Browsed by
Tag: vida

O Sol da Justiça

O Sol da Justiça

“Mas para vós outros que temeis o meu nome nascerá o sol da justiça, trazendo salvação nas suas asas; saireis e salteareis como bezerros soltos na estrebaria” Ml. 4.2.

Como é agradável ver o nascer do sol! A luz, o brilho, o esplendor são maravilhosos aos nossos olhos, e causa bem-estar ao nosso espírito. O sol é a base da vida. Sem o sol  a terra seria vazia, sem vida. Entre os fatores que se destacam a respeito do sol são: luz, calor, vida. O sol é o principal transmissor natural da vitamina D. Tão importante para o ser humano. Não há como viver sem os benefícios  do sol.  Todos estes atributos são mínimos se comparados com o verdadeiro Sol. O Sol espiritual que é Jesus Cristo. Este Sol realmente nos oferece vida, e vida em abundância, vida eterna (João 10.10b). Somente Jesus pode nos iluminar para chegarmos a vida eterna.

Se o ser humano necessita do sol logo após seu nascimento, devido a necessidade de adquirir a vitamina D, com o seu desenvolvimento ele necessitará do Sol da vida, que é Jesus Cristo. Ele fixará com a Sua luz no coração humano, o conhecimento e a necessidade de seguir o Seu caminho. O ser humano necessita da claridade e da ação do sol para a sua sobrevivência física.  No entanto, porque ele foi feito à imagem e semelhança do seu Criador (Gn. 1.26),  traz consigo, também, a centelha espiritual. Somente o Criador pode iluminar o espírito humano.  A esta iluminação chamamos de Sol espiritual que é Jesus Cristo, o Sol da Justiça divina, o brilho sem igual, eterno. Desde a mais tenra idade aprendemos sobre Deus e a Sua importância em nossas vidas. Por que Jesus é considerado Sol da Justiça? Porque a Sua luz brilha no íntimo do ser humano. Esta luz não permite que a escuridão do pecado entre e permaneça na vida da pessoa. Quem anda na Luz de Cristo tem a Sua direção, a Sua orientação, Seus cuidados e o cumprimento de Suas promessas constantes na Sua Palavra.Tudo que o Senhor Deus revelou aos profetas, Ele cumpriu e cumpre sem modificação nenhuma. Não há mudança ou variação na Palavra de Deus. Ela é sempre atual e eterna.

Num passado muito remoto Deus criou um lugar maravilhoso para os seus eleitos viverem em paz. Com o pecado o ser humano foi sentenciado a viver dos seus esforços, seus trabalhos, depois veio a morte,  mas Deus nunca o abandonou. Deus preparou uma bênção toda especial para todo aquele que quer voltar a viver no paraíso celeste. Esta bênção se chama Jesus Cristo. Ele é o sol da justiça de Deus, é a luz que brilha no escuro da vida. “O Senhor é a minha luz e a minha salvação; a quem temerei? O Senhor é a força da minha vida; de quem me recearei?” Sl. 27.1.

Todas as nossas necessidades são supridas quando nossos olhos estão voltados para o Sol da Justiça. O que nos mantém vivos é a Sua luz, e ao buscá-la em primeiro lugar, o resto nos é acrescentado (Mt 6.33). Porque o que vem depois é sempre ínfimo em relação ao Sol da Justiça. Que sejamos como os girassóis, cujas flores acompanham o movimento do sol, e estão sempre fixas na luz do sol. Assim também devemos ser perante o Sol da Justiça, fixos na Sua glória para sermos transformados à Sua imagem e semelhança. “Nascerá o sol da justiça, e cura trará em suas asas” Ml. 4.2.

“Porque o Senhor Deus é sol e escudo; o Senhor dá graça e glória; nenhum bem sonega aos que andam retamente” Sl 84.11.

Graça e Paz

Pão da vida

Pão da vida

Jesus disse: “Eu sou o pão da vida” João 6.48.

Jesus caminhava com seus discípulos, e ensinava a Palavra de Deus. Multidão O cercava para ouvi-lO. Para aquelas pessoas era algo totalmente novo, desconhecido. Jesus disse que era o pão da vida. Em dado momento os discípulos perceberam que era hora de alimentação, mas era humanamente impossível conseguir pão àquela hora, nem em quantidade suficiente para todos os presentes. Daí recorreram a Jesus.

No Evangelho de João 6.1-15, encontramos o grande milagre de Jesus, que é o da multiplicação dos pães e dos peixes. Jesus usou a figura do pão porque era o alimento básico de todo ser humano da época. O pão ainda é o alimento principal na mesa de todas as pessoas. A palavra pão tomou um significado mais abrangente, isto é, pão engloba tudo que significa alimentação e manutenção de uma vida saudável.

Por ser um alimento indispensável, Jesus o usou como figura de linguagem para expressar a mensagem que Ele passaria aos seus seguidores. Quando Ele diz ser o pão da vida, Ele quer dizer que Ele é o principal alimento espiritual necessário para uma vida feliz, cheia de sucessos, de alegria. O peixe na época era também um alimento indispensável à mesa das pessoas. Por isso havia muitos pescadores na região. Há referência na Palavra de Deus, que desde o Egito o ser humano consumia muito peixe como alimento básico no dia a dia (Nm 11.5). O Senhor Jesus usou também a figura do pescador para expressar o valor do pregador da Palavra de Deus. Daí o símbolo o peixe para indicar o cristão ou o cristianismo.

Jesus é o pão da vida, alimento certo para toda alma imortal. Esse pão traz vida e vida em abundância. Naquele momento da multiplicação dos pães, Jesus demonstrou o quão grande é o seu poder, e que o pão que Ele dá é o suficiente para satisfazer todo ser humano da face da terra, e ainda sobra muito pão. Pensemos naquele povo ali assentado, num lugar tranqüilo e sendo alimentado pelo Senhor Jesus.

Eram tantas pessoas, mesmo que os discípulos quisessem comprar pães para todos, seria impossível. Daí a maravilha da graça de Deus. Todos comeram e se fartaram com a abundância de pães e peixes. Notamos o número de presentes ali no momento, cinco mil homens mais ou menos, homens de dezoito a sessenta anos, sendo que as mulheres, as crianças e os homens acima de sessenta anos não eram contados; então temos uma idéia de um número elevado de pessoas ali presentes.

O mais importante é que o pão da vida continua sendo distribuído a todo aquele que ouve a Palavra de Deus. Cada pessoa recebe o seu pedaço de pão para se alimentar espiritualmente. Cabe a cada um aproveitar o máximo esse pão que Jesus oferece gratuitamente para o seu alimento espiritual. A multidão estava lá, sentada na relva verde, esperando o seu pedaço de pão e peixe. O que cada um fez do seu pão e do seu peixe somente Deus sabe. Aquela multidão representava cada pessoa que ouviu e ouve a Palavra de Deus, e recebe o alimento espiritual, até o dia de hoje e o será eternamente.

A Palavra de Deus é o pão que cada um recebe, é também uma sementinha minúscula que, plantada no coração da pessoa, brota, cresce, dá flores, frutos, e permanece para sempre. Jesus mostrou claramente como é o Seu Reino. Lá há alimento espiritual para todos quantos O receberam e recebem em seus corações. Ainda há muito alimento a espera de quem quiser recebê-lo, ainda há doze cestos de pães e peixes. A Palavra de Deus se multiplica rapidamente e faz um bem enorme ao coração de todo aquele que n’Ele crê.

Sinta a presença de Jesus, e espere pelo alimento que Jesus Cristo vai servir. Alimente-se bem com a Palavra de Deus. Firme seus passos. Viva feliz com paz e harmonia na alma. Esse alimento é o que há de melhor a ser servido. Disse Jesus: “Fazei o povo assentar-se; pois havia naquele lugar muita relva. Assentaram-se, pois, os homens em número de quase cinco mil” João 6.10. Além das mulheres, crianças e homens com mais de sessenta anos.

“Jesus disse: Eu sou o pão da vida; o que vem a mim jamais terá fome; e o que crê em mim jamais terá sede” João 6.35.

Graça e Paz!

Nada e tudo

Nada e tudo

 

“Como saiu do ventre de sua mãe, assim nu voltará, indo-se como veio; e do seu trabalho nada poderá levar consigo” Ec. 5.15.

É uma ilusão que acompanha o ser humano no decorrer da vida, a de ser superior aos outros, ter maior valor, ser mais poderoso, mais, mais e mais. Mas a realidade é outra. A pessoa nasce sem possuir nada, sem condições nenhuma de sobrevivência sozinha, contudo, ela não leva em consideração tudo isso. Depois de adultos querem tudo. Mas tudo material. O espiritual fica em último plano ou para muitos nada existe. Nada satisfaz o egoísmo humano. Direciona todos os seus esforços para obtenção de mais ganhos, de ser grande na sociedade em que vive e participa. Quando atinge o auge dos seus planos, ele ainda nota que falta muita coisa para atingir o ápice de sua vida. Esse ápice é inatingível.

O que falta na vida do ser humano é a vontade de buscar a Deus em Espírito e Verdade. Se desde a mais tenra idade, ele tivesse os ensinamentos da Palavra de Deus, tudo seria diferente. Cresceria amando o seu Criador, e cresceria no Seu conhecimento. A Palavra de Deus é o manual de Deus para orientar a pessoa no caminho certo que deve seguir todos os dias de sua vida. Nela a pessoa encontra resposta para todas as dúvidas que geralmente a pessoa tem. Desde a pergunta de onde eu vim até a para onde vou? Todo trajeto está delineado na Palavra de Deus. Além das respostas às dúvidas difíceis até a segurança no caminhar do dia a dia. O valor da cultura espiritual é indescritível e inestimável. A paz e o bem estar que a pessoa desfruta são muito grandes, muito prazerosos.

Há uma diferença enorme, ou seja, são dois extremos. A cultura material que se aprende desde o dia do nascimento, transmitida pelos pais, irmãos, família, escola, vivência diária, é muito falha, incompleta, mutilada. Por mais culta que uma pessoa seja, ela tem essa falha. Já a cultura espiritual oferece à pessoa oportunidade de crescimento espiritual, amor, bondade, compreensão, honestidade, estabilidade, fidelidade… Essa cultura aumenta consideravelmente à medida que a pessoa se aproxima mais de Deus. Deus é todo Sabedoria. Muitas vezes, pessoa com pouquíssima cultura material ou semi-analfabeta, possui uma cultura espiritual invejável.

Em 2 Reis 2.9-14 –Estes versículos nos mostram que o profeta Elias foi transladado para o céu numa carruagem de fogo, com cavalos de fogo. Elias subiu ao céu num redemoinho. O Senhor Deus o tomou para si. Eliseu que o acompanhava ficara sozinho. Elias deixara cair a sua capa para que Eliseu a tomasse para si. A capa representava a única coisa material que Elias possuía. Ele não levara nada consigo mesmo, apenas o que acumulara espiritualmente. A capa ficara para Eliseu para que a usasse quando necessário. Também representava o que é material fica aqui, não sobe para o céu. Eliseu usou essa capa todas as vezes que fora necessário. Eliseu foi um grande profeta do Senhor.

O espírito é igual para todos. Crescimento espiritual é individual, e personalizado. Deus permite que cada pessoa tome a sua decisão. Ele não força ninguém, mas abençoa muitíssimo àquele que quiser aceitá-lO. Deus deixa livre a decisão de quem quer que seja. Ele não faz acepção de pessoas, todos são iguais perante Ele. Quando uma pessoa nos diz que não crê, ou que Deus não existe, não muda nada perante Deus. Deus é soberano em tudo e por tudo. O ser humano é um ser inteligente para tomar a decisão correta. A única oportunidade é aqui e agora. Porque depois que a pessoa partir para a eternidade, não haverá mais oportunidade. Acabou. Cada um vai desfrutar daquilo que preparou aqui.

“Semeia pela manhã a tua semente e a tarde não repouses a mão, porque não sabes qual prosperará; se esta, se aquela ou se ambas igualmente serão boas” Ec. 11.6.

 

Graça e Paz!

A grandiosa solução: A ressurreição de Jesus Cristo

A grandiosa solução: A ressurreição de Jesus Cristo

Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; isto não vem de vós; é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie” (Ef 2.8-9).

Ressurreição 2Desde os primórdios da civilização quando o ser humano pecou, desobedeceu  a ordem do Senhor Deus, e foi ao encontro do pecado, daí resultou a morte espiritual, em conseqüência a morte física, e a vida sem esperança. O pecado entrou no mundo através de um homem, e o resultado atingiu todos os seres humanos. Todos morrem sem exceção. O sofrimento veio em  todas as áreas da vida. O ser humano desfez o plano de Deus para viver uma vida de pecado, de desobediência, de sofrimento, enfermidades, e muitos revezes que acontecem no decorrer da vida.

Mas a promessa de Deus foi cumprida. Ele enviou Jesus Cristo, Seu Filho Unigênito, para que cumprisse tudo o que fora dito pelos profetas do Senhor Deus, e morresse na cruz do calvário, derramando o Seu precioso sangue, para que olhássemos para Ele e sentíssemos que aquele lugar era de cada um de nós. Jesus ressuscitou ao terceiro dia após a sua morte. Mostrou-nos que Ele é o Salvador de todo aquele que n’Ele crê. Ele morreu e ressuscitou, venceu a morte e nos mostrou que se O recebermos como nosso único e suficiente Salvador pessoal, também ressuscitaremos como Ele ressuscitou e viveremos  eternamente junto a Deus Pai.

Jesus Cristo é o próprio Deus que reconcilia o ser humano com Ele, e lhe oferece  a oportunidade de volta ao paraíso celeste, como era no princípio.  Mas Deus quer que cada pessoa tome a sua decisão individualmente, de livre e espontânea vontade. O Senhor Deus oferece a todos a mesma oportunidade, sem acepção de pessoas. O Apocalipse nos mostra a maravilha que é o Paraíso Celeste. “Eu sou a ressurreição e a vida. Quem crê em mim, ainda que morra, viverá” (Jo 11.25).

A vida de quem recebe o Senhor Jesus como seu Salvador pessoal, muda totalmente. A pessoa começa receber as bênçãos prometidas por Ele. A paz que somente Jesus pode dar (João 14.27). E no porvir a vida eterna no paraíso celeste. Quando Jesus subiu ao monte da transfiguração com Pedro, Tiago e João, transfigurou-Se  diante deles, para mostrar como era um pouquinho de Sua glória, trouxe também Elias e Moisés para falar com Ele (somente com Ele – Jesus). Elias e Moisés já estavam na glória há muitos e muitos anos. Ali, Jesus mostra a maravilha da ressurreição.  Mt. 17.1-8. Embora, haja muitos problemas, dificuldades e sofrimentos, tudo fica mais leve, mais compreensível quando o Senhor caminha conosco. Não há promessa de um mar de rosas na vida de uma pessoa, mas há promessa da companhia e dos cuidados  contínuos do Senhor Jesus.

A ressurreição de Jesus Cristo oferece uma vida abundante de bênçãos, confiança no futuro, sem medo do que possa acontecer, porque o Senhor está com a pessoa. Uma vida cheia de esperança, porque a pessoa pode fazer planos para o futuro, ter a certeza de que não está sozinha, mas com uma ótima companhia. Quando recebemos o dom da vida espiritual, somos postos em liberdade (João 8.32). O Senhor Deus oferece a passagem gratuita de volta ao lar celestial. Basta procurá-la com o Senhor Jesus Cristo, Ele já pagou por ela na cruz do calvário.

Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância” (Jo. 10.10).

Graça e Paz!

Chuva de bênçãos

Chuva de bênçãos

Chuva de bênçãos. 1“O Senhor não nos trata segundo os nossos pecados, nem nos retribui consoante as nossas iniquidades” Sl. 103.10.

“O Senhor te abrirá o seu bom tesouro, o céu, para dar chuva à tua terra no seu tempo e para abençoar toda obra das tuas mãos…” Dt. 28.12a

Admirar a chuva é muito importante, pois esta vem molhar a terra, que muitas vezes se encontra muito seca, árida, e as plantas se movimentando como se estivessem agradecendo por esta bênção maravilhosa. É muito lindo e gratificante ver a natureza em festa com a chuva que cai. As plantas agradecem. Através da chuva a terra germina as suas sementes, dá o seu fruto, o ar fica mais limpo e fresco. As flores aparecem louvando a Deus com sua beleza perfeita e linda aos nossos olhos. Esta chuva é física, orgânica, e traz todos os benefícios dos quais necessitamos para viver tranquilamente.

A chuva espiritual é aquela que molha, cuida, fortalece o espírito humano. Esta chuva é bem mais presente em nossas vidas. Diariamente, o Senhor nos envia chuva de bênçãos. Começando logo pela manhã, quando levantamos descansados, com saúde, dispostos para o trabalho, alegres porque tudo está bem ao nosso derredor. Se não fosse o Senhor que nos manda chuva de bênçãos, nós estaríamos complicados na presença do nosso Deus. Porque, se o Senhor fosse retribuir segundo os nossos pecados, não teríamos como escapar da ira do nosso Deus.  Mas o Senhor nosso Deus é misericordioso e amoroso, e nos trata como filhos amados.

A chuva espiritual acontece diariamente em nossas vidas. Toda pessoa que se aproxima do Senhor Jesus, e quer a Sua preciosa e santa companhia, receberá chuva e mais chuva de bênçãos. Porque o Senhor é o dono de todas as bênçãos, e Ele as tem em abundância. E o mais importante são bênçãos eternas. Caminhar com Jesus é um privilégio muito grande, porque está sempre protegido e recebendo tudo de bom de Suas dadivosas mãos. Em Apocalipse 3.20 encontramos: “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele, comigo”. O Senhor Jesus promete cear com todo aquele que ouvir a Sua voz, e abrir a porta do seu coração, e recebê-lO em sua casa (alma/espírito). Se o Senhor se propõe a cear com todo aquele que O receber, vai ter a melhor companhia de sua vida. Este ganhará uma grande chuva de bênçãos desde a hora da aceitação até a vida eterna no porvir. Jesus Cristo é eterno, e o Seu Reino é eterno também.

A chuva de bênçãos na vida de uma ovelha do Altíssimo é muito importante. Porque através dessa chuva ela conserva a sua terra espiritual bem molhada, adubada, produtiva, pronta para cultivar a Palavra de Deus, meditar, crescer no conhecimento, no amor, transmitir a mensagem do Senhor às pessoas que ainda não a conhecem, orar com os que necessitam, oferecer uma palavra boa àqueles que buscam conforto, consolo ou orientação, visitar os enfermos, levar paz onde houver desavenças, desentendimentos, desamor, ódio. Mostrar ao mundo que Deus tem um plano de paz para todo ser humano que se reconhecer pecador, e se aproximar com humildade do Senhor Jesus. Jesus é o Príncipe da Paz. Is. 9.6b.

“… eu farei bênção; farei descer a chuva a seu tempo, serão chuvas de bênçãos” Ez. 34.26b.

“Conheçamos e prossigamos em conhecer ao Senhor; como a alva, a sua vinda é certa; e ele descerá sobre nós como a chuva, como chuva serôdia que rega a terra” Oséias 6.3.

Acalme seus passos

Acalme seus passos

Acalme os seus passos. 1

“Qual de vós, por ansioso que esteja, pode acrescentar um côvado (antiga unidade de medida de comprimento equivalente a três palmos, ou 66 cm.) ao curso de sua vida?” Mt. 6.27.

“E por que andais ansiosos quanto ao vestuário? Considerai como crescem os lírios do campo: eles não trabalham, nem fiam. Eu, contudo, vos afirmo que nem Salomão, em toda a sua glória, se vestiu como qualquer deles” Mt. 6.28,29.

O tempo passa em uma progressão assustadora. Dificilmente, a pessoa consegue acompanhar o desenrolar dos acontecimentos, e se torna escrava dos compromissos. Deixa de viver a melhor parte da vida, que é aproveitar o que há de melhor e gratificante para uma vida completa, cheia de bons frutos. Não há necessidade de se preocupar demais com o desenrolar da vida, porque ninguém consegue acrescentar nem um só côvado ao curso de sua vida nem mudar a ordem dos acontecimentos.

Acalme os seus passos – pensamentos. Volva-se para o Senhor nosso Deus! Valorize o que realmente tem valor. A mente é o bem mais precioso que o ser humano tem. Porque é a mente que forma opinião, decide sobre o que será feito – bom ou ruim. O ser humano é livre para optar pelo bem ou mal. A opção pelo bem leva a pessoa a um crescimento ou uma estrutura de vida muito boa. Todo o bem só constrói algo diferente e bom  na vida humana. O bem nunca decepciona, pelo contrário, oferece o que há de melhor para a vida da pessoa.

Acalme os seus passos – decisões.  Não há necessidade de um viver: ansioso, preocupado, nervoso, irritado, descontrolado. As decisões devem ser tomadas com calma, tranquilidade, precisas, para que depois de um tempo não venha o arrependimento. Toda decisão impensada ou precipitada traz consequências em seguida. Não há necessidade de tanta tribulação. A receita principal é: volta para a área espiritual. Esta realmente é valiosíssima. Porque toda decisão importante primeiramente deve ser levada à presença do Senhor nosso Deus. Somente Ele orienta a pessoa para que decida corretamente. A decisão orientada por Deus oferece uma estrutura firme, bem construída, que nunca se abala.

Acalme os seus passos – modo de viver. Deus fez o ser humano a sua imagem e semelhança moral/espiritual, portanto, o ser humano precisa estar firmado espiritualmente para ser realmente uma pessoa completa. O Senhor nosso Deus deixou um lugarzinho reservado no coração humano para a Sua particular morada. Ele é o dono de cada vida humana, Ele deve estar sempre no comando de uma direção. Deus nos criou para que vivamos dependentes do Seu grande Amor e Poder. Somos pequeninos, indefesos, necessitamos de Sua constante presença em nossas vidas. Somos ovelhas do Seu pasto. “Quanto a nós, teu povo ovelhas do teu pasto, para sempre te daremos graças; de geração em geração proclamaremos os teus louvores” Sl. 79.13.

Acalme os seus passos – testemunho. Toda ovelha do Senhor nosso Deus é muito importante para Ele. O Senhor dispensa cuidados especiais a cada uma delas. Mas Ele requer que cada uma individualmente corresponda ao Seu Amor e ao Seu Carinho, sendo uma pessoa que seja cabeça em qualquer situação. Isto é: seja sempre aquele que vai à frente, que resolve situações difíceis, que conduz corretamente aquelas ovelhas recém- convertidas, enfim, que oferece apoio espiritual a todos quantos necessitem. O testemunho de uma ovelha de Cristo é muitíssimo importante, fala muito alto a todos que a rodeiam.

Quanto mais a pessoa se aproximar do Senhor nosso Deus, mais ela crescerá espiritualmente. Ela será uma pessoa integral, moderada em tudo, confiável, digna de ser imitada por outras pessoas que ainda não conhecem o Senhor da Glória. A ovelha do Senhor Jesus Cristo vive com as bênçãos do Senhor desde o momento de sua decisão, e tem a certeza de sua salvação para a eternidade. A área mais valiosa para o ser humano é a área espiritual, porque dela depende todo o nosso ser e nosso modo de viver. O Senhor Deus é espírito e importa que Seus adoradores O adorem em Espírito e Verdade (João 4.23). Toda pessoa preocupada com a área espiritual, vive em paz consigo mesma, com Deus, e com todos que a rodeiam. Portanto, acalme os seus passos. Caminhe tranquilamente pelas sendas da vida espiritual, juntamente com o Senhor Jesus Cristo.

“Vós, pois, ó ovelhas minhas, ovelhas do meu pasto; homens sois, mas eu sou o vosso Deus, diz o Senhor Deus.” Ez. 34.31.

O poder terapêutico da palavra

O poder terapêutico da palavra

 O poder terapêutico  da palavra 5

“A lei do Senhor é perfeita e restaura a alma; o testemunho do Senhor é fiel e dá sabedoria aos símplices.” Sl. 19.7.

Desde o início da Bíblia Sagrada o Senhor Deus tem falado ao ser humano. Ele escolhera alguns homens consagrados, e os inspirara para escrever o que o Senhor tinha em mente, para a condução correta do ser humano. Tudo muito bem planejado. O ser humano foi criado para ser feliz e viver em comunhão com o seu Deus. Tudo era maravilhoso. Mas com a desobediência do ser humano tudo mudou. Recebeu o castigo de Deus que o afastou do paraíso celeste, enviando-o a cultivar a terra, e obter o seu sustento com seus próprios esforços, e comer do produto do seu trabalho.  Mas nem sempre o ser humano quis ouvi-lO, segui-lO. A Palavra de Deus tem um poder muito grande sobre a vida da pessoa, que ela pode condená-la a perdição eterna, ou pode salvá-la reconciliando-a com o seu Deus. O ser humano foi criado para ser feliz, viver tranquilo debaixo dos cuidados de Deus, e cuidar das demais coisas criadas por Ele. Deus criou o ser humano e dedicou-lhe a Sua Palavra para guiá-lo seguro pelas sendas da vida, e ser Palavra terapêutica para a alma imortal.  Mas o ser humano desobedeceu ao seu Senhor e Criador. Recebeu o castigo, para sair da presença de Deus, e ir cultivar a terra, viver do seu árduo trabalho, enfrentando todas as dificuldades porque estava longe do seu Deus.

A Palavra de Deus tem um valor terapêutico extraordinário. Onde há problemas gravíssimos, angústia, por pior que seja a situação pecaminosa de uma pessoa, a Palavra de Deus cura, resolve e restabelece. O Senhor nosso Deus é muito bom. Ele trata de todos os assuntos em Sua Palavra, e contém remédio para todas as doenças espirituais. Mas Ele dá o livre arbítrio para a pessoa. Cabe a cada uma se aproximar do Senhor, querer que o Senhor vá ao seu encontro. O Senhor realiza maravilhas através de Sua Palavra. Mas também condena os desobedientes, e não há interferência humana. A Palavra de Deus restaura a alma, oferece paz, tranquilidade, principalmente a salvação da alma imortal. O poder terapêutico da Palavra de Deus é tão grande que às vezes uma única palavra constrói uma vida, reconciliando-a com o seu Deus. O mesmo poder de uma só palavra pode condenar uma pessoa à perdição eterna.

“As palavras dos meus lábios e o meditar do meu coração sejam agradáveis na tua presença, Senhor, rocha minha e redentor meu” Sl. 19.14.

“Porque a palavra do Senhor é reta, e todo o seu proceder é fiel. Ele ama a justiça e o direito; a terra está cheia da bondade do Senhor” Sl. 33.4,5.

Graça e Paz!

A alegria da salvação

A alegria da salvação

A alegria da salvação 1

“No tocante a mim, confio na tua graça; regozije-se o meu coração na tua salvação.” Sl. 13.5.

A vida de uma pessoa corre risco, perigos de todos os lados. A vida é um presente de Deus, portanto, devemos dar graças a Deus todos os dias, louvá-lo e glorificá-lo. A vida é ameaçada por forças visíveis e invisíveis por pessoas ou circunstâncias. A pessoa é tentada por espíritos malignos, e por pensamentos indignos, maliciosos, contrários ao ensino da Palavra de Deus. O inimigo das almas imortais tenta prevalecer sobre a pessoa em suas decisões, sua mente, seu procedimento, até em sua maneira de se relacionar com outras pessoas.

A graça de Deus é um favor imerecido dedicado ao ser humano que se volta a Ele, e reconhece que não tem bens espirituais para se achegar e oferecer como oferta suave ao Senhor Deus. Deus conhece o ser humano desde antes do seu nascimento (Sl. 139.16). Portanto, Deus sabe que não há como o ser humano fazer alguma coisa para que seja salvo. Todos nascem em pecado, e necessitam da graça de Deus para transformar as vidas em algo maravilhoso, que é a alegria da salvação. “… pois todos pecaram e carecem da glória de Deus” Rm. 3.23.

Deus em Sua infinita misericórdia planejou tudo para a salvação de todo aquele que se voltar a Ele. Deus enviou o Seu Filho Jesus Cristo para realizar o Seu plano de salvação. Jesus nasceu, cresceu, desenvolveu um profícuo ministério, com muitos milagres, muitas curas, muitos ensinamentos sobre o Reino espiritual. Foi morto na cruz do calvário, ressuscitou ao terceiro dia como Deus havia planejado. Subiu ao céu, e os olhos de todos os presentes viram. O Senhor Jesus coroou o Seu ministério oferecendo de graça a salvação a todo ser humano que crer n’Ele, e confessar que Jesus é o Senhor e Salvador de sua alma imortal.

A alegria da salvação acontece na vida de uma pessoa quando ela se entrega a Jesus, e confessa-O como seu único e suficiente Senhor e Salvador pessoal. Toda alma tem um lugarzinho reservado para a moradia do Senhor Jesus. Caso este lugar esteja vazio, a pessoa sente este vazio em todo o seu ser. Muitas vezes, a pessoa tenta preencher este lugarzinho com muitas coisas diferentes, mas o Dono dele é inflexível não abre mão de Seu lugarzinho reservado desde antes do nascimento da pessoa.

A alegria da salvação é muito grande, a pessoa não encontra palavras para defini-la. Isto porque a alma encontra o Dono do lugar reservado, aí Ele passa a habitar nela, e tudo fica completo. E a alegria passa a fazer parte desta vida, principalmente porque ela tem um lugar guardado no paraíso celeste. Quem tem Jesus tem tudo. “Justificados, pois, mediante a fé, temos paz com Deus por meio de nosso Senhor Jesus Cristo” Rm. 5.1.

O salmista rei Davi disse: “Os teus olhos me viram a substância ainda informe, e no teu livro foram escritos todos os meus dias, cada um deles escrito e determinado, quando nem um deles havia ainda” Sl. 139.16.

Graça e Paz!

:

Vale a pena temer a Deus

Vale a pena temer a Deus

“Ao homem que teme ao Senhor, Ele o instruirá no caminho que deve escolher” Sl. 25.12.

Vale a pena temer a Deus.1“O temor (sentimento de reverência ou respeito) do Senhor é o princípio do saber, mas os loucos desprezam a sabedoria e o ensino” Pv. 1.7.

Atualmente, diante de tanta tecnologia e comunicação, tudo muito simplificado, tudo muito evoluído, só não houve evolução com referência ao temor a Deus. A irreverência, os zombadores, os escarnecedores estão presentes em todos os lugares. Esquecem-se de que Deus é o criador de tudo e de todos, e que tudo caminha segundo a Sua vontade. O resultado de tanta incredulidade é a falta de bênçãos na vida do ser humano. A depressão assola toda a sociedade, fazendo miséria na vida do ser humano, mas mesmo assim a pessoa não aceita a Palavra de Deus, que é vida e vida em abundância. Tudo isso porque a pessoa afronta a Deus.

Toda pessoa deveria ter em mente, que Deus é o grande Rei do universo, é o Dono de tudo, por isso, deve ser respeitado, temido por todos. Temer a Deus não é ter medo, mas ser reverente, respeitoso, dependente do Senhor. Nos braços de Deus encontramos o perdão, reconciliação, e celebração. “O temor do Senhor é o princípio da sabedoria, e o conhecimento do Santo é prudência” Pv. 9.10.

“O temor do Senhor conduz à vida; aquele que o tem ficará satisfeito, e mal nenhum o visitará” Pv. 19.23. O temor do Senhor é portal da sabedoria e o freio contra o pecado. O temor do Senhor nos abre caminho para o aprendizado. O Senhor nos ensina os seus santos e retos caminhos, e nos instrui também acerca do caminho que se devemos escolher. O Senhor nos ensina também a respeito de Sua aliança conosco. “A intimidade do Senhor é para os que O temem aos quais Ele dará a conhecer a sua aliança” Sl. 25.14. O Senhor fez uma aliança eterna conosco, e nos deu promessas fiéis e verdadeiras e Ele é fiel para cumpri-las.

Nenhuma das promessas de Deus cai por terra, todas serão rigorosamente cumpridas. Temer (reverenciar, respeitar) a Deus não é viver na instabilidade de nossos sentimentos, mas na firmeza das promessas divinas. Quando a pessoa teme ao Senhor ela é abençoada, orientada por Ele, firmada na Sua Palavra. Aqueles que temem a Deus tem a garantia de que sua alma repousará na prosperidade espiritual. “Na prosperidade repousará a sua alma…” Sl. 25.13.

“O temor do Senhor é fonte de vida para evitar os laços da morte” Pv. 14.27.

Graça e Paz!

A Fragilidade da Vida

A Fragilidade da Vida

artigo 10A vida de um modo geral é muito frágil. Qualquer revés pode ceifar uma vida na mais tenra idade. Conscientizados dessa fragilidade, as pessoas necessitam de uma segurança, uma estabilidade, uma certeza do porvir, de um Ser capaz de satisfazer todas as necessidades humanas. Esta possibilidade é suprida por Deus, que é um Ser Supremo, Onisciente, Onipotente e Onipresente.

Só Ele tem a segurança total para as nossas almas. Em Deus não há erro, só há acerto. Ele ama, salva, dirige e conduz a um caminho certo. A vida é um sopro, mas Deus é eterno, e nos oferece a eternidade gratuitamente, na pessoa de Jesus Cristo. Por mais forte que uma pessoa seja, ela sucumbe diante de uma fatalidade, enfermidade ou perdas. Mas em Deus não há sombras de dúvida, nem erros.

O Senhor nosso Deus cuida de nós como plantinhas tenras, ou como bichinhos minúsculos incapazes de sobreviver sozinhos, portanto, Ele enviou Jesus Cristo para que nos dê de graça as bênçãos que necessitamos. Assim somos fortes, não por nós mesmos, mas porque temos o Espírito de Cristo em nós. E Deus só não faz maiores maravilhas em nosso meio porque nós não suportaríamos Temos os olhos muito voltados para a Terra, no aqui e agora, no material, mas se nós pararmos para analisar quantas bênçãos recebemos diariamente, ficaremos admirados. Quantas orações são respondidas, quanto crescimento espiritual experimentamos, quanta alegria ao ouvirmos testemunhos importantes a respeito do que Deus realizou no meio do seu povo!  A fragilidade da vida é uma realidade, mas os cuidados de Deus para conosco é ainda maior.

O Profeta Isaías disse: “seca-se a erva, e caem as flores, soprando nelas o hálito do SENHOR. Na verdade, o povo é erva; seca-se a erva, e cai a sua flor, mas a palavra de nosso Deus permanece eternamente” – Isaías 40.7,8″.