Vaso santificado

Vaso santificado

vaso de honraOra, numa casa grande não há somente utensílios de ouro e de prata; há também de madeira e de barro. Alguns, para honra; outros, porém, para desonra. Assim, pois, se  alguém a si mesmo se purificar destes erros, será utensílio para honra, santificado e útil ao seu possuidor , estando preparado para toda boa obra. Foge, outrossim, das paixões da mocidade. Segue a justiça, a fé, o amor e a paz com os que de coração puro, invocam o Senhor. E repele as questões insensatas e absurdas, pois sabes que só engendram contendas” (2 Tim. 2.20-23).   Os vasos podem ser feitos de ouro, prata, madeira, barro, alumínio, vidro, plástico, mas o que interessa é o que contém no seu interior.  Numa Igreja há todos esses vasos, porém o conteúdo de cada um é singular, apresentam-se a Deus individualmente. Alguns vasos guardam: dinheiro, joias, pedras preciosas, vinhos, azeites, água, combustível, perfume. Outros guardam: coisas imundas, poluídas (como os dejetos humanos).  Os vasos de honra são para a salvação, para a glória de Deus, vaso de amor e vaso de misericórdia; outros para desonra são para a perdição, vasos de ira (tudo aquilo que desagrada a Deus). Os vasos de desonra são os homens sem Deus, aqueles que se desviaram da verdade. São vasos poluídos pelo pecado, usados para receber as coisas imundas. Dentro deles só há vergonha, injustiça, falta de fé, desamor, discórdia, podridão. Mas, quando Deus elege uma pessoa para ser vaso de honra, ele deixa tudo aquilo que o tornava vaso de desonra e se torna um vaso de honra. Assim ele será uma bênção nos caminhos do Senhor.

Comments are closed.