As muitas águas…

As muitas águas…

águas 2Cântico 8.7 – “As muitas águas …”

“As muitas águas não poderiam apagar o amor, nem os rios, afogá-lo: ainda que alguém desse todos os bens da sua casa pelo amor, seria de todo desprezado”. Ct 8.7. 

O Amor de Deus é tão grande, que nada pode ser comparado a ele. A beleza do Amor de Deus é ímpar, é singular. Somente Deus pode entender e aplicar o Seu amor ao ser humano. Deus criou o ser humano e o colocou no paraíso, mas nem assim o ser humano foi grato pelas bênçãos maravilhosas que recebera do Senhor. Na primeira oportunidade fez o que era contrário ao Amor de Deus.

Se o ser humano parasse e pensasse o quanto Deus o ama, seria totalmente diferente. Só pelo motivo de levantar-se com saúde, com vida, disposto a fazer tantas coisas durante o dia, ele deveria ser grato. Mas o que encontramos muitas vezes são  pessoas revoltadas, mal-agradecidas, outras ateias, dizendo que Deus não existe. A misericórdia de Deus é a causa de não sermos destruídos (Lm. 3.22,23,24).

As muitas águas não poderiam apagar esse Amor tão grande de Deus pelo ser humano. Muitas águas simbolizam povos, nações e línguas (Ap. 17.15). Por mais que as pessoas querem destruir os feitos de Deus, por mais que inventem histórias erradas sobre Jesus Cristo e sua vida, por mais que critiquem os que se dedicam a levar a boa palavra às pessoas que ainda não conhecem, os que oram intercedendo por um enfermo desesperançado de cura, ou pessoas atormentadas ou oprimidas pelo maligno, pessoas que necessitam de uma palavra de conforto, de carinho, de compreensão, pessoas enfermas que necessitam de uma visita, de uma oração, de uma palavra boa, pessoas que estão à beira do abismo de desespero, pessoas que não necessitam de nada material, mas necessitam de tudo espiritual, não conseguem destruir o Amor de Deus pelas pessoas em geral. Essas pessoas críticas não tem noção do mal que causam a sociedade. Deveriam instruir-se no conhecimento espiritual e viver em paz com Deus.

Quanto serviço tem uma pessoa dedicada à palavra de Deus. A Palavra de Deus transmite o Amor de Deus, o conforto espiritual, muitas vezes a cura de enfermidade espiritual e algumas vezes a cura de enfermidades físicas, leva paz, conscientização da necessidade de se buscar a Deus em Espírito e Verdade.

Mesmo que a pessoa desse tudo o que possui, mesmo o maior possuidor de bens materiais, o Amor de Deus está acima de tudo: “…ainda que alguém desse todos os bens da casa pelo Amor seria de todo desprezado”. Nada, mas nada mesmo pode comprar uma só bênção do Senhor. Porque tudo o que de Deus é espiritual, não se compra o espiritual com bens materiais.

Deus não faz acepção de pessoas (Ef 6.9b). Perante Deus todos são iguais, porque a alma/espírito de todos são iguais; não há um melhor e outro pior; um tem muitos bens materiais e outro não tem nada. O que nos diferencia perante Deus é a nossa santificação, e a santificação é espiritual.

“Bramam nações, reinos se abalam; ele fez ouvir a sua voz, e a terra se dissolve” Sl. 46.6. Todos que confiam em seus bens materiais viverão momentos em que bramarão e não serão ouvidos, muitos se abalarão, mas o Senhor fará  a Sua voz e a pessoa se dissolve, isto é, será vencida e os seus bens ficarão inertes, sem utilidade, de nada servirão para comprar bênçãos do Senhor da Glória. Graça e Paz!

Comments are closed.