as decisões, geralmente, são contrárias a tudo que é correto, honesto, e de boa fama, e levam as pessoas a admirarem tudo que conduz a um caminho sem volta. Porque tempo perdido não se encontra mais, o que passou, passou, e a oportunidade também. Pode aparecer outra oportunidade, mas aquela perdida caiu num vácuo. Fica somente a lembrança daquilo que não deveria ter sido feito ou vivido. Daí vem o arrependimento. Mas arrependimento não traz tempo de volta, nem conserta o que foi feito errado.

O Senhor nosso Deus é tão misericordioso, amoroso, que criou o ser humano à sua imagem e semelhança moral, espiritual, e deixou também o manual para que fosse seguido. Ali, está escrito tudo o que se refere ao ser humano, basta ele conhecê-lo bem (o manual). Neste manual de vida para a pessoa consta tudo sobre a vontade de seu Criador. Deus quer que o ser humano viva feliz, despreocupado, saudável espiritualmente. Por isso Ele chama a atenção para que seja conhecido o manual de vida humana.

Por ser muito precioso, riquíssimo em ensinamentos, de um valor incalculável para a educação de todo ser humano, a maioria das pessoas prefere não conhecê-lo. Encontramos o profeta Isaías que clama: “Voz do que clama no deserto: Preparai o caminho do Senhor, endireitai as suas veredas” Is. 40.3 e Mt. 3.3. Qual voz que clama no deserto? A voz de Deus que desde o princípio fala com o Seu povo. Toda pessoa que quer transmitir o conhecimento da Palavra de Deus, prega no deserto dos corações. Este deserto é muito árido, difícil. O vento das más palavras leva o som das boas palavras. O Senhor nosso Deus diz: “E será que, antes que clamem, eu responderei; estando eles ainda falando, eu os ouvirei” Is. 65.24.

É muito comum a pessoa querer as bênçãos, mas não o Senhor das bênçãos. Quer que Deus ouça a sua oração ou o seu pedido, mas não quer compromisso com Ele. Quando a situação aperta muito, como no caso da saúde, ou algo sem solução, o normal é a pessoa correr para perto de alguém que ore, e que crê firmemente no Deus verdadeiro. E a voz continua clamando no deserto dos corações. Não há lugar para o Senhor Jesus, assim como, não houve lugar na cidade de Jerusalém para o nascimento do Senhor Jesus. Foi necessário que Ele nascesse numa manjedoura juntamente com os animais, numa noite fria, muito fria e deserta.

Assim acontece hoje, não há lugar para o Senhor Jesus no coração da pessoa, ela só busca o Senhor numa noite muito fria, às escondidas, longe do convívio das demais pessoas. A Jerusalém (o coração) da pessoa está lotada pelos mais diversos interesses, menos os espirituais. Mas há um momento em que a necessidade chega, e conduz a pessoa a ver as boas palavras da salvação, i.e, aqueles que conseguem ver. O manual divino, ou seja, a Palavra de Deus continua no deserto dos corações humanos. Suas promessas são para aqueles que convidarem o Senhor Jesus a entrar em sua casa (coração), e permanecer firme com Ele, e no porvir a vida eterna juntamente com Jesus Cristo e os demais salvos.

“Ouvi uma voz do céu como voz de muitas águas, como voz de grande trovão; também a voz que ouvi era como de harpistas quando tangem a sua harpa” Ap. 14.2.

Graça e Paz!