Browsed by
Tag: paraíso

Criador e Redentor

Criador e Redentor

“Virá o Redentor a Sião e aos de Jacó que se convertam, diz o Senhor” Is. 59.20.

Deus é Criador de tudo e de todos. Deus criou o ser humano para viver no paraíso e na presença d’Ele, mas desobedeceu a vontade de Deus, e foi expulso de um lugar maravilhoso criado única e exclusivamente para ele. Não valorizou o amor que Deus dedicou a ele. Com a expulsão do ser humano do paraíso, aconteceu a separação entre Deus e o homem. Essa separação tem como consequência os mais variados tipos de problemas presentes na vida de uma pessoa. Deus preparou um antídoto a essa desobediência e separação. Deus preparou um Redentor (aquele que redime), Jesus Cristo. Desde o princípio Jesus Cristo foi anunciado, e no tempo previsto por Deus, Ele veio em forma humana e realizou tudo o que fora predito pelos Profetas. Jesus Cristo é redentor. Redentor é aquele que resgata uma dívida de alguém.

Resgatar uma dívida de alguém é pagar o que a pessoa deve, e livrá-la daquele compromisso. Consta no Antigo Testamento a lei do resgate. Se alguma pessoa contraísse uma dívida, e não tivesse como saudá-la, e perdesse seus bens ou terras, uma pessoa da família deveria fazê-lo.   Era uma lei ou obrigação não permitir que um parente sofresse as consequências de uma dívida. Há o relato acontecido com Noemi no livro de Rute. Noemi partira com o marido Elimeleque e os dois filhos, abandonando suas terras, e foram para um lugar distante. Os anos se passaram e Elimeleque morreu. Anos depois os dois filhos também morreram. Noemi ficara sozinha e desamparada, então, resolvera retornar à sua terra natal, e uma de suas noras, Rute a acompanhara. Noemi voltara sem condições de se manter financeiramente, mas há um parente que se torna o seu resgatador, Boaz. Boaz resgata as terras herança de Elimeleque. Boaz não só resgata as terras como também cumpre outra lei que era suscitar herdeiro ao falecido, daí o casamento de Boaz com Rute, nora de Noemi. O herdeiro do falecido Elimeleque fora Obede, filho de Boaz com Rute, Obede foi avô de Davi.

Jesus Cristo é o Redentor, aquele que resgata qualquer dívida espiritual, por maior que ela seja, isto é, o pecado, Ele resgata o ser humano. Ele já pagou a dívida de todo aquele que n’Ele crê. O resgate é total: Ele cura as enfermidades da alma, endireita os caminhos, oferece alegria e bem-estar ao deprimido…  “Amaste a justiça e odiaste a iniqüidade; por isso, Deus, o teu Deus, te ungiu com o óleo de alegria como a nenhum dos teus companheiros” Hb. 1.9.  Ele unge aos Seus com o “… óleo de alegria, em vez de pranto, vestes de louvor, em vez de espírito angustiado; a fim de que se chamem carvalhos de justiça, plantados pelo Senhor para sua glória” Is. 61.3b.

A dívida que o ser humano tem com Deus é o seu desvio da Palavra de Deus, da ordem de Deus. Deus quer o ser humano seja íntegro, santo como Ele é santo. Cabe ao ser humano buscar cada vez mais a proximidade com Deus, e andar em Seus caminhos. Jesus Cristo oferece gratuitamente o resgate da dívida de cada um para com Deus. Jesus Cristo oferece o passaporte para a vida eterna juntamente com Ele e os demais salvos por Ele. I Pedro 1.16 – “Sede santos, porque eu sou santo”.  Lv. 11.45b – “… portanto, vós sereis santos, porque eu sou santo”. Lv. 19.2 – “… Santos sereis, porque eu, o Senhor, vosso Deus, sou santo”.

“Porque derramarei água sobre o sedento e torrentes, sobre a terra seca; derramarei o meu Espírito, sobre a tua posteridade e a minha bênção, sobre os teus descendentes” Isaías 44.3.

Aquele que sara

Aquele que sara

 

“Ele é quem perdoa todas as tuas iniqüidades; quem sara todas as tuas enfermidades” Sl 103.3. Is. 61.1,2.

Somente Deus pode perdoar pecado, porque Ele é único, Criador de tudo e de todos. Sendo Ele Criador, somente Ele tem a essência de cada ser criado por Ele, assim Ele pode limpar eliminar toda e qualquer impureza que condena a pessoa, mas para isso é necessário que a pessoa se arrependa dos maus atos praticados, e volte-se ao seu Senhor. Somente Deus sara todas as enfermidades, porque somente Ele pode restabelecer a saúde espiritual na vida do ser humano. Sarar quer dizer, ficar livre daquele mal, livre da condenação eterna.

Não há bênção material maior do que a saúde, mas para isso é necessário que a pessoa valorize a saúde espiritual. Se assim o fizer, uma complementa a outra. A pessoa saudável espiritualmente é uma bênção onde quer que vá, além de construir uma sociedade melhor, mais justa, dentro da lei do Senhor. É muito raro uma pessoa que procede assim. O ser humano foi criado para a honra e glória de Deus, para viver feliz, mas o pecado mudou tudo, e acabou dominando. Quando falamos que Deus cura todas as enfermidades, estamos nos referindo à cura da alma, porque no mundo físico há muitas enfermidades, e a pessoa não está imune totalmente, embora Deus possa todas as coisas, ela enfrenta os problemas de saúde normais.

Uma pessoa pode ter muitas enfermidades na alma/espírito. Essas enfermidades são piores do que as físicas, porque vão minando a pessoa por dentro, até o ponto insuportável. Normalmente, a pessoa transmite aquilo que ela é no seu interior, por isso, que a pessoa deve ou tem por obrigação buscar alimento para a alma/espírito. Sendo ela criada por Deus a Sua imagem e semelhança, ela precisa se achegar a Ele para alimentar-se espiritualmente. Deus na Sua infinita misericórdia enviou Seu Filho Jesus Cristo para a alimentação e salvação de todo aquele que reconhecer que sozinho não consegue alimentação para a sua alma/espírito e não consegue também a salvação de sua alma imortal.

Durante a caminhada no deserto o povo de Israel experimentou muitos milagres, um deles é o da saúde e a cura das enfermidades. O Senhor sarou as águas amargas de Mara (Êx. 15.25) e saciou o povo. Aquelas águas amargas que faziam mal à saúde, representavam exatamente a vida comum que uma pessoa tinha. Deus ordenou a Moisés que colocasse uma palmeira que estava ali por perto dentro da água e a água ficou doce, boa para o consumo. Aquela palmeira representa o Senhor Jesus que se a pessoa colocá-lO em sua vida amarga, sem brilho, sem rumo, sem esperança, Ele a tornará doce, brilhante, valiosa, muito boa, e o mais importante válida para a vida eterna.

Atualmente, o povo continua a caminhada pelo deserto espiritual. Deus sara as águas espirituais e sacia o povo através do louvor, da oração, da Sua Palavra, da santificação. A caminhada continua firme e forte rumo ao paraíso celeste. Dificilmente, a pessoa crê em milagres, porque não há tempo nem interesse para observar as maravilhas que o Senhor nosso Deus fez e faz, mas acontecem diariamente na vida das pessoas. Quantas pessoas são curadas através de orações, conversões, leituras bíblicas. As curas não são contadas porque são espirituais, não são visíveis. Da mesma forma são as curas físicas ou mentais (Mt 11.28-30), quando uma pessoa é curada espiritualmente, normalmente, muitas vezes, acontece a cura física. O Senhor Jesus não prometeu um “mar de rosas” àqueles que se convertem a Ele, mas Ele prometeu estar com a pessoa todos os dias de sua vida (Mt 28.20). “Entrega o teu caminho ao Senhor, confia n’Ele e o mais Ele fará” Sl. 37.5.

“… Converta-se ao Senhor (…) e volte-se para o nosso Deus, porque é rico em perdoar” Is. 55.7b.

O Sol da Justiça

O Sol da Justiça

“Mas para vós outros que temeis o meu nome nascerá o sol da justiça, trazendo salvação nas suas asas; saireis e salteareis como bezerros soltos na estrebaria” Ml. 4.2.

Como é agradável ver o nascer do sol! A luz, o brilho, o esplendor são maravilhosos aos nossos olhos, e causa bem-estar ao nosso espírito. O sol é a base da vida. Sem o sol  a terra seria vazia, sem vida. Entre os fatores que se destacam a respeito do sol são: luz, calor, vida. O sol é o principal transmissor natural da vitamina D. Tão importante para o ser humano. Não há como viver sem os benefícios  do sol.  Todos estes atributos são mínimos se comparados com o verdadeiro Sol. O Sol espiritual que é Jesus Cristo. Este Sol realmente nos oferece vida, e vida em abundância, vida eterna (João 10.10b). Somente Jesus pode nos iluminar para chegarmos a vida eterna.

Se o ser humano necessita do sol logo após seu nascimento, devido a necessidade de adquirir a vitamina D, com o seu desenvolvimento ele necessitará do Sol da vida, que é Jesus Cristo. Ele fixará com a Sua luz no coração humano, o conhecimento e a necessidade de seguir o Seu caminho. O ser humano necessita da claridade e da ação do sol para a sua sobrevivência física.  No entanto, porque ele foi feito à imagem e semelhança do seu Criador (Gn. 1.26),  traz consigo, também, a centelha espiritual. Somente o Criador pode iluminar o espírito humano.  A esta iluminação chamamos de Sol espiritual que é Jesus Cristo, o Sol da Justiça divina, o brilho sem igual, eterno. Desde a mais tenra idade aprendemos sobre Deus e a Sua importância em nossas vidas. Por que Jesus é considerado Sol da Justiça? Porque a Sua luz brilha no íntimo do ser humano. Esta luz não permite que a escuridão do pecado entre e permaneça na vida da pessoa. Quem anda na Luz de Cristo tem a Sua direção, a Sua orientação, Seus cuidados e o cumprimento de Suas promessas constantes na Sua Palavra.Tudo que o Senhor Deus revelou aos profetas, Ele cumpriu e cumpre sem modificação nenhuma. Não há mudança ou variação na Palavra de Deus. Ela é sempre atual e eterna.

Num passado muito remoto Deus criou um lugar maravilhoso para os seus eleitos viverem em paz. Com o pecado o ser humano foi sentenciado a viver dos seus esforços, seus trabalhos, depois veio a morte,  mas Deus nunca o abandonou. Deus preparou uma bênção toda especial para todo aquele que quer voltar a viver no paraíso celeste. Esta bênção se chama Jesus Cristo. Ele é o sol da justiça de Deus, é a luz que brilha no escuro da vida. “O Senhor é a minha luz e a minha salvação; a quem temerei? O Senhor é a força da minha vida; de quem me recearei?” Sl. 27.1.

Todas as nossas necessidades são supridas quando nossos olhos estão voltados para o Sol da Justiça. O que nos mantém vivos é a Sua luz, e ao buscá-la em primeiro lugar, o resto nos é acrescentado (Mt 6.33). Porque o que vem depois é sempre ínfimo em relação ao Sol da Justiça. Que sejamos como os girassóis, cujas flores acompanham o movimento do sol, e estão sempre fixas na luz do sol. Assim também devemos ser perante o Sol da Justiça, fixos na Sua glória para sermos transformados à Sua imagem e semelhança. “Nascerá o sol da justiça, e cura trará em suas asas” Ml. 4.2.

“Porque o Senhor Deus é sol e escudo; o Senhor dá graça e glória; nenhum bem sonega aos que andam retamente” Sl 84.11.

Graça e Paz

O céu

O céu

“… Ao vencedor, dar-lhe-ei que se alimente da árvore da vida que se encontra no paraíso de Deus”  Ap. 2.7.

Vinde e vede! O céu é um lindo lugar. Cheio de luzes, de cores lindas, e de tudo que é maravilhoso. O apóstolo João nos relata isso em seu livro Apocalipse. Bem aventurado aquele a quem o Senhor Deus oferece a salvação e a pessoa a aceita de bom grado.  Essa decisão é de um valor incalculável, pois é para a eternidade. A Palavra de Deus chama de paraíso o céu onde Deus habita. Em 2 Co. 12.2-4 (cf Ap 1.10),  encontramos o relato de Paulo a respeito de um homem que fora arrebatado por Deus, e levado ao paraíso, e que ouviu palavras inefáveis. Lucas 23.43, Jesus disse àquele malfeitor que fora crucificado ao lado d’Ele: “Em verdade te digo que hoje estarás comigo no paraíso”. Em Hebreus 12.22 encontramos referências ao monte Sião e à cidade do Deus  vivo, a Jerusalém celestial, e a incontáveis hostes de anjos, e à universal assembléia.

Em Ap. 2.7 lemos: “… Ao vencedor, dar-lhe-ei que se alimente da árvore da vida que se encontra no paraíso de Deus”. É maravilhoso demais estudarmos sobre o paraíso, à cidade do Deus vivo. Mais maravilhoso ainda é saber que o Senhor nosso Deus nos deixou um manual escrito para que o sigamos à risca.

O Senhor Deus criou o ser humano para habitar o seu jardim, e para desfrutar de uma vida tranquila e com todas as regalias que o Senhor tem para os Seus eleitos. Mas, o ser humano não satisfeito com tudo que o Senhor Deus lhe deu, desobedeceu, e tentou ser igual a Deus. A desobediência custou-lhe muito caro. Foi banido das moradas eternas, e enviado a terra para cultivá-la e tirar dela o seu sustento, além de enfrentar os duros e difíceis embates da vida. A desobediência entristeceu profundamente o Criador. Através de um único homem entrou o pecado no mundo, e a punição se estendeu a toda humanidade como herança. Daí a morte física. Contudo, o espírito é eterno, e não perdeu o seu valor. Deus na Sua imensa bondade providenciou um Salvador para todo aquele que n’Ele crê, seja salvo e volte ao lindo jardim preparado por Ele. Isto é, aquele que obedecer a Sua Palavra. Jesus Cristo é o Salvador e Senhor de tudo e de todos quantos creem n’Ele.

Deus é justo, bondoso, amoroso, oferece gratuitamente a salvação a todo ser humano, mas Ele quer uma decisão pessoal e personalizada. Deus não faz acepção de pessoas (At 10.34; Rm 2.11). Em Sua infinita bondade Deus preparou a salvação de todo aquele que de livre e espontânea vontade se converter ao Senhor Jesus Cristo. Quando uma pessoa reconhece que sozinha não consegue chegar até Deus, ela reconhece que necessita do Senhor Jesus para conduzi-la à vida eterna e ao paraíso preparado por Deus desde a fundação do mundo.

A desobediência continua a mesma na atualidade, e o ser humano querendo ser igual a Deus, ou exigindo de Deus a realização de um milagre, ou que Deus supra as necessidades materiais de alguém, e assim por diante. A ênfase atual é a mentira da prosperidade material. A mentira que o inimigo das almas imortais criou para dar aparência de verdade, mas que na realidade não passa de engodo. A prosperidade verdadeira é a espiritual, onde o ser humano pode se desenvolver infinitamente, não há limite. Essa prosperidade é agradável a Deus. Para isso a Palavra de Deus nos orienta corretamente. Onde há prosperidade espiritual, há bênçãos, felicidade, alegria, honestidade, amor ao próximo e a paz de Deus reinando em cada coração.

“Vi novo céu e nova terra, pois o primeiro céu e a primeira terra passaram, e o mar já não existe. Vi também a cidade santa, a nova Jerusalém, que descia do céu, da parte de Deus, ataviada como noiva adornada para o seu esposo. Então, ouvi grande voz vinda do trono, dizendo: Eis o tabernáculo de Deus com os homens. Deus habitará com eles. Eles serão povos de Deus, e Deus mesmo estará com eles” Ap 21.1 a 3.

 

Graça e Paz!

Acalme seus passos

Acalme seus passos

Acalme os seus passos. 1

“Qual de vós, por ansioso que esteja, pode acrescentar um côvado (antiga unidade de medida de comprimento equivalente a três palmos, ou 66 cm.) ao curso de sua vida?” Mt. 6.27.

“E por que andais ansiosos quanto ao vestuário? Considerai como crescem os lírios do campo: eles não trabalham, nem fiam. Eu, contudo, vos afirmo que nem Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles” Mt. 6.28,29.

O tempo passa em uma progressão assustadora. Dificilmente, a pessoa consegue acompanhar o desenrolar dos acontecimentos, e se torna escrava dos compromissos. Deixa de viver a melhor parte da vida, que é aproveitar o que há de melhor e gratificante para uma vida completa, cheia de bons frutos. Não há necessidade de se preocupar demais com o desenrolar da vida, porque ninguém consegue acrescentar nem um só côvado ao curso de sua vida nem mudar a ordem dos acontecimentos.

Acalme os seus passos – pensamentos. Volva-se para o Senhor nosso Deus! Valorize o que realmente tem valor. A mente é o bem mais precioso que o ser humano tem. Porque é a mente que forma opinião, decide sobre o que será feito – bom ou ruim. O ser humano é livre para optar pelo bem ou mal. A opção pelo bem leva a pessoa a um crescimento ou uma estrutura de vida muito boa. Todo o bem só constrói algo diferente e bom  na vida humana. O bem nunca decepciona, pelo contrário, oferece o que há de melhor para a vida da pessoa.

Acalme os seus passos – decisões.  Não há necessidade de um viver: ansioso, preocupado, nervoso, irritado, descontrolado. As decisões devem ser tomadas com calma, tranquilidade, precisas, para que depois de um tempo não venha o arrependimento. Toda decisão impensada ou precipitada traz consequências em seguida. Não há necessidade de tanta tribulação. A receita principal é: volta para a área espiritual. Esta realmente é valiosíssima. Porque toda decisão importante primeiramente deve ser levada à presença do Senhor nosso Deus. Somente Ele orienta a pessoa para que decida corretamente. A decisão orientada por Deus oferece uma estrutura firme, bem construída, que nunca se abala.

Acalme os seus passos – modo de viver. Deus fez o ser humano a sua imagem e semelhança moral/espiritual, portanto, o ser humano precisa estar firmado espiritualmente para ser realmente uma pessoa completa. O Senhor nosso Deus deixou um lugarzinho reservado no coração humano para a Sua particular morada. Ele é o dono de cada vida humana, Ele deve estar sempre no comando de uma direção. Deus nos criou para que vivamos dependentes do Seu grande Amor e Poder. Somos pequeninos, indefesos, necessitamos de Sua constante presença em nossas vidas. Somos ovelhas do Seu pasto. “Quanto a nós, teu povo ovelhas do teu pasto, para sempre te daremos graças; de geração em geração proclamaremos os teus louvores” Sl. 79.13.

Acalme os seus passos – testemunho. Toda ovelha do Senhor nosso Deus é muito importante para Ele. O Senhor dispensa cuidados especiais a cada uma delas. Mas Ele requer que cada uma individualmente corresponda ao Seu Amor e ao Seu Carinho, sendo uma pessoa que seja cabeça em qualquer situação. Isto é: seja sempre aquele que vai à frente, que resolve situações difíceis, que conduz corretamente aquelas ovelhas recém- convertidas, enfim, que oferece apoio espiritual a todos quantos necessitem. O testemunho de uma ovelha de Cristo é muitíssimo importante, fala muito alto a todos que a rodeiam.

Quanto mais a pessoa se aproximar do Senhor nosso Deus, mais ela crescerá espiritualmente. Ela será uma pessoa integral, moderada em tudo, confiável, digna de ser imitada por outras pessoas que ainda não conhecem o Senhor da Glória. A ovelha do Senhor Jesus Cristo vive com as bênçãos do Senhor desde o momento de sua decisão, e tem a certeza de sua salvação para a eternidade. A área mais valiosa para o ser humano é a área espiritual, porque dela depende todo o nosso ser e nosso modo de viver. O Senhor Deus é espírito e importa que Seus adoradores O adorem em Espírito e Verdade (João 4.23). Toda pessoa preocupada com a área espiritual, vive em paz consigo mesma, com Deus, e com todos que a rodeiam. Portanto, acalme os seus passos. Caminhe tranquilamente pelas sendas da vida espiritual, juntamente com o Senhor Jesus Cristo.

“Vós, pois, ó ovelhas minhas, ovelhas do meu pasto; homens sois, mas eu sou o vosso Deus, diz o Senhor Deus.” Ez. 34.31.

Eternamente nova

Eternamente nova

 Eternamente nova

“Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra” 2 Timóteo 3.16,17.

e A Palavra de Deus é atualíssima. Tudo que necessitamos para nossa orientação encontra-se nela.

Somente Deus foi, é e será eterno. Por isso a Sua Palavra não necessita de correção, de mudanças, de revisão. Como para o Senhor nosso Deus não há contagem de tempo, para Ele o tempo é sempre presente. A Palavra do nosso Deus nos dirige e nos orienta na educação, na justiça, na correção. É o maior livro didático que conhecemos. A Palavra de Deus forma um alicerce firme no ser humano, que será perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra. Boa obra é a educação completa para uma pessoa. A pessoa agirá corretamente com seu semelhante, será honesta, amável, amorosa, enfim, será um verdadeiro cidadão valioso para a sociedade, e agradável para Deus.

A Escritura Sagrada é toda inspirada por Deus. Cada página, cada acontecimento, segue rigorosamente a orientação do Senhor Deus para com o ser humano. Deus pensou um plano para a orientação, educação, e salvação do ser humano. Com a desobediência o ser humano perdeu o direito de viver ao lado de Deus no paraíso celeste, e foi enviado a terra para que trabalhasse e conseguisse alimentos com seus próprios esforços. Mas Deus quer que o ser humano se redima e volte a viver ao Seu lado no paraíso celeste. Então, Ele enviou Jesus Cristo para realizar o sacrifício na cruz do calvário. Morreu e ressuscitou ao terceiro dia. Subiu ao céu, e está juntamente a Deus Pai.

Toda pessoa que se preocupa com a salvação de sua alma imortal, necessita aceitar o convite de Jesus Cristo no seu coração/alma/espírito. (Apoc. 3.20). Quando a pessoa recebe o Senhor Jesus em seu coração, ela começa a receber as bênçãos prometidas por Ele, e no futuro a vida eterna no paraíso de Deus. Isto é, a reconciliação do ser humano com o seu Deus. É à volta a casa do Pai. Jesus disse: “Na casa de meu Pai há muitas moradas. Se assim não fora, eu vo-lo teria dito. Pois, vou preparar-vos lugar” João 14.2; “Jesus é o Caminho, e a Verdade, e a Vida; ninguém vem ao Pai senão por mim” João 14.6.

Por mais moderno que o ser humano seja, por mais evoluído que esteja, por mais que ele admire a evolução das coisas, espiritualmente, nada mudou. O ser humano continua com as angústias, com o medo, com as necessidades espirituais de sempre. Somente a Palavra de Deus pode suprir todas as necessidades espirituais do ser humano, e transformá-lo em alguém tranquilo, confiável, amável, seguro de si. O Senhor é a Rocha que transforma todo e qualquer espírito angustiado em um espírito alegre, de bem com a vida, e principalmente, amado do Senhor Jesus. Somente a Palavra de Deus – a Bíblia Sagrada é eternamente nova e válida para todas as pessoas sem distinção, nem discriminação. Deus é Amor – (1 João 4.8b).

“Examinais as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna, e são elas mesmas que testificam de mim” João 5.39.

Bem-vindos de volta!

Bem-vindos de volta!

Bem vindos de volta... 3 xxx“Eis que estou contigo, e te guardarei por onde quer que  fores” Gn. 28.15.

Viajar, passar férias longe de casa é muito bom. Há o bom descanso, conhecer lugares novos, bonitos. Passar dias sem se preocupar com a correria do dia a dia cotidiano. Há um grande descanso para a mente, corpo, enfim, recarregar as energias. Mas, o que mais gostamos é o retorno aos nossos lares. Ali, ficamos mais tranquilos, e recomeçamos os nossos afazeres diários. Estas férias são baseadas na parte material, física, orgânica, e é ótima para o nosso descanso, arejamento da mente. O retorno é sempre mais interessante do que a ida, mais gratificante.

O retorno espiritual ao lar celestial acontece mais ou menos assim também. É uma alegria indizível retornar a casa do Pai. Porque lá é eterno, nunca mais deixaremos aquele maravilhoso lar. Deus fez o ser humano perfeito, para ser feliz e viver tranquilamente no paraíso celeste, juntamente aos animais e a natureza perfeita que o Senhor Deus fez com tanto carinho. Mas o ser humano desobedeceu ao Senhor seu Deus, e sofreu as consequências do seu erro. Deus o expulsou do paraíso celeste para viver do seu trabalho, lutar contra as intempéries da terra e do tempo. O ser humano vivia sem preocupações, sem problemas, tudo lhe fora dado do melhor possível. Pois, fora o Senhor que o fez assim. Com a desobediência perdeu todas as regalias a que estava acostumado.

Deus na Sua infinita misericórdia e sabedoria pensou um plano para a salvação das almas imortais. Desde as primeiras páginas da Palavra de Deus, Ele já comunicou a respeito da vinda de um Salvador para o ser humano. Deus prometera o Messias para realizar o plano da salvação de todo aquele que quer ser salvo e voltar ao paraíso celeste. Os profetas e os escritores bíblicos se referiram à vinda do Messias prometido. No tempo determinado por Deus, nasceu o Messias prometido. Jesus nasceu no lugar previsto pelos profetas, e da maneira como foi escrito a Seu respeito. Jesus cumpriu todo o plano de Deus para a salvação de toda alma que quer retornar ao paraíso celeste. Jesus derramou o Seu sangue na cruz do calvário, morreu e ressuscitou ao terceiro dia, derrotando a morte. O sacrifício de Jesus Cristo foi suficiente para salvar todo aquele que n’Ele crer. Mas Deus mantém o ser humano livre para decidir se quer ser salvo ou não. A decisão é individual e personalizada. Ninguém pode decidir por outra pessoa, para que não haja falha, falsidade, desonestidade. Jesus quer o sim de cada pessoa, individual. Jesus convida todas as pessoas para que O sigam, O aceitem como seu único e suficiente Salvador pessoal.

A partir do momento da decisão afirmativa a pessoa passa a receber as bênçãos prometidas pelo Senhor Jesus, e esta decisão religa a pessoa ao seu Deus. A pessoa passa a ter o direito no porvir, de morar na mansão celestial (João 14.2) juntamente com o Senhor Jesus e os demais salvos por Ele. Tudo voltará ser como no início – paraíso, tranquilidade, amor, vida eterna, presença do Senhor nosso Deus.

“E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as cousas antigas já passaram; eis que se fizeram novas” 2 Co. 5.17.