judeus

Parábola do rico e o mendigo

Parábola do rico e o mendigo

Lc. 16.19-31 Há muita divergência quanto à interpretação desta parábola. Jesus Cristo ensinava através de parábolas para que o povo entendesse melhor a Sua mensagem de vida eterna. Nesta parábola notamos as duras críticas que Jesus fez as pessoas que tinham aparência de santos, mas na realidade não os eram. Havia um grupo de pessoas que formava uma sociedade a parte. Eram pessoas preparadas para ensinar as Escrituras ao povo de maneira geral, mas que não zelavam pelos seus postos de trabalho. Eram eles: Os Leia mais

A missão do Consolador

A missão do Consolador

João 16.1-24. “Quando Ele (Consolador) vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo: do pecado, porque não creem em mim; da justiça, porque vou para o Pai, e não me vereis mais; do juízo, porque o príncipe deste mundo já está julgado” vs. 8-11. Jesus discorria para os seus discípulos sobre tudo o que estava para acontecer, a respeito do Seu sacrifício na cruz do calvário, Sua morte e Sua ressurreição. Após estes acontecimentos Ele retornaria para junto do Pai. Disse ainda Leia mais

A explicação da incredulidade dos judeus

A explicação da incredulidade dos judeus

João 12,37-50 Jesus caminhava pelas cidades circunvizinhas de Jerusalém fazendo grandes sinais, pregando a Palavra de Deus, mas os judeus não creram, apenas criticavam-no. Mas tudo isso acontecia para que se cumprisse o que o profeta Isaías disse: “… senhor, quem creu em nossa pregação? E a quem foi revelado o braço do Senhor?” Is. 53.1. Por isso, não podiam crer, porque Isaías disse ainda: “Cegou-lhes os olhos e endureceu-lhes o coração, para que não vejam com os olhos, nem entendam com o coração, e Leia mais

Jesus ungido por Maria em Betânia

Jesus ungido por Maria em Betânia

João 12.1-11 “Seis dias antes da Páscoa, foi Jesus a Betânia, onde estava Lázaro, a quem Ele ressuscitara dentre os mortos” v. 1. Jesus foi convidado para uma ceia na casa de Lázaro, Marta e Maria.  Marta servia a todos com muita alegria. Lázaro (a quem Jesus ressuscitara dos mortos) era um dos que estavam à mesa. Enquanto ocorria a reunião e os convivas conversavam, trocavam idéias, aconteceu que: “… Maria, tomando uma libra de bálsamo de nardo puro, mui precioso, ungiu os pés de Leia mais

O plano para tirar a vida a Jesus

O plano para tirar a vida a Jesus

João 11.47-57 Quando os principais sacerdotes e os fariseus ficaram alarmados com os grandes sinais que Jesus fazia, convocaram o Sinédrio (nome dado ao mais alto tribunal dos judeus, que se reunia em Jerusalém; ou suprema corte judaica – Mt.  26.59) para avaliarem os grandes sinais (milagres) de Jesus. Os judeus estavam preocupados porque aqueles sinais somente Deus poderia fazê-los. A inveja e a preocupação deles era tão grande que se manifestara procurando tirar Jesus do meio da multidão, ou seja, afastá-lo de uma vez Leia mais