Jesus promete outro Consolador

Jesus promete outro Consolador

Jesus promete outro consolador.2João 14.16-31

“O Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não O vê, nem O conhece; vós O conheceis, porque Ele habita convosco e estará em vós” v. 17. “Não vos deixarei órfãos, voltarei para vós outros” v. 18.

Jesus considera os Seus discípulos como Seus amigos. Ele promete enviar outro Consolador, depois que Ele fosse assunto ao céu. Jesus disse que o Espírito da Verdade o mundo não podia recebê-lo, porque o mundo não cria, nem queria crer nas obras de Deus. Mas Jesus se refere aos discípulos, que conhecem o Espírito da Verdade, uma vez que o Espírito da Verdade habitava com eles, e estava com eles. Os discípulos conheciam o Espírito da Verdade através dos ensinamentos de Jesus.

No versículo dezoito vemos o Senhor Jesus fazendo referência a si próprio como sendo Ele mesmo o Espírito da Verdade. O Senhor Jesus é o próprio Deus que se tornou carne e habitou entre nós.  O Senhor disse que não nos deixaria órfãos, mas que enviaria outro Consolador, ou seja, o Senhor Jesus veio cumpriu toda a lei, e finalizou Seu ministério com a Sua morte, e morte de cruz no calvário. Ressuscitou, e permaneceu aqui na terra por algum tempo, depois subiu ao céu. “… foi Jesus elevado às alturas, à vista deles (discípulos), e uma nuvem O encobriu dos seus olhos” Atos 1.9.

Jesus ainda alertou os Seus discípulos que eles O teriam em sua companhia por pouco tempo, depois teriam a companhia do Consolador, o Espírito Santo a quem o Pai enviaria em nome do Senhor Jesus. E que o Espírito Santo ensinaria todas as coisas e que faria com que eles se lembrassem de tudo que Ele (Jesus) lhes ensinara ou dissera. Jesus orientara os Seus discípulos sobre tudo que ia acontecer, mas que Ele sempre estaria com eles, e com o novo Consolador eles se lembrariam de tudo que Jesus lhes dissera.

Jesus disse que Ele e o Pai são um: “Eu sou o Caminho, e a Verdade, e a Vida; ninguém vem ao Pai senão por mim” Jo 14.6.; “O Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não O vê, nem O conhece; vós O conheceis, porque ele habita convosco e estará em vós” v. 17; “Não vos deixarei órfãos, voltarei para vós outros” v. 18;

Jesus foi assunto ao céu à vista de todos os presentes. Passados alguns dias aconteceu que os discípulos estavam reunidos em oração, quando aconteceu a descida do Espírito Santo. Todas as pessoas que estavam presentes, de várias nacionalidades e línguas, ouviram a mensagem em sua própria língua. Isto significa que o Senhor Jesus realizou o sacrifício na cruz do calvário suficiente para salvar todo aquele que reconhecer que o sacrifício é válido para salvar todo aquele que n’Ele crê, não importando sua nacionalidade e língua. “Quando Ele (Espírito Santo) vier, convencerá o mundo do pecado, da justiça e do juízo: do pecado, porque não creem em mim; da justiça, porque vou para o Pai, e não me vereis mais; do juízo, porque o príncipe deste mundo já está julgado” Jo. 16.8-11.

O Espírito Santo de Deus age na vida da pessoa que recebe com alegria a Palavra de Deus, e se converte ao Senhor Jesus. No momento da conversão a pessoa recebe o Espírito Santo dentro de seu espírito. Aí começa uma nova vida. A pessoa nasce de novo. Nasce espiritualmente. Nasce para uma vida cheia de bênçãos, de prosperidade espiritual, tranquilidade e segurança. Toda pessoa que tem o Senhor Jesus como seu único e suficiente Salvador e Senhor pessoal, vive em paz com Deus e consigo mesma.

“Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como a dá o mundo. Não se turbe o vosso coração, em se atemorize” .v 27.

Graça e Paz!

Comments are closed.