Browsed by
Tag: pregação

Terremoto divino

Terremoto divino

Atos 16.19-40

“Por volta da meia-noite, Paulo e Silas oravam e cantavam louvores a Deus, e os demais companheiros de prisão escutavam” At. 16.25.

Paulo e Silas pregavam o Evangelho em muitos lugares. Em um determinado lugar, eles se depararam com uma jovem possessa que tinha um espírito adivinhador. Ela dava muito lucro aos seus senhores. Paulo e Silas repreenderam o espírito imundo, e ela ficou curada, mas quem não gostou da cura foram os seus senhores. Eles levaram o assunto aos pretores (autoridades), e mentiram a respeito de Paulo e Silas. Estes foram maltratados, apanharam muito da multidão e os pretores os lançaram na prisão. Paulo e Silas foram colocados no fundo do cárcere, amarrados com os pés presos no tronco (v.24). Mas, Paulo e Silas cantavam louvores e oravam. Nada podia tirar a alegria que Jesus colocara em seus corações. Por volta da meia-noite “… sobreveio tamanho terremoto, que sacudiu os alicerces da prisão; abriram-se todas as portas, e soltaram-se as cadeias (amarras) de todos” (v. 26).

O carcereiro acordou com o barulho, e viu as portas da prisão abertas. Desesperou-se, querendo matar-se, mas Paulo e Silas chamaram por ele, e disseram que todos estavam ali, ninguém havia fugido. O que mais chama a atenção é que o terremoto aconteceu somente para abrir as cadeias, as portas. Todos estavam ali sãos e salvos. Todos estavam atônitos com o que acontecera.  O mais interessante é que ninguém fora da prisão ouviu ou viu o terremoto. Apenas aconteceu de uma forma fantástica, divina. Todos sabem que um terremoto causa estragos sem medida, muita  gente morre, enfim, um terremoto é sempre um terror. O terremoto mandado por Deus atingiu somente o alvo que Ele pré-determinou. O carcereiro viu aquela maravilha, questionou Paulo e Silas e aceitou o Evangelho de Jesus Cristo, ele e toda a sua casa.

Deus continua enviando terremoto pré-determinado na vida da pessoa que quer se libertar das cadeias do pecado. Somente a pessoa sentirá os efeitos e os resultados dos abalos sísmicos espirituais, uma vez que, acontece no mais profundo interior da alma humana. Feliz é a pessoa que passa por esta experiência maravilhosa, pois ela nunca mais será a mesma. O pós-terremoto espiritual é maravilhoso demais para ser relatado em simples palavras escritas. O número de pessoas presas sem uma alternativa de solução para o seu problema é muito grande. Os apóstolos Paulo e Silas continuam pregando a solução para quem quer ouvir e aceitar a mensagem: “Crê no Senhor Jesus e serás salvo, tu e tua casa” (v.31). A pessoa pode estar amarrada ao tronco do pecado, mas se ela aceitar a mensagem do Evangelho genuíno, ela terá a mesma alegria e confiança que Paulo e Silas tinham. O Senhor Jesus faz maravilhas na vida de uma pessoa.

O Senhor Deus disse: “Ainda antes que houvesse dia, eu era; e nenhum há que possa livrar alguém das minhas mãos; agindo eu, quem o impedirá?” Isaías 43.13.

Graça e Paz!

A explicação da incredulidade dos judeus

A explicação da incredulidade dos judeus

A explicação da incredulidade dos judeusJoão 12,37-50

Jesus caminhava pelas cidades circunvizinhas de Jerusalém fazendo grandes sinais, pregando a Palavra de Deus, mas os judeus não creram, apenas criticavam-no. Mas tudo isso acontecia para que se cumprisse o que o profeta Isaías disse: “… senhor, quem creu em nossa pregação? E a quem foi revelado o braço do Senhor?” Is. 53.1. Por isso, não podiam crer, porque Isaías disse ainda: “Cegou-lhes os olhos e endureceu-lhes o coração, para que não vejam com os olhos, nem entendam com o coração, e se convertam, e sejam por mim curados” v. 40;  Is. 6.10.

“Contudo, muitos dentre as próprias autoridades creram n’Ele, mas, por causa dos fariseus, não O confessavam, para não serem expulsos da sinagoga; porque amaram mais a glória dos homens do que a glória de Deus.” v. 42, 43. Muitos judeus e muitos fariseus creram em Jesus, mas não quiseram confessá-lo por medo de perseguição, de expulsão da sinagoga (lugar de reunião). A glória dos homens é bem atraente, oferece muito mais grandeza, enfim, o mundo tem ótimos tesouros para aqueles que gostam e se adaptam a ele. Mas tudo que é do mundo é passageiro e enganoso, o fim de tudo é tristeza, resultado do pecado, tudo termina mal.

O resumo do ensino de Jesus é maravilhoso, porque uma pessoa recebe uma pequenina semente (Palavra de Deus), ela nasce, cresce, se fortalece e dá muito fruto. É um crescer constante, à medida que o tempo passa há um enriquecimento espiritual acumulativo. Tudo que recebemos de espiritual é riqueza depositada e segura no céu.  “Não acumuleis para vós outros tesouros sobre a terra, onde a traça e a ferrugem correm e onde ladrões escavam e roubam; mas ajuntai para vós outros tesouros no céu, onde traça nem ferrugem corrói, e onde ladrões não escavam, nem roubam”  Mt. 6.19,20.

Atualmente acontece a mesma questão em relação a Jesus. Muitos querem crer n’Ele, mas os cuidados do mundo incrédulo, não lhes permitem tomar uma preciosa decisão. Decisão essa que traz bem-estar, alegria, segurança, amor, mas sempre aparece aquele que arranca a sementinha (Palavra de Deus) e semeia dúvidas, discórdias, críticas, fofocas, e a pessoa fica pior do que antes. Muitas vezes tomada pela depressão, desânimo, indolência, que é a falta de vontade de viver.

Há pessoas à beira do abismo espiritual, mas que não querem ouvir sobre a preciosa Palavra de Deus. Quando a pessoa ouve de bom grado, e se interessa pela Palavra de Deus, pela oração, pela meditação, quase sempre ela se torna uma nova criatura. Ela se sente muito bem, porque a Palavra de Deus não volta vazia, antes faz o que apraz a Deus. “… assim será a palavra que sair da minha boca: não voltará vazia, mas fará o que me apraz e prosperará naquilo para que a designei” Isaías 55.11.

“Quão formosos são sobre os montes os pés do que anuncia as boas-novas, que faz ouvir a paz, que anuncia cousas boas, que faz ouvir a salvação, que diz a Sião: O teu Deus reina!” Isaías  52.7.

Graça e Paz!

Onde você passará a Eternidade?

Onde você passará a Eternidade?

Eternidade 2Um dos problemas mais difíceis de ser resolvido é quando a pessoa começa a se questionar a respeito do futuro espiritual. As questões aparecem como: para onde  vou quando morrer? O que será do meu futuro remoto? Muitas vezes, encontramos pessoas com depressão (espiritual) porque não conseguem respostas a essas perguntas sutis. Há também a depressão orgânica, esta necessita de tratamento médico

Para responder essas questões pesquisamos e encontramos soluções na Palavra de Deus, como o verso 16 de João 3 – “Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna”.  O Senhor Deus promete que todo aquele que crê no Senhor Jesus tem a vida eterna. Em João 1.12, Deus disse: “Mas, a todos quantos O (Jesus) receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que creem no seu nome”.

A Palavra de Deus nos ensina o caminho, nos oferece de graça a salvação em Cristo Jesus, para que ninguém alegue que não tem como comprá-la. Porque Deus é Espírito e quer que nos acheguemos a Ele e O glorifiquemos através de decisões e atos espirituais. O que é material compra-se com coisas materiais.  São dois extremos: espirituais – somente atos espirituais e materiais somente coisas materiais.

Jesus respeita a vontade da pessoa, não entra na vida de uma pessoa se ela não O convidar. Apoc. 3.20 “Eis que estou à porta e bato, se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele e ele comigo”. O Senhor diz: “… se alguém ouvir a minha voz…”. Muitas pessoas estão envolvidas demais com as coisas do mundo, valorizando demais o que o mundo tem a oferecer, e não tem tempo para pensar na vida espiritual. Isso fica para depois. Mas o tempo passa, a memória é algo que não perdoa, é como um computador que grava tudo, palavra por palavra, ações por ações. E a parte espiritual fica defeituosa, geralmente, a pessoa deixa para quando ficar velha. O clamor vem antes da velhice e o coração acusa a falha. Todo coração humano tem um lugar reservado para o Eterno Deus. Se este lugar for preenchido com a presença de Jesus, tudo fica bem, porque a pessoa que tem a Jesus, ela tem tranquilidade, paz, amor, segurança (não se preocupa se amanhã ela partir desta vida, porque sabe que estará com Cristo no paraíso celeste); oportunidade de orar intercedendo pelas outras pessoas; alegrar-se sempre no Senhor. Ela tem todos os motivos para dar graças ao Senhor nosso Deus.

“…se alguém ouvir a minha voz…”  Cada pessoa que o Senhor chamar deve dar graças, glorificar o nome do Senhor. Porque a salvação é de graça, não custa nada. Jesus já pagou a minha dívida e a de todos que n’Ele crer. Todos os salvos devem conscientizar-se da responsabilidade que tem perante o Eterno Deus para dar: testemunho das bênçãos que receberam a cada momento de suas vidas; levar a Palavra de Deus aos que ainda não a conhecem e precisam para serem salvos também; orar para reabilitar doentes; interceder sempre que necessário para que pessoas ganhem bênçãos também e que sejam salvas.

“… abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele comigo”. Abrir a porta do coração, e deixar Jesus entrar e fazer nele morada. Porque onde há Jesus, há paz, amor, segurança, honestidade, fidelidade. Entrarei em sua casa, que bênção Jesus entrar em nossa casa espiritual (coração/alma/espírito), cearei com ele – quem nós queremos que ceie conosco a não ser uma pessoa muito próxima e muito querida nossa, nós nos alegramos quando vamos cear com alguém. Então Jesus se propõe cear conosco e nós com ele. Que maravilha poder cear com o Mestre querido – Jesus Cristo. Maravilha também é poder ser feito filho de Deus (João 1.12) e no porvir morar nas mansões celestiais juntamente com Jesus Cristo. João 14.2. Receba a bênção do Senhor Jesus Cristo e a certeza da salvação eterna.

Graça e Paz!