Browsed by
Tag: Evangelho

Terremoto divino

Terremoto divino

Atos 16.19-40

“Por volta da meia-noite, Paulo e Silas oravam e cantavam louvores a Deus, e os demais companheiros de prisão escutavam” At. 16.25.

Paulo e Silas pregavam o Evangelho em muitos lugares. Em um determinado lugar, eles se depararam com uma jovem possessa que tinha um espírito adivinhador. Ela dava muito lucro aos seus senhores. Paulo e Silas repreenderam o espírito imundo, e ela ficou curada, mas quem não gostou da cura foram os seus senhores. Eles levaram o assunto aos pretores (autoridades), e mentiram a respeito de Paulo e Silas. Estes foram maltratados, apanharam muito da multidão e os pretores os lançaram na prisão. Paulo e Silas foram colocados no fundo do cárcere, amarrados com os pés presos no tronco (v.24). Mas, Paulo e Silas cantavam louvores e oravam. Nada podia tirar a alegria que Jesus colocara em seus corações. Por volta da meia-noite “… sobreveio tamanho terremoto, que sacudiu os alicerces da prisão; abriram-se todas as portas, e soltaram-se as cadeias (amarras) de todos” (v. 26).

O carcereiro acordou com o barulho, e viu as portas da prisão abertas. Desesperou-se, querendo matar-se, mas Paulo e Silas chamaram por ele, e disseram que todos estavam ali, ninguém havia fugido. O que mais chama a atenção é que o terremoto aconteceu somente para abrir as cadeias, as portas. Todos estavam ali sãos e salvos. Todos estavam atônitos com o que acontecera.  O mais interessante é que ninguém fora da prisão ouviu ou viu o terremoto. Apenas aconteceu de uma forma fantástica, divina. Todos sabem que um terremoto causa estragos sem medida, muita  gente morre, enfim, um terremoto é sempre um terror. O terremoto mandado por Deus atingiu somente o alvo que Ele pré-determinou. O carcereiro viu aquela maravilha, questionou Paulo e Silas e aceitou o Evangelho de Jesus Cristo, ele e toda a sua casa.

Deus continua enviando terremoto pré-determinado na vida da pessoa que quer se libertar das cadeias do pecado. Somente a pessoa sentirá os efeitos e os resultados dos abalos sísmicos espirituais, uma vez que, acontece no mais profundo interior da alma humana. Feliz é a pessoa que passa por esta experiência maravilhosa, pois ela nunca mais será a mesma. O pós-terremoto espiritual é maravilhoso demais para ser relatado em simples palavras escritas. O número de pessoas presas sem uma alternativa de solução para o seu problema é muito grande. Os apóstolos Paulo e Silas continuam pregando a solução para quem quer ouvir e aceitar a mensagem: “Crê no Senhor Jesus e serás salvo, tu e tua casa” (v.31). A pessoa pode estar amarrada ao tronco do pecado, mas se ela aceitar a mensagem do Evangelho genuíno, ela terá a mesma alegria e confiança que Paulo e Silas tinham. O Senhor Jesus faz maravilhas na vida de uma pessoa.

O Senhor Deus disse: “Ainda antes que houvesse dia, eu era; e nenhum há que possa livrar alguém das minhas mãos; agindo eu, quem o impedirá?” Isaías 43.13.

Graça e Paz!

O poder do Evangelho

O poder do Evangelho

O poder do Evangelho

“Pois não me envergonho do evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê…” Rm. 1.16.

“Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura” disse Jesus Mc. 16.15.

Há uma infinidade de livros no mundo, muitos autores, e escritos em muitas línguas. Livros muito divulgados, muito lidos, uns muito bons outros nem tanto. O importante é que existem, para divulgar a cultura de um povo no decorrer dos anos. Assim podemos pesquisar a respeito da cultura de qualquer tribo, povo e nação, e tomar conhecimento dos seus modos e costumes. Mas existe o Livro dos livros, escrito pelo Autor Eterno, em que não há mudanças, nem variações, nem sombra de dúvidas. O poder de Sua Palavra penetra fundo no coração/alma/espírito humano como uma espada de dois gumes (Ef. 6.17).  Neste Livro encontramos o Evangelho. O poder do Evangelho é imensurável. Ele transforma vidas, fortalece a alma, guia corretamente pelas sendas da vida, e no final dela dá-nos a garantia da vida eterna.

O poder do Evangelho é tão grande que alcança todos os lugares e todas as pessoas do mundo. O Evangelho cuida da melhor parte do ser humano, que é a parte espiritual. Ele permanece através do tempo, não há necessidade de corrigi-lo, reescrevê-lo, reeditá-lo, porque o seu Autor é Eterno, e eterna é a Sua Palavra. O seu Autor não permite que se mude uma só palavra (Ap. 22.18,19). O Evangelho muda a direção de uma vida conturbada, repleta de desacertos, desencontros, sem um rumo certo. O Evangelho recupera vidas todos os minutos, oferecendo-lhes a alegria de viver e a salvação de sua alma imortal.

O Evangelho faz parte da Bíblia Sagrada. A Bíblia é a Palavra de Deus revelada para que todo aquele que quiser ser salvo da perdição eterna, é só aceitar o plano de Deus para a sua salvação.  Embora a Palavra de Deus tenha uma extensão infinita para alcançar todas as pessoas do mundo, Deus na Sua infinita bondade deixou livre o ser humano para decidir sobre a sua vida. É ele que vai decidir sobre o seu futuro, seu porvir, sua eternidade.

Deus oferece gratuitamente a salvação a todo aquele que O busca com sinceridade, fidelidade, humildade e amor. Deus tem um plano maravilhoso para a vida humana, que são as bênçãos prometidas por Ele na Sua Palavra, e no porvir a segurança da vida eterna, juntamente com Ele e os demais salvos. Deus quer que todo ser humano tome a decisão de aceitá-lO ou não. Ele respeita a decisão de cada um. Somente Deus pode oferecer vida eterna no paraíso celeste, através de Seu Filho amado Jesus Cristo. Quem não se preocupar com a oferta do Senhor, não poderá contar com Ele na eternidade. Onde essas pessoas passarão a eternidade?

O poder do Evangelho é transformador. É um poder que quebra, inutiliza, apaga o pecado e constrói uma nova vida. Vida santificada, útil, valorizada, capaz de construir novos planos. A nova vida é valiosa demais para quem recebe a bênção da salvação, porque a salvação é eterna. O Senhor Jesus ama a todos que pertencem ao Seu rebanho, sem discriminação, sem acepção de pessoas. Toda alma é preciosa na presença de Deus. O Seu rebanho é movido, educado, alicerçado pela paz. Jesus é o Príncipe da Paz (Is. 9.6b). A Bíblia Sagrada é toda inspirada por Deus, e escrita por pessoas escolhidas e santificadas por Ele. A Bíblia é o livro mais lido e mais vendido no mundo, e realiza maravilhas nas vidas necessitadas espiritualmente. Todo ser humano deveria querer o Senhor Jesus como seu único e suficiente Salvador pessoal.

“Porque a Palavra de Deus é viva, e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até o ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e propósitos do coração” Hb. 4.12.

Graça e Paz!

Cartas de Deus

Cartas de Deus

Carta de Deus. 1“Vós sois a nossa carta, escrita em nossos corações, conhecida e lida por todos os homens, estando já manifestos como carta de Cristo, produzida pelo nosso ministério, escrita não com tinta, mas pelo Espírito de Deus vivente, não em tábuas de pedra, mas em tábua de carne, isto é, nos corações” II Coríntios 3.2,3.

Somos cartas de Deus, porque não transmitimos a nossa mensagem humana, mas, sim, a mensagem do céu. É a presença do Espírito Santo habitando em nós e nos habilitando a ser “boca de Deus”(… serás a minha boca… “ Jr. 10.11. “A boca do justo é manancial de vida” Pv. 10.11. A Palavra de Deus nos diz que somos cartas abertas e lidas por todos. Desde a conversão de uma pessoa, a carta de Deus começa a ser escrita no seu coração.

A carta de Deus é escrita no coração da pessoa para que ela leve a mensagem divina a outras pessoas que ainda não a conhecem. Não há como esconder a mensagem, se é que a pessoa é uma carta de Deus. Nesta carta consta tudo o que Deus pensou, planejou e mostrou ao ser humano, através de Sua Palavra e de Jesus Cristo. Deus chama a pessoa e a capacita para ser Sua carta viva. A Sua Palavra flui do interior de uma pessoa como uma fonte de água viva. “… aquele, porém, que beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede; pelo contrário, a água que eu lhe der será nele uma fonte a jorrar para a vida eterna” João 4.14.

A responsabilidade de uma pessoa ser carta de Deus é muito grande. Ela precisa crescer no conhecimento da Palavra, na prática da oração, meditação. Zelar pelo testemunho, pelo comportamento, enfim, ter uma vida digna de ser uma carta de Deus. Deve estar sempre pronta para realizar o mandado de Jesus: “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura” Mc. 16.15. Não só pregar o Evangelho, mas orar, meditar, visitar, realizar o trabalho da melhor forma possível. Onde quer que a pessoa esteja, ela ocupa o lugar de embaixadora de Cristo “De sorte que somos embaixadores em nome de Cristo, como se Deus exortasse por nosso intermédio …” 2 Co. 5.20, deve honrar o nome de Cristo Jesus.”… Aparte-se da injustiça todo aquele que professa o nome do Senhor” 2 Timóteo 2.19b.

Toda carta verdadeiramente escrita por Deus leva consigo a maravilhosa mensagem da salvação de almas imortais. Esta carta aberta realiza um excelente ministério, ganha muitas pessoas para o reino da glória. É o Senhor transmitindo a Sua Palavra, outrora revelada através dos Seus servos (cartas de Deus), e agrupando aqueles que aceitam esta mensagem de salvação, e que um dia estarão diante do Cordeiro, todos salvos e bem-aventurados.

Quanto aqueles que não aceitam, não há segunda chance para o arrependimento dos pecados. Irão para o lugar que eles próprios prepararam. Não podem querer grandes coisas, pois, foi tudo que conseguiram com seu orgulho, egoísmo, desamor, apego às oferendas do mundo incrédulo, descrença total, revolta com tudo e com todos, ódio, inveja, desejo mal referente ao próximo e muito mais. A pessoa está ocupada demais com essas coisas, não tem tempo e nem vontade de ver o além de, nem se preocupar com as coisas do porvir.

“Examinais as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna, e são elas mesmas que testificam de mim” João 5.39.

Graça e Paz!