Browsed by
Tag: Justiça

O Sol da Justiça

O Sol da Justiça

“Mas para vós outros que temeis o meu nome nascerá o sol da justiça, trazendo salvação nas suas asas; saireis e salteareis como bezerros soltos na estrebaria” Ml. 4.2.

Como é agradável ver o nascer do sol! A luz, o brilho, o esplendor são maravilhosos aos nossos olhos, e causa bem-estar ao nosso espírito. O sol é a base da vida. Sem o sol  a terra seria vazia, sem vida. Entre os fatores que se destacam a respeito do sol são: luz, calor, vida. O sol é o principal transmissor natural da vitamina D. Tão importante para o ser humano. Não há como viver sem os benefícios  do sol.  Todos estes atributos são mínimos se comparados com o verdadeiro Sol. O Sol espiritual que é Jesus Cristo. Este Sol realmente nos oferece vida, e vida em abundância, vida eterna (João 10.10b). Somente Jesus pode nos iluminar para chegarmos a vida eterna.

Se o ser humano necessita do sol logo após seu nascimento, devido a necessidade de adquirir a vitamina D, com o seu desenvolvimento ele necessitará do Sol da vida, que é Jesus Cristo. Ele fixará com a Sua luz no coração humano, o conhecimento e a necessidade de seguir o Seu caminho. O ser humano necessita da claridade e da ação do sol para a sua sobrevivência física.  No entanto, porque ele foi feito à imagem e semelhança do seu Criador (Gn. 1.26),  traz consigo, também, a centelha espiritual. Somente o Criador pode iluminar o espírito humano.  A esta iluminação chamamos de Sol espiritual que é Jesus Cristo, o Sol da Justiça divina, o brilho sem igual, eterno. Desde a mais tenra idade aprendemos sobre Deus e a Sua importância em nossas vidas. Por que Jesus é considerado Sol da Justiça? Porque a Sua luz brilha no íntimo do ser humano. Esta luz não permite que a escuridão do pecado entre e permaneça na vida da pessoa. Quem anda na Luz de Cristo tem a Sua direção, a Sua orientação, Seus cuidados e o cumprimento de Suas promessas constantes na Sua Palavra.Tudo que o Senhor Deus revelou aos profetas, Ele cumpriu e cumpre sem modificação nenhuma. Não há mudança ou variação na Palavra de Deus. Ela é sempre atual e eterna.

Num passado muito remoto Deus criou um lugar maravilhoso para os seus eleitos viverem em paz. Com o pecado o ser humano foi sentenciado a viver dos seus esforços, seus trabalhos, depois veio a morte,  mas Deus nunca o abandonou. Deus preparou uma bênção toda especial para todo aquele que quer voltar a viver no paraíso celeste. Esta bênção se chama Jesus Cristo. Ele é o sol da justiça de Deus, é a luz que brilha no escuro da vida. “O Senhor é a minha luz e a minha salvação; a quem temerei? O Senhor é a força da minha vida; de quem me recearei?” Sl. 27.1.

Todas as nossas necessidades são supridas quando nossos olhos estão voltados para o Sol da Justiça. O que nos mantém vivos é a Sua luz, e ao buscá-la em primeiro lugar, o resto nos é acrescentado (Mt 6.33). Porque o que vem depois é sempre ínfimo em relação ao Sol da Justiça. Que sejamos como os girassóis, cujas flores acompanham o movimento do sol, e estão sempre fixas na luz do sol. Assim também devemos ser perante o Sol da Justiça, fixos na Sua glória para sermos transformados à Sua imagem e semelhança. “Nascerá o sol da justiça, e cura trará em suas asas” Ml. 4.2.

“Porque o Senhor Deus é sol e escudo; o Senhor dá graça e glória; nenhum bem sonega aos que andam retamente” Sl 84.11.

Graça e Paz

Justiça divina

Justiça divina

“Deus exige justiça e não sacrifícios” Amós 5.21.    09/02/16

Vez ou outra ouvimos  relatos de pessoas que fazem sacrifícios para agradar a Deus. Mas não param para pensar que Deus é Espírito, e só se consegue agradar a Ele com atitudes espirituais, como: orações, meditações, leitura bíblica, crescimento espiritual. Nada que é feito pelas mãos humanas agradam a Deus. Porque tudo que parte do ser humano é falho, insignificante diante d’Ele. Errado uma pessoa se dirigir a Deus como se ela determinasse ou exigisse isso ou aquilo. Deus é Supremo em tudo e por tudo. Por isso a pessoa deve se aproximar d’Ele com toda humildade e reverência, com coração contrito e espírito quebrantado. “Sacrifícios agradáveis a Deus são o espírito quebrantado; coração compungido e contrito, não o desprezarás, ó Deus! Sl. 51.17. Deus sabe com antecedência tudo o que a pessoa precisa ou vai pedir. Assim é como diz o Salmo  40.1.

É muito comum uma pessoa tratar com Deus como se Ele fosse humano e falho também, ou como se Deus estivesse a sua disposição para atender as suas necessidades. A pessoa promete fazer algo ao Senhor em retribuição a algum pedido que ela faz com antecedência, como se o Senhor fosse negociante de bênçãos, de milagres, de curas, de livramentos ou qualquer outra promessa. Sempre o que é prometido, é  algo que a pessoa determina e algo sem valor algum na presença de Deus, como por exemplo: deixar de comer doces por um ano ou dois. Qual é o valor espiritual contido nessa promessa? Ou deixar de cortar os cabelos por dois ou três anos. O que há de vantagem aí? E assim ocorre com uma infinidade de promessas inócuas, vazias, sem conteúdo nenhum espiritual. O determinante é sempre a pessoa, contudo, não é por aí. Deus é superior a tudo e a todos. A Sua vontade é suprema e única.

O Senhor Deus exige justiça e não sacrifícios (Amós 5.1). A pessoa deve primar sempre para a justiça em todos os setores de sua vida. Onde quer que esteja ou qualquer momento de sua vida, a justiça deve imperar. Desde a atitude mais simples, a justiça deve estar sempre presente. Deve conhecer a Palavra de Deus e a meditação para o seu crescimento espiritual. Com o crescimento espiritual a pessoa  viverá a justiça. A Palavra de Deus nos oferece o manual que nos orienta em tudo que necessitamos para uma vida feliz, tranquila, prazerosa espiritualmente.

A justiça é algo maravilhoso na vida de uma pessoa. Onde quer que ela esteja ela praticará a justiça. O conhecedor da justiça divina teme ao Senhor e vive corretamente. Todos ao seu derredor se beneficiam dessa aplicação, e confiam nessa pessoa como sendo uma pessoa digna de crédito, de respeito e de responsabilidade. Essa pessoa é de um valor inestimável. Além de, ela ser uma bênção onde quer que esteja, ela tem a paz de Jesus Cristo que enche o seu coração e lhe garante a vida eterna juntamente com Ele e os demais salvos por Ele.

É muito triste ver uma pessoa que torce ou mata a justiça, passa por cima da verdade para agradar a esse ou aquele. Que se vende para ganhar um dinheiro a mais ou mente, deturpando totalmente a justiça. Muitas pessoas têm atitudes gritantes frente à justiça. Tomam atitudes que desmerecem até o seu valor como seres humanos. Essas pessoas são muito infelizes, porque não conseguem agradar ninguém com suas atitudes vis, desonestas, corruptas. As suas consciências estão cauterizadas, o inimigo das almas imortais tomou conta delas, por isso as pessoas não sentem remorsos em desviar dinheiro, desviar a verdade, ganhar dinheiro fraudulentamente, mentir, condenar inocentes, enfim, essas pessoas são de nenhum valor, muitas vezes são dignas de piedade.

O Senhor Jesus não tem por inocente a pessoa que assim procede. Há um momento na vida da pessoa que tudo isso pesa, e pesa muito, e a pessoa não encontra lugar para o arrependimento. O futuro dessa pessoa é tenebroso, sem rumo certo para o porvir, enfim, cada pessoa prepara o seu futuro. A preocupação deve ser de todas as pessoas. Para Deus não há acepção de pessoas, todas são iguais perante Ele. O convite para a salvação é oferecido a todos, mas a decisão é individual e personalizada. Graças a Deus por isso. “O efeito da justiça será paz, e o fruto da justiça, repouso e segurança, para sempre” Is. 32.17.

“O Senhor te guiará continuamente, fartará a tua alma até em lugares áridos e fortificará os teus ossos; serás como um jardim regado e como um manancial cujas águas jamais faltam” Is. 58.11.

Graça e Paz

Fome e sede de justiça

Fome e sede de justiça

Justiça 1“Bem aventurados os que têm fome e sede de justiça, porque serão fartos” Mt. 5.6.

Diariamente encontramos nos jornais, revistas, rádios, televisões, ou qualquer outro meio de comunicação, longas notícias sobre aqueles que praticam todo tipo de desvio dos direitos dos semelhantes. Através da corrupção o desvio é tão grande que não conseguimos avaliar o prejuízo causado à sociedade. Através do suborno, torcem leis, compram tribunais, saqueiam cofres públicos, assim conseguem se manter em evidência.

O mundo admira essas pessoas que aparecem como vencedoras, mas às custas do ,sofrimento e das privações de muitas outras. A justiça humana pode ser comprada, subornada, deturpada, pisoteada, massacrada, mas a Justiça Divina é implacável com aquele que assim procede. Para Deus não escapa nem uma vírgula sequer. Tudo quanto o ser humano semear, isso também ceifará. (Gl. 6.7b). Para Deus não há acepção de pessoas. Todos são iguais perante Ele, e respondem igualmente por tudo aquilo que praticaram. Nada fica escondido na presença do Senhor Deus.

A vida humana é passageira, por isso, é muito valiosa para desperdiçá-la correndo atrás do vento como escreveu o autor de Eclesiastes: “Atentei para todas as obras que se fazem debaixo do sol, e eis que tudo era vaidade e correr atrás do vento!” Ec 1.14. A vida é de um valor inestimável quando dedicada ao Senhor da Glória, porque essa é a finalidade única e exclusiva do viver. Agora é o momento certo, para que a pessoa busque a Deus, e dedique-se a Ele. Jesus Cristo, Deus Homem, oferece de graça a salvação de toda alma imortal que se achega a Ele, O aceita e crê no Seu sacrifício na cruz do calvário. O Senhor Jesus Cristo não morreu e ressuscitou em vão, mas para salvar todos quantos se achegarem a Ele, e quiserem viver eternamente no lar celestial.

A Justiça de Deus nos é imputada para perdão dos nossos pecados. A pessoa se torna justa porque Jesus Cristo que habita nela a torna justa. A Justiça de Deus é demonstrada através de uma conduta irrepreensível. A verdadeira felicidade decorre do bom relacionamento com Deus. A pessoa tem os seus pecados cancelados por causa do sangue de Cristo. Somente Jesus Cristo morreu por nós, a nossa dívida espiritual foi paga e a Sua Justiça colocada em nossa conta.

Todas as pessoas que são redimidas pelo sangue de Jesus Cristo passam a ter uma nova vida, isto é, passam da morte (no pecado) para a vida, e a seguir a vida eterna juntamente com o Senhor Jesus. Essas pessoas não têm mais prazer no desvio de dinheiro do seu próximo, na corrupção, suborno a alguém para obter vantagens, antes tem prazer na lei do Senhor e nela meditam de dia e de noite Sl. 1.2. Todos comparecerão diante do Tribunal de Deus, “… uns para a vida eterna, e outros para vergonha e horror eterno” Dn 12.2b.

“O Senhor, teu Deus, está no meio de ti, poderoso para salvar-te; ele se deleitará em ti com alegria; renovar-te-á, no seu amor, regozijar-se-á em ti com júbilo” Sf. 3.17.

 

Graça e Paz!