Browsed by
Tag: paraíso celeste

Aquele que sara

Aquele que sara

 

“Ele é quem perdoa todas as tuas iniqüidades; quem sara todas as tuas enfermidades” Sl 103.3. Is. 61.1,2.

Somente Deus pode perdoar pecado, porque Ele é único, Criador de tudo e de todos. Sendo Ele Criador, somente Ele tem a essência de cada ser criado por Ele, assim Ele pode limpar eliminar toda e qualquer impureza que condena a pessoa, mas para isso é necessário que a pessoa se arrependa dos maus atos praticados, e volte-se ao seu Senhor. Somente Deus sara todas as enfermidades, porque somente Ele pode restabelecer a saúde espiritual na vida do ser humano. Sarar quer dizer, ficar livre daquele mal, livre da condenação eterna.

Não há bênção material maior do que a saúde, mas para isso é necessário que a pessoa valorize a saúde espiritual. Se assim o fizer, uma complementa a outra. A pessoa saudável espiritualmente é uma bênção onde quer que vá, além de construir uma sociedade melhor, mais justa, dentro da lei do Senhor. É muito raro uma pessoa que procede assim. O ser humano foi criado para a honra e glória de Deus, para viver feliz, mas o pecado mudou tudo, e acabou dominando. Quando falamos que Deus cura todas as enfermidades, estamos nos referindo à cura da alma, porque no mundo físico há muitas enfermidades, e a pessoa não está imune totalmente, embora Deus possa todas as coisas, ela enfrenta os problemas de saúde normais.

Uma pessoa pode ter muitas enfermidades na alma/espírito. Essas enfermidades são piores do que as físicas, porque vão minando a pessoa por dentro, até o ponto insuportável. Normalmente, a pessoa transmite aquilo que ela é no seu interior, por isso, que a pessoa deve ou tem por obrigação buscar alimento para a alma/espírito. Sendo ela criada por Deus a Sua imagem e semelhança, ela precisa se achegar a Ele para alimentar-se espiritualmente. Deus na Sua infinita misericórdia enviou Seu Filho Jesus Cristo para a alimentação e salvação de todo aquele que reconhecer que sozinho não consegue alimentação para a sua alma/espírito e não consegue também a salvação de sua alma imortal.

Durante a caminhada no deserto o povo de Israel experimentou muitos milagres, um deles é o da saúde e a cura das enfermidades. O Senhor sarou as águas amargas de Mara (Êx. 15.25) e saciou o povo. Aquelas águas amargas que faziam mal à saúde, representavam exatamente a vida comum que uma pessoa tinha. Deus ordenou a Moisés que colocasse uma palmeira que estava ali por perto dentro da água e a água ficou doce, boa para o consumo. Aquela palmeira representa o Senhor Jesus que se a pessoa colocá-lO em sua vida amarga, sem brilho, sem rumo, sem esperança, Ele a tornará doce, brilhante, valiosa, muito boa, e o mais importante válida para a vida eterna.

Atualmente, o povo continua a caminhada pelo deserto espiritual. Deus sara as águas espirituais e sacia o povo através do louvor, da oração, da Sua Palavra, da santificação. A caminhada continua firme e forte rumo ao paraíso celeste. Dificilmente, a pessoa crê em milagres, porque não há tempo nem interesse para observar as maravilhas que o Senhor nosso Deus fez e faz, mas acontecem diariamente na vida das pessoas. Quantas pessoas são curadas através de orações, conversões, leituras bíblicas. As curas não são contadas porque são espirituais, não são visíveis. Da mesma forma são as curas físicas ou mentais (Mt 11.28-30), quando uma pessoa é curada espiritualmente, normalmente, muitas vezes, acontece a cura física. O Senhor Jesus não prometeu um “mar de rosas” àqueles que se convertem a Ele, mas Ele prometeu estar com a pessoa todos os dias de sua vida (Mt 28.20). “Entrega o teu caminho ao Senhor, confia n’Ele e o mais Ele fará” Sl. 37.5.

“… Converta-se ao Senhor (…) e volte-se para o nosso Deus, porque é rico em perdoar” Is. 55.7b.

Povo eleito e abençoado

Povo eleito e abençoado

“Não temais; aquietai-vos e vede o livramento do Senhor que, hoje, vos fará;  porque os  egípcios, que hoje vedes, nunca mais os tornareis a ver. O Senhor pelejará por vós, e vós vos calareis” Êxodo 14.13-14.

Em uma época remota o Senhor Deus tirou o Seu povo da escravidão do Egito. No Egito, o povo judeu era escravizado, explorado, maltratado, enfim, era um povo considerado ignorante.  Mas, este era o povo que Deus abençoara na pessoa de Abraão e sua descendência. Este  povo clamou ao Senhor Deus por ajuda e misericórdia. O Senhor ouviu o seu clamor e veio ao seu encontro. O Senhor não só  libertou, mas  conduziu o Seu povo seguro e protegido de todo e qualquer mal. Embora o povo fosse pouco, ou quase nada  agradecido, o Senhor o protegia dia e noite. Durante o dia com uma nuvem protetora, para que não desanimasse pelo caminho; à noite com uma coluna de fogo, protegendo-o de qualquer ataque de animais selvagens. Tanto a nuvem como a coluna de fogo nunca se apartaram do povo. Êx. 13.21,22. Com a saída do povo hebreu do Egito iniciou-se a grande obra de Deus para com o Seu povo.

O êxodo do povo hebreu do Egito aconteceu devido a opressão e escravidão. O Egito ficou como símbolo da opressão, escravidão, da corrupção, da exploração…  O povo que se libertou politicamente dos egípcios ficou como símbolo de libertação. O Senhor conduziu o Seu povo, e ao atravessar o mar, a Arca da Aliança ia à frente. Quando chegou ao meio do mar o Senhor mandou que a mantivesse parada, até que o povo todo tivesse passado com os pés em terra seca. A Arca da Aliança simbolizava a presença do próprio Deus. O livramento foi tão grande que  aquele povo se viu livre dos egípcios para sempre “…os egípcios, que hoje vedes, nunca mais os tornareis a ver”.

Realmente, quando o Senhor abriu as águas do mar dos Juncos ou mar vermelho, os hebreus passaram em terra seca, logo após os egípcios entraram também, mas o mar se fechou, levando consigo todos os cavaleiros que estavam ali. Nunca mais os hebreus os veriam. Meditando no versículo acima, concluímos que aquele acontecimento se repete dia após dia. Os opressores, aproveitadores, exploradores, caluniadores, fuxiqueiros, assassinos, corruptos, ladrões, mentirosos, estão e estarão caminhando com todas as pessoas no presente momento, mas quando o Senhor nosso Deus nos levar para a terra prometida, onde mana  leite  e mel, ou seja, para o paraíso celeste, nunca mais essas pessoas malignas serão vistas, nem lembrança alguma restará delas. O Senhor Jesus foi preparar lugar para todo aquele que se converteu e caminhou com  Ele. João 14.1-6.  “… os egípcios, que hoje vedes, nunca mais os tornareis a ver” Êx. 14.13b.

Jesus disse: “Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida: ninguém vem ao Pai senão por mim” João 14.6.

Graça e Paz!

 

… e o vosso pecado vos há de achar…

… e o vosso pecado vos há de achar…

... e o vosso pecado vos há de achar

“Porém, se não fizerdes assim, eis que pecastes contra o Senhor; e sabei que o vosso pecado vos há de achar” Nm. 32.23.

Sábio é aquele que aproveita a grande oportunidade que Deus lhe oferece gratuitamente, que é a salvação eterna de sua alma imortal. O Senhor Deus enviou o Seu Filho Unigênito: Jesus Cristo, para desenvolver o ministério que Ele planejara cuidadosamente para a salvação de todo aquele que se preocupa com a sua alma imortal, e quer salvá-la para a eternidade. Jesus nasceu como foi escrito e anunciado pelos profetas do Velho Testamento. Jesus Cristo realizou todo o ministério que Deus Pai Lhe confiou. Morreu na cruz do calvário, derramou o Seu precioso sangue, ressuscitou ao terceiro dia. Ressuscitado, subiu ao céu para junto de Deus Pai. Jesus prometeu que voltará (At. 1.9). Todo aquele que crer n’Ele será salvo.

Deus realizou Seu grande plano para que todo aquele que aceitar esse plano, receba as bênçãos prometidas por Ele, e a vida eterna juntamente com Ele e os demais salvos e bem-aventurados.  Aquele que fizer o contrário, e  valorizar mais o material, físico ou orgânico, que o espiritual, e viver em pecado continuamente, deveria pensar que todo pecado não confessado, não arrependido, não perdoado, por mais oculto que esteja, um dia voltará  à tona com o seu resultado maior do que ele representava. A Palavra de Deus diz: “… e sabei que o vosso pecado vos há de achar”. Para Deus não há limite de tempo, para Ele o tempo é sempre presente, eternamente presente. Se a pessoa cometer pecado abominável, hediondo, hoje, com certeza receberá o retorno em qualquer época de sua vida. Quando tudo parecer tranquilo, esquecido, eis o resultado a porta, e nem sempre em condições de ser resolvido a contento.

A pessoa depravada, amoral, não toma conhecimento da verdade divina, nem se preocupa com a salvação de sua alma imortal. Esta pessoa está zombando de Deus, porque Ele é o Senhor e Criador de tudo e de todos. A Ele devemos toda honra, toda glória, todo poder, e é para Ele que devemos voltar os nossos olhos, nossos pensamentos, nossas vidas. A Palavra de Deus diz que de Deus não se zomba, e tudo aquilo que a pessoa fizer ou praticar isso também ceifará ou colherá (Gl. 6.7). Isto porque o Senhor Deus está em todos os lugares, não há onde se esconder ou fugir de Seus olhos (Sl. 139).

Quando menos a pessoa espera, eis que o pecado praticado está de volta,  retornando com valor dobrado ou multiplicado. Se as ações bem planejadas, bem realizadas, frutificam com o passar do tempo, e apresentam seus preciosos frutos, acontece a mesma coisa com as ações pecaminosas, isto é, elas apresentam os frutos ruins dessas ações, com retorno multiplicado. O tempo não para, e  o ser humano vive e planta as mais variadas sementes, e,  no tempo certo colhe o resultado do plantio. Para isso, Deus nos deu a bênção do discernimento entre e o bem e o mal, e nos deixou livres para escolhermos entre um e outro. Deus exige que cada ser humano responda pela decisão individual e personalizada, para o bem ou para o mal.  Se  ele, em suas ações,  quer ser salvo,  e pratica o bem,  ou se quer seguir os seus próprios desígnios, quase sempre para o mal.  Os frutos virão de acordo com o plantio realizado.

Deus ama a todos indistintamente, para Ele não há acepção de pessoas. Deus é um Pai amoroso, bondoso, cuidadoso, mas Ele é extremamente justo. N’Ele não há nenhuma sombra de dúvida, nenhuma mudança, nem um senão. Deus é Amor (I João 4.8).

“Não vos enganeis:  de Deus não se zomba; pois aquilo que o homem semear, isso também ceifará” Gl. 6.7

Graça e Paz!.

 

Acalme seus passos

Acalme seus passos

Acalme os seus passos. 1

“Qual de vós, por ansioso que esteja, pode acrescentar um côvado (antiga unidade de medida de comprimento equivalente a três palmos, ou 66 cm.) ao curso de sua vida?” Mt. 6.27.

“E por que andais ansiosos quanto ao vestuário? Considerai como crescem os lírios do campo: eles não trabalham, nem fiam. Eu, contudo, vos afirmo que nem Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles” Mt. 6.28,29.

O tempo passa em uma progressão assustadora. Dificilmente, a pessoa consegue acompanhar o desenrolar dos acontecimentos, e se torna escrava dos compromissos. Deixa de viver a melhor parte da vida, que é aproveitar o que há de melhor e gratificante para uma vida completa, cheia de bons frutos. Não há necessidade de se preocupar demais com o desenrolar da vida, porque ninguém consegue acrescentar nem um só côvado ao curso de sua vida nem mudar a ordem dos acontecimentos.

Acalme os seus passos – pensamentos. Volva-se para o Senhor nosso Deus! Valorize o que realmente tem valor. A mente é o bem mais precioso que o ser humano tem. Porque é a mente que forma opinião, decide sobre o que será feito – bom ou ruim. O ser humano é livre para optar pelo bem ou mal. A opção pelo bem leva a pessoa a um crescimento ou uma estrutura de vida muito boa. Todo o bem só constrói algo diferente e bom  na vida humana. O bem nunca decepciona, pelo contrário, oferece o que há de melhor para a vida da pessoa.

Acalme os seus passos – decisões.  Não há necessidade de um viver: ansioso, preocupado, nervoso, irritado, descontrolado. As decisões devem ser tomadas com calma, tranquilidade, precisas, para que depois de um tempo não venha o arrependimento. Toda decisão impensada ou precipitada traz consequências em seguida. Não há necessidade de tanta tribulação. A receita principal é: volta para a área espiritual. Esta realmente é valiosíssima. Porque toda decisão importante primeiramente deve ser levada à presença do Senhor nosso Deus. Somente Ele orienta a pessoa para que decida corretamente. A decisão orientada por Deus oferece uma estrutura firme, bem construída, que nunca se abala.

Acalme os seus passos – modo de viver. Deus fez o ser humano a sua imagem e semelhança moral/espiritual, portanto, o ser humano precisa estar firmado espiritualmente para ser realmente uma pessoa completa. O Senhor nosso Deus deixou um lugarzinho reservado no coração humano para a Sua particular morada. Ele é o dono de cada vida humana, Ele deve estar sempre no comando de uma direção. Deus nos criou para que vivamos dependentes do Seu grande Amor e Poder. Somos pequeninos, indefesos, necessitamos de Sua constante presença em nossas vidas. Somos ovelhas do Seu pasto. “Quanto a nós, teu povo ovelhas do teu pasto, para sempre te daremos graças; de geração em geração proclamaremos os teus louvores” Sl. 79.13.

Acalme os seus passos – testemunho. Toda ovelha do Senhor nosso Deus é muito importante para Ele. O Senhor dispensa cuidados especiais a cada uma delas. Mas Ele requer que cada uma individualmente corresponda ao Seu Amor e ao Seu Carinho, sendo uma pessoa que seja cabeça em qualquer situação. Isto é: seja sempre aquele que vai à frente, que resolve situações difíceis, que conduz corretamente aquelas ovelhas recém- convertidas, enfim, que oferece apoio espiritual a todos quantos necessitem. O testemunho de uma ovelha de Cristo é muitíssimo importante, fala muito alto a todos que a rodeiam.

Quanto mais a pessoa se aproximar do Senhor nosso Deus, mais ela crescerá espiritualmente. Ela será uma pessoa integral, moderada em tudo, confiável, digna de ser imitada por outras pessoas que ainda não conhecem o Senhor da Glória. A ovelha do Senhor Jesus Cristo vive com as bênçãos do Senhor desde o momento de sua decisão, e tem a certeza de sua salvação para a eternidade. A área mais valiosa para o ser humano é a área espiritual, porque dela depende todo o nosso ser e nosso modo de viver. O Senhor Deus é espírito e importa que Seus adoradores O adorem em Espírito e Verdade (João 4.23). Toda pessoa preocupada com a área espiritual, vive em paz consigo mesma, com Deus, e com todos que a rodeiam. Portanto, acalme os seus passos. Caminhe tranquilamente pelas sendas da vida espiritual, juntamente com o Senhor Jesus Cristo.

“Vós, pois, ó ovelhas minhas, ovelhas do meu pasto; homens sois, mas eu sou o vosso Deus, diz o Senhor Deus.” Ez. 34.31.

Eternamente nova

Eternamente nova

 Eternamente nova

“Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra” 2 Timóteo 3.16,17.

e A Palavra de Deus é atualíssima. Tudo que necessitamos para nossa orientação encontra-se nela.

Somente Deus foi, é e será eterno. Por isso a Sua Palavra não necessita de correção, de mudanças, de revisão. Como para o Senhor nosso Deus não há contagem de tempo, para Ele o tempo é sempre presente. A Palavra do nosso Deus nos dirige e nos orienta na educação, na justiça, na correção. É o maior livro didático que conhecemos. A Palavra de Deus forma um alicerce firme no ser humano, que será perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra. Boa obra é a educação completa para uma pessoa. A pessoa agirá corretamente com seu semelhante, será honesta, amável, amorosa, enfim, será um verdadeiro cidadão valioso para a sociedade, e agradável para Deus.

A Escritura Sagrada é toda inspirada por Deus. Cada página, cada acontecimento, segue rigorosamente a orientação do Senhor Deus para com o ser humano. Deus pensou um plano para a orientação, educação, e salvação do ser humano. Com a desobediência o ser humano perdeu o direito de viver ao lado de Deus no paraíso celeste, e foi enviado a terra para que trabalhasse e conseguisse alimentos com seus próprios esforços. Mas Deus quer que o ser humano se redima e volte a viver ao Seu lado no paraíso celeste. Então, Ele enviou Jesus Cristo para realizar o sacrifício na cruz do calvário. Morreu e ressuscitou ao terceiro dia. Subiu ao céu, e está juntamente a Deus Pai.

Toda pessoa que se preocupa com a salvação de sua alma imortal, necessita aceitar o convite de Jesus Cristo no seu coração/alma/espírito. (Apoc. 3.20). Quando a pessoa recebe o Senhor Jesus em seu coração, ela começa a receber as bênçãos prometidas por Ele, e no futuro a vida eterna no paraíso de Deus. Isto é, a reconciliação do ser humano com o seu Deus. É à volta a casa do Pai. Jesus disse: “Na casa de meu Pai há muitas moradas. Se assim não fora, eu vo-lo teria dito. Pois, vou preparar-vos lugar” João 14.2; “Jesus é o Caminho, e a Verdade, e a Vida; ninguém vem ao Pai senão por mim” João 14.6.

Por mais moderno que o ser humano seja, por mais evoluído que esteja, por mais que ele admire a evolução das coisas, espiritualmente, nada mudou. O ser humano continua com as angústias, com o medo, com as necessidades espirituais de sempre. Somente a Palavra de Deus pode suprir todas as necessidades espirituais do ser humano, e transformá-lo em alguém tranquilo, confiável, amável, seguro de si. O Senhor é a Rocha que transforma todo e qualquer espírito angustiado em um espírito alegre, de bem com a vida, e principalmente, amado do Senhor Jesus. Somente a Palavra de Deus – a Bíblia Sagrada é eternamente nova e válida para todas as pessoas sem distinção, nem discriminação. Deus é Amor – (1 João 4.8b).

“Examinais as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna, e são elas mesmas que testificam de mim” João 5.39.

Bem-vindos de volta!

Bem-vindos de volta!

Bem vindos de volta... 3 xxx“Eis que estou contigo, e te guardarei por onde quer que  fores” Gn. 28.15.

Viajar, passar férias longe de casa é muito bom. Há o bom descanso, conhecer lugares novos, bonitos. Passar dias sem se preocupar com a correria do dia a dia cotidiano. Há um grande descanso para a mente, corpo, enfim, recarregar as energias. Mas, o que mais gostamos é o retorno aos nossos lares. Ali, ficamos mais tranquilos, e recomeçamos os nossos afazeres diários. Estas férias são baseadas na parte material, física, orgânica, e é ótima para o nosso descanso, arejamento da mente. O retorno é sempre mais interessante do que a ida, mais gratificante.

O retorno espiritual ao lar celestial acontece mais ou menos assim também. É uma alegria indizível retornar a casa do Pai. Porque lá é eterno, nunca mais deixaremos aquele maravilhoso lar. Deus fez o ser humano perfeito, para ser feliz e viver tranquilamente no paraíso celeste, juntamente aos animais e a natureza perfeita que o Senhor Deus fez com tanto carinho. Mas o ser humano desobedeceu ao Senhor seu Deus, e sofreu as consequências do seu erro. Deus o expulsou do paraíso celeste para viver do seu trabalho, lutar contra as intempéries da terra e do tempo. O ser humano vivia sem preocupações, sem problemas, tudo lhe fora dado do melhor possível. Pois, fora o Senhor que o fez assim. Com a desobediência perdeu todas as regalias a que estava acostumado.

Deus na Sua infinita misericórdia e sabedoria pensou um plano para a salvação das almas imortais. Desde as primeiras páginas da Palavra de Deus, Ele já comunicou a respeito da vinda de um Salvador para o ser humano. Deus prometera o Messias para realizar o plano da salvação de todo aquele que quer ser salvo e voltar ao paraíso celeste. Os profetas e os escritores bíblicos se referiram à vinda do Messias prometido. No tempo determinado por Deus, nasceu o Messias prometido. Jesus nasceu no lugar previsto pelos profetas, e da maneira como foi escrito a Seu respeito. Jesus cumpriu todo o plano de Deus para a salvação de toda alma que quer retornar ao paraíso celeste. Jesus derramou o Seu sangue na cruz do calvário, morreu e ressuscitou ao terceiro dia, derrotando a morte. O sacrifício de Jesus Cristo foi suficiente para salvar todo aquele que n’Ele crer. Mas Deus mantém o ser humano livre para decidir se quer ser salvo ou não. A decisão é individual e personalizada. Ninguém pode decidir por outra pessoa, para que não haja falha, falsidade, desonestidade. Jesus quer o sim de cada pessoa, individual. Jesus convida todas as pessoas para que O sigam, O aceitem como seu único e suficiente Salvador pessoal.

A partir do momento da decisão afirmativa a pessoa passa a receber as bênçãos prometidas pelo Senhor Jesus, e esta decisão religa a pessoa ao seu Deus. A pessoa passa a ter o direito no porvir, de morar na mansão celestial (João 14.2) juntamente com o Senhor Jesus e os demais salvos por Ele. Tudo voltará ser como no início – paraíso, tranquilidade, amor, vida eterna, presença do Senhor nosso Deus.

“E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as cousas antigas já passaram; eis que se fizeram novas” 2 Co. 5.17.

Onde você passará a Eternidade?

Onde você passará a Eternidade?

Eternidade 2Um dos problemas mais difíceis de ser resolvido é quando a pessoa começa a se questionar a respeito do futuro espiritual. As questões aparecem como: para onde  vou quando morrer? O que será do meu futuro remoto? Muitas vezes, encontramos pessoas com depressão (espiritual) porque não conseguem respostas a essas perguntas sutis. Há também a depressão orgânica, esta necessita de tratamento médico

Para responder essas questões pesquisamos e encontramos soluções na Palavra de Deus, como o verso 16 de João 3 – “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”.  O Senhor Deus promete que todo aquele que crê no Senhor Jesus tem a vida eterna. Em João 1.12, Deus disse: “Mas, a todos quantos O (Jesus) receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que creem no seu nome”.

A Palavra de Deus nos ensina o caminho, nos oferece de graça a salvação em Cristo Jesus, para que ninguém alegue que não tem como comprá-la. Porque Deus é Espírito e quer que nos acheguemos a Ele e O glorifiquemos através de decisões e atos espirituais. O que é material compra-se com coisas materiais.  São dois extremos: espirituais – somente atos espirituais e materiais somente coisas materiais.

Jesus respeita a vontade da pessoa, não entra na vida de uma pessoa se ela não O convidar. Apoc. 3.20 “Eis que estou à porta e bato, se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele e ele comigo”. O Senhor diz: “… se alguém ouvir a minha voz…”. Muitas pessoas estão envolvidas demais com as coisas do mundo, valorizando demais o que o mundo tem a oferecer, e não tem tempo para pensar na vida espiritual. Isso fica para depois. Mas o tempo passa, a memória é algo que não perdoa, é como um computador que grava tudo, palavra por palavra, ações por ações. E a parte espiritual fica defeituosa, geralmente, a pessoa deixa para quando ficar velha. O clamor vem antes da velhice e o coração acusa a falha. Todo coração humano tem um lugar reservado para o Eterno Deus. Se este lugar for preenchido com a presença de Jesus, tudo fica bem, porque a pessoa que tem a Jesus, ela tem tranquilidade, paz, amor, segurança (não se preocupa se amanhã ela partir desta vida, porque sabe que estará com Cristo no paraíso celeste); oportunidade de orar intercedendo pelas outras pessoas; alegrar-se sempre no Senhor. Ela tem todos os motivos para dar graças ao Senhor nosso Deus.

“…se alguém ouvir a minha voz…”  Cada pessoa que o Senhor chamar deve dar graças, glorificar o nome do Senhor. Porque a salvação é de graça, não custa nada. Jesus já pagou a minha dívida e a de todos que n’Ele crer. Todos os salvos devem conscientizar-se da responsabilidade que tem perante o Eterno Deus para dar: testemunho das bênçãos que receberam a cada momento de suas vidas; levar a Palavra de Deus aos que ainda não a conhecem e precisam para serem salvos também; orar para reabilitar doentes; interceder sempre que necessário para que pessoas ganhem bênçãos também e que sejam salvas.

“… abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele comigo”. Abrir a porta do coração, e deixar Jesus entrar e fazer nele morada. Porque onde há Jesus, há paz, amor, segurança, honestidade, fidelidade. Entrarei em sua casa, que bênção Jesus entrar em nossa casa espiritual (coração/alma/espírito), cearei com ele – quem nós queremos que ceie conosco a não ser uma pessoa muito próxima e muito querida nossa, nós nos alegramos quando vamos cear com alguém. Então Jesus se propõe cear conosco e nós com ele. Que maravilha poder cear com o Mestre querido – Jesus Cristo. Maravilha também é poder ser feito filho de Deus (João 1.12) e no porvir morar nas mansões celestiais juntamente com Jesus Cristo. João 14.2. Receba a bênção do Senhor Jesus Cristo e a certeza da salvação eterna.

Graça e Paz!