Browsed by
Tag: Paulo

Terremoto divino

Terremoto divino

Atos 16.19-40

“Por volta da meia-noite, Paulo e Silas oravam e cantavam louvores a Deus, e os demais companheiros de prisão escutavam” At. 16.25.

Paulo e Silas pregavam o Evangelho em muitos lugares. Em um determinado lugar, eles se depararam com uma jovem possessa que tinha um espírito adivinhador. Ela dava muito lucro aos seus senhores. Paulo e Silas repreenderam o espírito imundo, e ela ficou curada, mas quem não gostou da cura foram os seus senhores. Eles levaram o assunto aos pretores (autoridades), e mentiram a respeito de Paulo e Silas. Estes foram maltratados, apanharam muito da multidão e os pretores os lançaram na prisão. Paulo e Silas foram colocados no fundo do cárcere, amarrados com os pés presos no tronco (v.24). Mas, Paulo e Silas cantavam louvores e oravam. Nada podia tirar a alegria que Jesus colocara em seus corações. Por volta da meia-noite “… sobreveio tamanho terremoto, que sacudiu os alicerces da prisão; abriram-se todas as portas, e soltaram-se as cadeias (amarras) de todos” (v. 26).

O carcereiro acordou com o barulho, e viu as portas da prisão abertas. Desesperou-se, querendo matar-se, mas Paulo e Silas chamaram por ele, e disseram que todos estavam ali, ninguém havia fugido. O que mais chama a atenção é que o terremoto aconteceu somente para abrir as cadeias, as portas. Todos estavam ali sãos e salvos. Todos estavam atônitos com o que acontecera.  O mais interessante é que ninguém fora da prisão ouviu ou viu o terremoto. Apenas aconteceu de uma forma fantástica, divina. Todos sabem que um terremoto causa estragos sem medida, muita  gente morre, enfim, um terremoto é sempre um terror. O terremoto mandado por Deus atingiu somente o alvo que Ele pré-determinou. O carcereiro viu aquela maravilha, questionou Paulo e Silas e aceitou o Evangelho de Jesus Cristo, ele e toda a sua casa.

Deus continua enviando terremoto pré-determinado na vida da pessoa que quer se libertar das cadeias do pecado. Somente a pessoa sentirá os efeitos e os resultados dos abalos sísmicos espirituais, uma vez que, acontece no mais profundo interior da alma humana. Feliz é a pessoa que passa por esta experiência maravilhosa, pois ela nunca mais será a mesma. O pós-terremoto espiritual é maravilhoso demais para ser relatado em simples palavras escritas. O número de pessoas presas sem uma alternativa de solução para o seu problema é muito grande. Os apóstolos Paulo e Silas continuam pregando a solução para quem quer ouvir e aceitar a mensagem: “Crê no Senhor Jesus e serás salvo, tu e tua casa” (v.31). A pessoa pode estar amarrada ao tronco do pecado, mas se ela aceitar a mensagem do Evangelho genuíno, ela terá a mesma alegria e confiança que Paulo e Silas tinham. O Senhor Jesus faz maravilhas na vida de uma pessoa.

O Senhor Deus disse: “Ainda antes que houvesse dia, eu era; e nenhum há que possa livrar alguém das minhas mãos; agindo eu, quem o impedirá?” Isaías 43.13.

Graça e Paz!

As bênçãos de Deus em Cristo, autor da nossa redenção

As bênçãos de Deus em Cristo, autor da nossa redenção

As bênçãos de Deus em Cristo 2Ef. 1.3-14

A epístola que o apóstolo Paulo escreveu aos Efésios relata o grande amor de Deus para com os fiéis em Jesus Cristo. Paulo nos diz que o Senhor tem nos abençoado com toda sorte de bênção espiritual, nas regiões celestiais em Cristo. Paulo nos diz também que Jesus nos escolheu antes da fundação do mundo “… assim como nos escolheu, nele, antes da fundação do mundo, para sermos santos e irrepreensíveis perante Ele; e em amor nos predestinou para Ele, para a adoção de filhos, por meio de Jesus Cristo, segundo o beneplácito de Sua vontade,…” vs 4,5.

O Senhor escolheu cada pessoa antes da fundação do mundo. Na Sua infinita sabedoria, onisciência, onipotência, onipresença, Ele separou aqueles a quem Ele quis para o Seu reino. A oportunidade dada a cada ser humano é individual e intransferível. Basta à pessoa querer ser salva do poder das trevas, do maligno que ronda cada pessoa em particular. O mundo é incrédulo, pecaminoso, produz pecados atrativos aos montes, e é muito convidativo. Todos os seres humanos vivem no mundo enfrentando todas as dificuldades que existem naturalmente, mas pode-se evitar participar dos pecados da maioria. Todo ser humano tem uma mente capaz de raciocinar sobre o que está certo e o que está errado. Toda pessoa sabe que Deus existe e que Ele é extremamente bom para com todos. Basta à pessoa se achegar a Ele, e querer que a sua vida seja dirigida, guardada por Ele.

Como é bom viver em segurança divina! Não há necessidade de ter medo, insegurança, desconfiança, síndrome do pânico ou qualquer outra preocupação. Quando vamos a algum lugar, ou sair de casa, ou fazer compras, ou ir ao trabalho, ou visitar alguém devemos sempre pensar que o Senhor Jesus está conosco. Nada temeremos, porque acima d’Ele não há nada maior.

Todo seguidor do Senhor Jesus procura ter uma vida pautada pela Palavra de Deus. É obrigação de o discípulo dar testemunho de sua fé, de sua conversão, da graça e das bênçãos recebidas do Senhor Deus, uma vez que ele foi escolhido antes da fundação do mundo. Temos obrigação e a incumbência de sermos os embaixadores do Senhor Deus, para representar o nosso país celestial. Portanto, devemos estar conscientes dessa responsabilidade e convidarmos o maior número possível de pessoas para fazer parte desse Reino que é  do Senhor Jesus Cristo. “… nos predestinou para ele, para a adoção de filhos, por meio de Jesus Cristo, segundo o beneplácito de sua vontade” Ef. 1.5.

“Examinai as Escrituras, porque julgais ter nelas a vida eterna, e são elas mesmas que testificam de mim”. João 5.39.

Graça e Paz!

Paulo

Paulo

PauloSaulo era o nome de um perseguidor dos cristãos. Era versado em toda lei judaica, era uma pessoa culta, mas com muito ódio dos cristãos. Ele recebia cartas dos sumos sacerdotes para prender, matar, acabar com os cristãos. Entrava nas reuniões cristãs, espalhava todos, batia, prendia, maltratava velhos, mulheres, crianças. Um dia aconteceu a morte de Estevão. Estevão era um consagrado servo do Senhor Jesus,  cheio do Espírito Santo.  Saulo segurava a sua capa enquanto os outros o apedrejavam. Enquanto o apedrejavam, Estevão pedia a Deus para que não lhes imputasse aquele pecado, porque eles não sabiam o que estavam fazendo. Estevão dizia que via os anjos de Deus subindo e descendo numa escada que chegava ao céu. Estevão morreu com semblante tranquilo, porque viu a glória celeste. Este acontecimento marcou bastante a vida de Saulo de Tarso.

Passado algum tempo, Saulo recebeu carta do sumo sacerdote para ir  a cidade Damasco acabar com uma reunião de cristãos, mas no caminho ele ouve uma forte voz que disse: “Saulo, Saulo porque me persegues?”At 9.4. Imediatamente ele responde: “Quem és tu Senhor?” At 9.5. Aí ele ficou com medo. E a voz respondeu: “Eu sou Jesus, a quem tu persegues” At 9.5. Impressionante, é que os demais que estavam com ele não entenderam  nada, apenas ouviram a voz e ficaram emudecidos.

Saulo ficou cego ao ver a luz que brilhou ao seu redor (Atos 9.8) Ele ficou com algo como umas escamas nos olhos, o que o impedia de ver. Orientado pelo Senhor,  foi levado a Damasco, onde morava um discípulo do Senhor chamado Ananias. E o Senhor orientou  Ananias como deveria proceder para com Saulo.    Ananias teve medo, pois muito ouvira falar a respeito de Saulo, mas o Senhor lhe disse: “Este é para mim um instrumento escolhido para levar o meu nome perante os filhos os gentios e reis, bem como perante os filhos de Israel” At 9.15.

 Ananias obedeceu ao Senhor e foi ter com Saulo. Impôs-lhe as mãos e orou com ele para que a sua visão voltasse ao normal. Em seguida, foi batizado. Ananias disse-lhe:“…Saulo, irmão,  o Senhor me enviou, a saber, o próprio Jesus,, que te apareceu no caminho por onde vinhas, para que recuperes a vista e fiques cheio do Espírito Santo” At 9.17.

O nome de Saulo foi mudado pelo Senhor, que o chamou de Paulo, cujo significado é “pequeno”, por ser ele de baixa estatura. A partir do momento que Ananias orou com ele, e impôs-lhe as mãos, as escamas foram caindo e voltando-lhe a visão At 9.12. Aí nascia o novo homem. O homem espiritual, voltado para o Senhor Jesus. Paulo passou a ser pregador da Palavra de Deus e um grande apóstolo do Senhor.

De perseguidor dos cristãos, passou a ser perseguido por causa da Palavra de Deus. Os que outrora lhe davam cartas para perseguirem os cristãos, agora o perseguiam por toda parte. Assim são as pessoas que não tem compromisso nenhum com Deus, enquanto a atitude de uma pessoa lhes interessa e vai de encontro com seus objetivos, tudo está bem. Se essa atitude contrariar as suas ordens, tudo vira no avesso, como aconteceu com Paulo. Antes, bem quisto, considerado por todos, depois perseguido até a morte. O seu ministério foi profícuo, ganhou um inúmero incontável de almas para o Senhor Jesus. Paulo deixou inúmeras cartas para o Novo Testamento. Paulo foi décimo segundo apóstolo (considerado o apóstolo dos gentios) para que levasse o Evangelho também aos gentios.

Graça e paz!.