O Senhor da Vinha

“Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todas as tuas forças e de todo o teu entendimento; e amarás o teu próximo como a ti mesmo” Lc. 10.27. “… faze isto e viverás” Lc. 10.28b.

Jesus caminhava no meio da multidão, e fazia muitos milagres: enfermos eram curados, a Palavra de Deus era transmitida. Jesus ensinava através de parábolas, para que o povo entendesse melhor e gravasse a mensagem na mente. Um intérprete da lei, que estava entre as pessoas, quis colocar Jesus em dúvida, questionando-o sobre o reino de Deus. Sua pergunta foi inoportuna, porque Jesus falava justamente a respeito do Seu Reino. O intérprete queria se justificar e ganhar elogios de Jesus, mas aconteceu justamente o contrário. Jesus lhe fez uma outra pergunta: o que estava escrito na lei, e como ele a interpretava. O intérprete respondeu prontamente: “Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todas as tuas forças e de todo o teu entendimento; e amarás o teu próximo como a ti mesmo” Lc. 10.27, “então, Jesus lhe disse: faze isto e viverás” Lc. 10.28. Este é o manual do sucesso espiritual do ser humano. A responsabilidade é personalizada, cada um assume a sua obrigação. Aqui Jesus evidenciou toda responsabilidade do ser humano. Deus criou o ser humano para honrá-Lo e glorifica-Lo. Saber a lei de Deus e colocá-la em prática é obrigação de todos. Mas houve insistência da parte do intérprete que ainda O questionou, quem era o seu próximo.

Jesus fez uma clara distinção entre o lado espiritual que é amar a Deus de todo coração: “Amarás o Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, de toda a tua alma, de todas as tuas forças e de todo o teu entendimento; e amarás o teu próximo como a ti mesmo” Lc. 10.27, e o físico ou material. Quando Jesus pergunta sobre a lei, Ele quer que a pessoa conheça qual é a sua obrigação para com Deus. As boas ações são sequências ou consequências. Jesus é a personificação da lei que os profetas escreveram e viveram. A lei é espiritual, e é impressa na mente do ser humano (Hb 8.10b; Jr. 31.33b).  Jesus é o cumprimento e a realidade da lei escrita pelos profetas. O intérprete da lei ou doutor da lei, era uma pessoa erudita, ao qual pertencia o estudo profissional da lei de Moisés. Ele tinha a incumbência de ensinar e orientar as pessoas. Na época poucas pessoas tinham conhecimento da leitura, e não possuíam fácil acesso aos pergaminhos escritos pelos profetas. Como intérprete da lei deveria conhecer bem o assunto. Toda a lei está resumida em poucas linhas.” (Lc. 10.27). O pecado desvia a pessoa do caminho correto, e a leva a perdição eterna. A pessoa se desvia do Caminho que é Jesus, e invariavelmente cai no abismo.

Jesus encontrou muitos inimigos (Mt 23.13-15), os quais perduram até o presente. Muitos querem eliminar Jesus da vida das pessoas, mas isto é impossível, porque Jesus é o Senhor dos Senhores, e todo joelho se dobrará perante Ele “… diante de mim se dobrará todo joelho, e toda língua dará louvores a Deus”      (Rm 14.11). Jesus Cristo não quis dar uma mensagem particular a uma pessoa, mas a todos quantos o cercavam e o ouviam. O intérprete da lei não reconheceu o Messias enviado de Deus, mas a mulher samaritana sim. Ela não era intérprete nem doutora da lei (“… Será este, porventura, o Cristo?!”) (Jo 4.29b).  A ênfase que Jesus dá ao diálogo é que o mundo espiritual é essencial para o espírito humano, porque rege toda uma vida para o sucesso ou o fracasso espiritual. Deus precisa estar no controle de todo ser humano.

A parábola de Jesus nos mostra o quanto o intérprete estava distante da real interpretação da lei de Moisés. Todos ficaram mirando o homem que caiu nas mãos dos salteadores e ficara gravemente ferido, não olhando para todos que estavam ali tão gravemente feridos espiritualmente pelo pecado, quanto aquele homem. Todos com necessidades de cura tanto quanto aquele homem, ou mais, porque o desvio espiritual é mais difícil de ser curado. O físico alguns dias a pessoa fica boa novamente. Jesus é antídoto contra o pecado. Ele cura, restabelece, dá vitória, salva para a eternidade. Jesus nos ama sem exceção.

 

Graça e Paz!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *